São Jose do Rio Preto: Arprom vai dar assistência a vítima de racismo na Câmara

Por: Rodrigo Lima

 

Hamilton Pavam / Garota foi chamada de “macaca” por cerimonialista da Câmara

 

A Associação Rio-pretense de Promoção do Menor (Arprom) afirmou que vai dar apoio jurídico e psicológico a menor aprendiz G.C.A.B, de 17 anos, que registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), acusando a servidora pública Olívia Lobo de xingá-la de “pretinha”, “macaca” e “filha da puta”. Ela, que trabalha na Câmara, afirmou que foi vítima dos xingamentos após se negar a prestar serviços particulares para a funcionária.

A adolescente afirmou ontem que já entregou ao presidente do Legislativo, Paulo Pauléra (PP), cópia da ocorrência para seja tomadas medidas administrativas contra Olívia. Pauléra já anunciou que vai abrir comissão de sindicância para apurar o caso.

O presidente da Arprom, José Vitta Medina, disse que a menor “foi humilhada” na Casa. Ele afirmou que não se lembra de outro caso envolvendo possível ato de racismo contra um dos adolescentes que frequentam a entidade. “Vamos dar todo o apoio jurídico e psicológico que G. necessitar. A mãe dela já tomando todas as providências que o assunto exige”, afirmou Medina.

O caso foi registrado na polícia como crime de injúria. A menor terá de representar a servidora formalmente para que seja instaurado inquérito policial. G. vai prestar novo depoimento ainda neste mês. Ela diz que vai levar adiante a representação contra Olívia, que negou que tenha xingado a menor. Ela disse que não é racista.

Na Câmara, os funcionários evitam comentar o assunto nos corredores. Ontem, a adolescente reafirmou que um motorista vai testemunhar em seu favor. Vereadores lamentaram o episódio e defenderam a punição à funcionária, que uma das responsáveis pelo cerimonial da Casa, se a acusação for comprovada.

Fonte: Diário Web

+ sobre o tema

para lembrar

Secretaria vai cortar ponto de professores da greve na Bahia

Profissionais decretaram greve por tempo indeterminado no dia 11...

O racismo que se perpetua entre os muros das escolas do Brasil

O racismo entre os muros da escola “Lavar as mãos...

‘Apenas a elite de São Paulo e do país tem acesso à USP’

Aluno de geografia elaborou estudo sobre composição racial da...

Holanda oferece 50 bolsas de estudo exclusivas para brasileiros

Holanda abre inscrições para 50 bolsas de estudo exclusivas...
spot_imgspot_img

Geledés publica boletins sobre a Primeira Infância nos estados brasileiros

Geledés Instituto da Mulher Negra está realizando as ações da segunda etapa do projeto “Primeira Infância no Centro: garantindo o pleno desenvolvimento infantil, uma...

PL do novo PNE apresenta avanços em equidade e dá primeiro passo em financiamento, mas precisa de melhorias estruturais e traz também retrocessos

O Projeto de Lei (PL) nº 2.614/2024, que prevê um Plano Nacional de Educação (PNE) para o período de 2024-2034, apresenta avanços relacionados à...

Jovens cientistas receberão apoio de mais de R$ 21 milhões para pesquisas   

O Instituto Serrapilheira anunciou, nesta quarta-feira (26), os 33 pesquisadores selecionados em dois editais que vão injetar mais de R$ 21 milhões em ciência no Brasil. Uma...
-+=