Repórter da BBC é assediada enquanto gravava reportagem sobre assédio

Uma repórter da BBC foi assediada enquanto fazia uma reportagem sobre assédio a mulheres nas ruas.

no BBC

A jornalista Sarah Teale estava gravando do lado de fora de uma conferência sobre o assunto em Notingham, na região central da Inglaterra, quando ouviu comentários obscenos de um homem que passava perto dela.

A repórter disse estar “genuinamente chocada” pelo que o homem disse.

“Não é brincadeira, não é engraçado e ninguém deveria ter de aturar isso”.

No vídeo, Teale explica as conclusões de um estudo sobre assédio a mulheres.

“Um estudo online mostrou que 95% das pessoas disseram que já foram assediadas, zombadas ou ouviram obscenidades nas ruas e grande parte delas afirmou que chegou a ser inclusive apalpada ou agarrada inapropriadamente em público”.

Assim que termina a frase, ela aponta e diz: “Sim, como isso”, em alusão aos comentários feitos pelo homem.

O episódio viralizou nas redes sociais, e Teale recebeu várias mensagens de apoio.

A usuária Helen Briggs descreveu o acontecimento como “vergonhoso”.

Já outro usuário, Neil Harrison, disse: “Publique e envergonhe o nome desse imbecil…verme patético”.

Alguns usuários, entretanto, chegaram a duvidar da veracidade do vídeo, acreditando que ele havia sido encenado.

“Acho que o vídeo foi planejado ou encenado”, disse a usuária Sandy Oestreich.

Mickey Sjv Gregory afirmou acreditar que “alguém estava ganhando dinheiro ou tentando ser engraçado”.

Teale afirmou que gostou de ver as pessoas discutirem o assunto, e negou que o vídeo havia sido encenado. “É um disparate absoluto (pensar nisso)”.

“É bastante óbvio que minha reação não foi encenada”.

“O fato de o episódio ter viralizado não o torna menos ofensivo”.

+ sobre o tema

Negros de pele clara por Sueli Carneiro

Vários veículos de imprensa publicaram com destaque fotos dos...

Efeito Zé Mayer: O impacto da denúncia de famosas sobre assédio na capa da Veja

Nojo e medo são algumas das palavras usadas pelas...

E se fosse você?

por Manuela D'Avila no Facebook Eu estava grávida quando fui...

Nas periferias, nasce um novo feminismo

Com textos poéticos, campanhas e vídeos, grupo de jovens...

para lembrar

PL Luana Barbosa é aprovado e prevê enfrentamento ao lesbocídio

Aprovado em Belém (Pará) na última quinta-feira, dia 30...

Ainda bem que direitos das mulheres não viraram moeda de troca’, diz Jô Moraes

Na opinião da coordenadora da bancada feminina da Câmara...

A participação das mulheres brasileiras na democratização dos poderes.

As mulheres têm tido um papel importante nas transformações...
spot_imgspot_img

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...
-+=