Reino Unido vai bloquear acesso à pornografia

Medida pretende impedir que crianças acessem conteúdo inadequado pela internet; primeiro-ministro David Cameron anunciou instalação de filtros obrigatórios; de acordo com ele, o governo obrigará os provedores de banda larga a incluir esses filtros já no final deste ano para os novos clientes

Do Opera Mundi – O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, anunciou que os provedores de internet serão programados para bloquear o acesso à páginas pornográficas e internautas só poderão acessá-las caso desativem esses filtros. A medida, anunciada na segunda-feira (22/07), pretende impedir que crianças acessem tais sites na região.

De acordo com Cameron, o governo obrigará os provedores de banda larga a incluir esses filtros já no final deste ano para os novos clientes, enquanto os atuais receberão os filtros para instalação. O premiê anunciou também que será ilegal na Inglaterra e no País de Gales a posse de pornografia que mostre violência contra a mulher, como já acontece na Escócia.

Cameron afirmou que a pornografia está “corroendo a infância” durante discurso. “Não quero ser moralista ou assustar, mas sinto, como político e como pai, que chegou o momento de atuar”, disse. Os provedores de internet também deverão bloquear as buscas com certas palavras-chave que ele definiu como “horríveis”, para que não apareçam resultados quando forem buscadas.

O premiê acusou os buscadores online de “não fazer o suficiente” para reduzir o acesso às páginas que ele considera inaceitáveis. “Tenho uma mensagem clara para o Google, o Bing, o Yahoo e o restante dos sites de buscas. Vocês têm o dever de agir neste caso. Se existem obstáculos para vocês agirem, não fiquem parados dizendo que nada pode ser feito. Usem seus grandes cérebros e resolvam o problema”, declarou.

Muitos no Reino Unido já começaram a levantar dúvidas se a medida irá mesmo funcionar. “Para que os filtros funcionem, as empresas tem que impedir os usuários de buscarem na web o termo ‘como desligo esses filtros de pornografia?’, diz um editorial do jornal britânico The Guardian. O jornal diz que será uma medida que não funcionará na prática.

 

Fonte: Brasil 247

+ sobre o tema

Argélia anula dívida de 12 países africanos

A medida do governo argelino beneficia o Benin,...

África ganha 11 bilionários em 1 ano. Veja os mais ricos

  Segundo ranking divulgado pela revista Forbes, 10...

para lembrar

“Presidentes Africanos”: Instituto Lula exibe documentário

  O Instituto Lula exibirá, na próxima quarta-feira...

Arqueólogos descobrem esqueletos de 3 mil anos com arteriosclerose na África

foto SUSIE GREEN/BRITISH MUSEUM   Os esqueletos com arteriosclerose  foram encontrados...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Com verba cortada, universidades federais não pagarão neste mês bolsas e auxílio que sustenta alunos pobres

Diferentes universidades federais têm anunciado nos últimos dias que, após os cortes realizados pelo governo federal na última sexta-feira, não terão dinheiro para pagar...
-+=