Redução da maioridade penal

Certa vez ouvi de um amigo que, numa determinada fase da vida, a memória fica mais forte em lembranças antigas do que fatos recentes. Não sei se isso é real ou por estar impressionado com os números divulgados sobre a morte de jovens negros no Brasil, mas, ultimamente, sempre me vem à mente o período de 12, 14 ,16 e 17 anos de idade, época que eu vivia em São Mateus, bairro periférico da capital paulistana, região de altos índices de violência em números que persistem por lá até hoje.

Por  Maurício Pestana via Guest Post para o Portal Geledés

O famoso, “mão na cabeça aí vagabundo!”, da primeira batida policial, não dá para esquecer, os minutos (poucos ou muitos), que se tem uma arma mirada para a cabeça com 11 ou 12 anos de idade te marcarão para sempre, principalmente quando cruzar com uma viatura da polícia no seu caminho.

Neste período outros fatos grudaram na minha memória de adolescente, em São Mateus, divisa com o ABC paulista, local de grandes manifestações metalúrgicas do final dos anos de 1970 que desafiaram a ditadura militar. Eram manifestações reprimidas também pelo tal “esquadrão da morte” – polícia política do Regime que tinha naquele bairro um dos locais de sua “desova”. Então, outro fato comum no caminho da escola quando eu ainda cursava o primário era cruzar, com corpos atirados no chão, que o povo dizia serem vítimas do esquadrão.

Quando recordo este período, lembro de muitos amigos quase crianças que não ultrapassaram essa fase da dupla jornada de estudo e trabalho para ajudar em casa, dos que também optaram por um sonho de riqueza fácil e uma vida curta, dos que o álcool e outras drogas, potencializado pela falta de perspectiva os levou, dos que desapareceram e continuam desaparecendo todos os dias deixando milhares de mães, irmãos, amigos na dor e desespero.

Todos, com uma coisa em comum, em geral a cor da pele e a falta de oportunidades, vítimas de décadas de abandono do Estado brasileiro. Oportunidade que uma boa parte desse Congresso quer diminuir ainda mais com a redução da maioridade penal para 16 anos.

+ sobre o tema

Minha Casa, Minha Vida: Governo amplia limite de renda para compra da casa própria

Rendimento mensal máximo sobe de R$ 4.900 para R$...

Serra chama negros tucanos ao Palácio para abafar crise

Fonte: Afropress     S. Paulo - A crise aberta com as...

Eleição tem mais brancos que a proporção da população brasileira

A maioria dos candidatos das eleições deste ano se...

A antielitização latino-americanas

Por: Amílcar Salas Oroño     As elites latino-americanas enfrentam uma crise...

para lembrar

As vítimas eleitas

Em julho de 1993 fui entrevistado pela Revista Pixote...

Racismo e violência contra criança e adolescente são desafios do país

Publicado há 30 anos, o Estatuto da Criança e...

Maioridade Penal será votada nesta terça na CCJ.

Contrário à PEC que reduz a maioridade penal no...

Racismo e violência contra criança e adolescente são desafios do país

Publicado há 30 anos, o Estatuto da Criança e do Adolescente trouxe avanços na abordagem dos direitos essenciais do público para o qual foi...

Maturidade cerebral e a maioridade penal

Investir na promoção de ambientes saudáveis, culturalmente ricos e livres de violência e negligência pode trazer benefícios mais consistentes e duradouros na redução de...

‘Não dá pra ser feminista e ser a favor da redução da maioridade penal’, diz Djamila Ribeiro em mesa da Flip

Quarta mesa desta quinta-feira da Flip trouxe a política para o primeiro plano aquecendo os debates em Paraty. A fllósofa brasileira Djamila Ribeiro e a escritora...
-+=