RIO DE JANEIRO: Rio antecipa comemorações do Dia da Consciência Negra

Fonte: Terra –

 

As comemorações do Dia da Consciência Negra (20 de novembro) começam hoje (16), no Rio de Janeiro, com uma série de eventos musicais, palestras, exibição de filmes e apresentações de dança. As atividades se estendem até o fim do mês, em pontos da zona norte e do centro, e marcam a data da morte de Zumbi dos Palmares, um dos líderes do Quilombo dos Palmares, o mais conhecido núcleo de resistência negra à escravidão no país.

O Centro Coreográfico da Cidade, na Tijuca, abre a semana com exibições de filmes, aulas de dança afro e debates com professores da casa. Além da participação do dançarino Delegado, conhecido passista da escola de samba Estação Primeira de Mangueira, o ponto alto da agenda é o 1º Fórum de Dança e Cultura Afro-brasileira, de quinta (19) à sábado (21), que trará personalidades e especialistas da temática.

Para quem se interessa por fotografia, o Centro de Referência da Música Carioca Arthur da Távola, também na Tijuca, abre amanhã (17) a mostra Nossa Gente, do fotógrafo negro Januário Garcia. Paralelamente, o espaço estreia a série Depoimentos Cariocas, que entrevista o cantor e compositor Arlindo Cruz. Para este evento, os ingressos custam R$ 10 a inteira e R$ 5 a meia.

Para os amantes de cinema, a sugestão é conferir a “trilogia negra”, de Cacá Diegues no Centro Cultural Parque das Ruínas, em Santa Teresa, no centro, a partir da sexta-feira (20). Os filmes Gamba Zumba, Quilombo e Xica da Silva serão exibidos em três sessões diárias, até o domingo (29). A mostra marca a inauguração da sala de cinema do centro com 80 lugares e tem entrada franca.

Um dos organizadores das atividades, Carlos Alberto Medeiros, à frente da Coordenadoria da Igualdade Racial do município diz que o objetivo das atividades é lembrar a contribuição de africanos e de afrodescendentes na sociedade brasileira. “É preciso colocar isso em relevo”, afirmou. Para o próximo ano, ele promete ampliar os eventos para mais bairros da capital.

Outras mostras, debates e apresentações na capital e em comunidades quilombolas do estado são realizadas com apoio do governo estadual desde o início do mês. No Dia da Consciência Negra, a programação começa às 6h30 com a lavagem do Busto de Zumbi, na Praça 11, no centro do Rio, por integrantes do afoxé Filhos de Gandhi, e se estende até as 19h, com shows de Arlindo Cruz, da bateria da Mangueira e da Acadêmicos do Cubango.

Matéria original

+ sobre o tema

Fundo Rotativo Solidário beneficiará empreendedores do Fórum da Economia do Negro de Fortaleza (CE)

Por: Karol Assunção   Adital – Empreendedores/as da capital cearense organizados...

Raça e Cor – Eu visto esta camisa! Raça, cor e etnia no SUS

O Projeto Identidade trata da questão de direitos humanos,...

para lembrar

Acervo digital de cultura negra está disponível na internet

Foi lançado na terça-feira (23) o acervo digital de...

Conferência debate a inserção do negro no mundo esportivo

próxima terça-feira, dia 25, a III Conferência Nacional...

Sem os pontos mais polêmicos, Senado aprova Estatuto da Igualdade Racial

O Senado aprovou nesta quarta-feira o Estatuto da...
spot_imgspot_img

Câmara aprova projeto que torna Dia da Consciência Negra feriado nacional; texto vai à sanção

Por 286 votos a favor e 121 contrários, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (29) um projeto de lei que declara o dia 20 de...

Profissionais negros reinventam suas carreiras na TV e avaliam a importância da discussão racial

No Dia da Consciência Negra, o gshow conversou com artistas que compartilham a jornada que é ser um profissional preto na teledramaturgia. Entre eles, atores, atrizes e...

“Quanto mais diversos formos, melhores seremos”

Uma das mais destacadas intelectuais em atividade no país, a historiadora e antropóloga Lilia Schwarcz, docente da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas...
-+=