Secretaria de Igualdade Racial pretende humanizar a assistência aos negros

Por: Clara Campoli

“O processo de escravização desumanizou o negro. Ser negro em um país de maioria negra é ruim. Nosso trabalho consiste também em elevar a autoestima da população” Viridiano Custódio de Brito, historiador e secretário de Promoção da Igualdade Racial do DF

Durante a semana, o DF vai se movimentar em torno do orgulho negro brasileiro. O Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra é comemorado amanhã, mas as festividades, iniciadas ontem, vão se estender até domingo. Entre os shows em celebração à cultura afrodescendente, estão os das divas Vanessa da Mata, Renata Jambeiro e a brasiliense Ellen Oléria. Para encerrar, uma apresentação no Parque da Cidade do grupo Cidade Negra.

A Secretaria Especial da Promoção da Igualdade Racial (Sepir-DF) organizou boa parte dessas atividades. Liderada desde 25 de outubro por Viridiano Custódio de Brito, os novos ares trazidos ao órgão vêm em forma de projetos de ação. “Nos últimos dez anos, o racismo no Brasil diminuiu. Acho que a lei ajudou, a sociedade lutou, mas quando você vê os dados, o negro ainda é o mais pobre”, lamenta.

PROGRAMAÇÃO

Amanhã
Local: Museu Nacional Honestino Guimarães
14h – Abertura das comemorações e apresentação da Sepir-DF
16h – Debate: O negro em Brasília e suas expectativas e Apresentação do histórico do Movimento Negro em Brasília
18h – Cânticos Sagrados
19h – Desfile da beleza negra
21h – Show com Nós Negras e Coisa Nossa
22h – Show com Vanessa da Mata
Local: Procuradoria Geral da República
Semana da Consciência Negra
16h – Penteados afros para os participantes
17h – Abertura da exposição Imó Dudú e performance poética com Rego Junior
18h – show com Ellen Oléria

Quarta-feira
Local: Praça em frente à Administração Regional do Gama
9h – Arte fazer arte
21h – Show com Renata Jambeiro e Dhi Ribeiro
Local: Procuradoria Geral da República
15h – Exibição do documentário Vista a minha pele, de Joel Zito Araújo e Dandara
15h20 – Debate “Política de ações afirmativas: enfrentamento ao racismo e à desigualdade racial na perspectiva da Lei sobre História e Cultura Afro-Brasileira”, com Aurélio Rios, Carmem Silva Batista e Érika Kokay, entre outros

Quinta-feira
Local: Procuradoria Geral da República
14h – Sessão de cinema Povos Quilombolas

Sábado
Local: Museu Nacional Honestino Guimarães
16h – Exposição fotográfica Imódudú, do fotojornalista Luís Alves Mostra de produtos quilombolas
17h – Cortejo com Menino da Ceilândia e Asé Dudú
18h – Ato com as comunidades de terreiro
18h30 – Desfile de moda
19h – Show com Funkeando
20h – Show com Rita Benneditto
21h30 – Show com Sandra de Sá
23h – Show com o Sistema Criolina

Domingo
Local: Parque da Cidade
17h – Show de encerramento com Cidade Negra

 

 

Fonte: Correio Braziliense 

+ sobre o tema

para lembrar

Encontro reúne mais de 100 líderes quilombolas

Um dia todo dedicado às questões e causas relacionadas...

Carta de Apoio a Candidatura de Jurema Werneck á Presidência do Conselho Nacional de Saúde

  Nós, redes e organizações do movimento negro e movimento...
spot_imgspot_img

Educação antirracista é fundamental

A inclusão da história e da cultura afro-brasileira nos currículos das escolas públicas e privadas do país é obrigatória (Lei 10.639) há 21 anos. Uma...

Câmara aprova projeto que torna Dia da Consciência Negra feriado nacional; texto vai à sanção

Por 286 votos a favor e 121 contrários, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (29) um projeto de lei que declara o dia 20 de...

Profissionais negros reinventam suas carreiras na TV e avaliam a importância da discussão racial

No Dia da Consciência Negra, o gshow conversou com artistas que compartilham a jornada que é ser um profissional preto na teledramaturgia. Entre eles, atores, atrizes e...
-+=