Salif Keïta apela a africanos ao fim de sacrifícios de albinos

 

O músico maliano, Salif Keïta, apelou os africanos para o fim de sacrifícios de albinos, na capital senegalesa (Dakar).

” Há vários sacrifícios humanos em países como a Tanzânia, o Burundi e o Rwanda. É feio. A vida de um homem não deve ser sacrificada pela de outrém », declarou Salif Keïta quinta-feira durante uma conferência de imprensa em prelúdio ao espectáculo que animará sábado em Dakar com o músico senegalês Youssou Ndour.

” Deve-se falar disso. O albinismo é apenas uma falta de melanina na pele e nada mais. O albinismo não é maléfico e o albino não possui nenhuma potência mágica”, acrescentou o artista albino maliano.

“O lançamento do meu álbum, La Différence, permitiu falar disso e a algumas pessoas tomar consciência, mas é preciso ainda outras mensagens mais fortes”, indicou o músico maliano.

Fonte: Portal Angop

+ sobre o tema

Aos 93, dona Ivone Lara ganha ‘sambabook’ em sua homenagem

Dona é a vovozinha. "Eu era mocinha, achava que...

Angola: Semba é tema de debate em festival internacional

A promoção dos ritmos africanos, em particular o semba...

Temas preliminares de la Conferencia Mundial de los afrodescendientes

Desarrollo político, económico, social, cultural – académico y ambiental...

Que me llamen negra

Por: Beatriz Aiffil   A Soraya le gusta que...

para lembrar

Militantes relembram escravidão no maior ponto de tráfico de pessoas na África

Ato ocorreu na abertura da conferência pan-africanista, realizada por...

SMPIR promove “Natal da Igualdade”

Empreendedores afrodescendentes, que fazem parte do grupo organizado pela...

Dia da África é celebrado com Olodum, exposição e debate

O Dia da África, celebrado no dia 25 de...

Agô – Samba e Ancestralidade ocupa a Caixa Cultural Brasília

O projeto recebe Nei Lopes, Mateus Aleluia, Fabiana Cozza,...
spot_imgspot_img

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...
-+=