SÃO PAULO: Na Semana da Consciência Negra, Museu Afro Brasil recebe a exposição África em Nós

Fonte: Último Segundo –

SÃO PAULO – O Museu Afro Brasil, em São Paulo, inaugura nesta terça-feira (17) a exposição “África em Nós”. A mostra reúne 101 fotos escolhidas entre as mais de sete mil imagens recebidas durante a campanha do mesmo nome, promovida de junho a setembro pela Secretaria de Cultura de São Paulo. A seleção foi coordenada por Walter Firmo, um dos mais importantes fotógrafos brasileiros.

  • Fotoshow: veja imagens da exposição “África em Nós”

As imagens serão colocadas do lado de fora do Museu Afro Brasil, “envelopando” o prédio localizado no Parque do Ibirapuera. “Foi uma ideia do Emanuel Araújo”, explica o coordenador do projeto, Leandro Rosa, referindo-se ao escultor e ex-diretor da Pinacoteca do Estado, um dos mais importantes artistas plásticos brasileiros. A exposição tem abertura nesta terça, às 19h, e fica em cartaz até 6 de janeiro de 2010. A entrada é franca.

O objetivo da mostra é revelar a influência africana em vários aspectos da cultura e do cotidiano brasileiros. “Pedimos emprestado o olhar da população sobre o tema”, explica Leandro Rosa. Segundo ele, foi possível perceber uma vontade das pessoas se mostrarem nas mais de sete mil imagens participantes. “Indepente da cor ou da etnia, elas queriam revelar a África que existe nelas mesmas”, acredita. Tanto que um dos temas mais comuns das imagens foi o corpo.

 

Divulgação
Foto da exposição África em Nós

 

Além da exposição, as fotos deram origem a um catálogo, com tiragem de cinco mil cópias. Nele, as fotos aparecem divididas em oito temas: corpo, cotidiano, contrastes, festas populares, gastronomia, paisagem, religiosidade e retratos. Já na mostra, essa divisão não existe. “Decidimos colocar as fotos simplesmente em ordem alfabética”, conta Leandro. Das 101 fotos, uma foi escolhida pelo público, através de uma votação no site da campanha. As demais foram selecionadas por Firmo.

Este é a terceira campanha desde a instituição do Mês da Consciência Negra em São Paulo, em 2007. No primeiro ano, foram espalhados paineis retratando expoentes negros da história do Brasil por todo o Estado. Em 2008, a campanha estimulou a população a escrever cartas sobre o tema racismo. Foram recebidas mais de 13 mil cartas, e 120 delas foram selecionadas para publicação em um livro.

Matéria original

+ sobre o tema

Comunidade quilombola de Cairu (BA) é ameaçada por fazendeiro

Batateira, quilombo situado numa ilha no município de...

Quilombolas poderão comercializar produtos com nota fiscal

Quilombolas do estado do Espírito Santo, certificados pela Fundação...

Fundo Rotativo Solidário beneficiará empreendedores do Fórum da Economia do Negro de Fortaleza (CE)

Por: Karol Assunção   Adital – Empreendedores/as da capital cearense organizados...

para lembrar

Imagens da resistência

A realidade dos quilombolas no país nas fotografias de...

Antropólogo lança livro sobre políticas Públicas e ações afirmativas

O professor Dagoberto José Fonseca faz alguns comentários...
spot_imgspot_img

Câmara aprova projeto que torna Dia da Consciência Negra feriado nacional; texto vai à sanção

Por 286 votos a favor e 121 contrários, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (29) um projeto de lei que declara o dia 20 de...

Profissionais negros reinventam suas carreiras na TV e avaliam a importância da discussão racial

No Dia da Consciência Negra, o gshow conversou com artistas que compartilham a jornada que é ser um profissional preto na teledramaturgia. Entre eles, atores, atrizes e...

“Quanto mais diversos formos, melhores seremos”

Uma das mais destacadas intelectuais em atividade no país, a historiadora e antropóloga Lilia Schwarcz, docente da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas...
-+=