Rihanna explica porque se recusou a se apresentar no Super Bowl

Cantora comentou ainda sobre seu novo álbum e fez duras críticas ao presidente americano, Donald Trump

Do iG

Rihanna- mulher negra, de cabelo liso preto e olhos verdes, usando batom vermelho.
(Foto: Katie Friedman)

Em entrevista à revista Vogue, Rihanna revelou que disse “não” para o Super Bowl em apoio ao jogador Colin Kaepernick, que foi banido da liga de futebol americano após se ajoelhar durante a execução do hino nacional em 2016.

“Não podia me atrever a fazer isso. Para quê? Quem ganha com isso? Não o meu povo. Simplesmente, não podia ser uma vendida. Há coisas com que não estou de acordo em nada com essa organização. Eu não iria aparecer e serví-los de maneira alguma”, disse a Rihanna.

A cantora também falou sobre o seu próximo álbum, que ela confirmou que será inspirado no reggae.

“Eu gosto de olhá-lo como um álbum inspirado no reggae, ou com uma mistura do reggae”, afirmou. “Não vai ser algo típico ou o que você conhece como reggae. Mas você vai sentir os elementos em todas as faixas”, garantiu.

À Vogue a artista não poupou críticas ao presidente americano, Donald Trump , e o chamou de “o homem mais mentalmente doente dos Estados Unidos”.

+ sobre o tema

para lembrar

Serena Williams protagoniza vídeo da Nike sobre empoderamento feminino

Vencedora de 23 Grand Slams, a tenista Serena Williams...

Precisamos reconhecer nossa palmitagem

Muito se tem discutido sobre a solidão da mulher...

Mulher negra sempre será subjugada, diz advogada Valéria dos Santos

Alvo de um episódio que causou revolta pelo racismo...

Um dia histórico para o Movimento das Mulheres

Ontem foi um dia histórico para o Movimento de...
spot_imgspot_img

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços, compraria nas bancas costumeiras. Escolhi as raríssimas que tinham mulheres negras trabalhando, depois as de...

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Andréia Regina Oliveira Assunção Santos e os desafios da maternidade são destaque do mês no Museu da Pessoa

Quando estava no último ano do curso de administração de empresas, Andréia engravidou pela primeira vez e enfrentou uma série de desafios, como as...
-+=