Rio tem menor índice de mortes violentas desde 1991, segundo IPS

O Instituto de Segurança Pública (ISP) anunciou hoje a contabilização de 1.894 mortes violentas no primeiro trimestre do ano, o “melhor balanço” desde 1991, quando o índice começou a ser registrado.

Entre janeiro e março, foram registrados 1.414 assassinatos em todo o estado. O trimestre foi o mais “pacífico” desde que a estatística começou a ser elaborada na região e representa uma redução de 16,5% dos assassinatos frente ao mesmo período do ano passado, segundo números do ISP.

Também foram contabilizadas 54 mortes em tentativas de assalto ou em brigas, categoria que teve uma melhora de 26% em comparação com o mesmo período no ano anterior.

A Polícia localizou 199 corpos ou restos mortais que não foram computados como vítimas de assassinatos, porque as circunstâncias das mortes são desconhecidas.

Além disso, sete policiais morreram em operações e 220 criminosos foram mortos em enfrentamentos com oficiais da Polícia.

 

+ sobre o tema

Minha Casa, Minha Vida: Governo amplia limite de renda para compra da casa própria

Rendimento mensal máximo sobe de R$ 4.900 para R$...

O duplo desafio de Obama

- Fonte: O Estado de São Paulo - Conforme...

Eleição tem mais brancos que a proporção da população brasileira

A maioria dos candidatos das eleições deste ano se...

A antielitização latino-americanas

Por: Amílcar Salas Oroño     As elites latino-americanas enfrentam uma crise...

para lembrar

O cabelo dos meninos pretos – por Cidinha da Silva

Por Cidinha da Silva Algo de sinistro acontecia com os...

Pesquisa Sensus aponta empate entre Serra e Dilma

Pesquisa Sensus encomendada pelo Sintrapav (Sindicato dos Trabalhadores...

É só alegria! Por Cidinha da Silva

Por Cidinha da Silva Os dias eram pré-carnavalescos no Rio...

Nas eleições, se não acredita, eu vou sonhar pra você ver

Por: FÁTIMA OLIVEIRA Tá no sangue. Nas eleições acabo como...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=