Sesc Bom Retiro realiza “Omodé: Festival Sesc de Arte e Cultura Negra para a Molecada”

Programação dedicada a crianças celebra as culturas afrobrasileiras para expandir reflexões sobre as negritudes, a ancestralidade, o antirracismo e a diversidade na infância

A palavra omodé, em yorubá, abrange os universos das crianças. Seu significado percorre o início da vida humana, fase que exige cuidado e encantamento. E é a partir desse conceito que o Sesc Bom Retiro realiza Omodé: Festival Sesc de Arte e Cultura Negra para a Molecada, uma mostra artística e educativa que, entre junho e agosto, oferece apresentações de teatro, dança e música, exibições de filmes, exposição, atividades físico-esportivas, ações formativas e bate-papos.

O Festival tem por objetivo enaltecer culturas afrobrasileiras na relação com as várias formas de ser criança, além de reverberar a importância de se pensar coletivamente a ancestralidade, o antirracismo e a diversidade na infância, através do convívio, do compartilhamento de saberes e da arte.

Suas atividades se inserem no contexto do aniversário de 20 anos da Lei 10.639/03, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e estabeleceu a obrigatoriedade do ensino de história e cultura africana e afrobrasileira na educação pública e privada, posteriormente atualizada para 11.645/08, que inclui a história e cultura indígenas, contemplando a pluralidade de heranças étnicas presentes no país.

Uma intensa programação de abertura está prevista para o feriado prolongado de 8 a 11 de junho de Corpus Christi. O espetáculo infantojuvenil O Pequeno Herói Preto, que tem idealização e atuação de Júnior Dantas (RJ), narra as aventuras de Super Nagô, um youtuber de 10 anos que descobre seus poderes através da ancestralidade. Em Infância Negra: um encontro literário, Miranda Martins, participante do Programa Curumim do Sesc voltado a crianças de 7 a 12 anos, e Nilma Lino Gomes, doutora em Antropologia Social e professora titular da Faculdade de Educação da UFMG, compartilham pontos de vista de duas gerações sobre suas infâncias e, de forma poética, trazem ao público as sensibilidades e dúvidas sobre ser uma criança negra no Brasil. A pesquisadora realiza ainda o lançamento do livro “Infâncias Negras: Vivências e lutas por uma vida justa”, sua mais recente publicação. Apresentações, oficinas e vivências compõem a programação que segue até domingo.

Cinema e Video – Cine Meninada Especial Omode – Sessao de Curtas de – 5 (Foto: Divulgação)

O projeto também conta com ações direcionadas ao público adulto – sem deixar de trazer as crianças. Uma dentre essas ações é o conjunto de bate-papos em diálogo direto com as temáticas de curadoria da mostra. No primeiro dos encontros, chamado “Valores Civilizatórios Afrobrasileiros e sua importância na infância”, Célia Cristo (coordenadora da ReCEN – Rede Carioca Etnoeducadoras Negras) e Carlos Caçapava (percussionista, compositor, luthier, professor e pesquisador) abordam a reflexão sobre a importância dos valores civilizatórios afrobrasileiros na formação da identidade e em processos de educação das crianças, reverenciando o legado do pensamento de Azoilda Trindade. O segundo encontro — “Afetividades Negras e Infâncias” — traz Renato Noguera (professor doutor da UFRRJ e autor) e Lili Almeida (chef de cozinha e comunicadora baiana), figuras bastante conhecidas por abordarem o assunto de forma generosa em meio às redes sociais. Já o terceiro bate-papo do mês tem como tema “Olhar para as infâncias negras: desafios do cuidar” e contará com a presença de Tiganá Santana (compositor, cantor, instrumentista e pesquisador) e Janaína Costa (mestra em história ativista e produtora de conteúdo com o perfil Ela é só a babá). E é justamente, tendo o cuidado como um pilar do Festival que todos os bate-papos contarão com espaço de acolhida às crianças.

Ainda na programação com foco nas pessoas adultas acompanhadas das crianças, o Festival traz apresentações inéditas de Ellen Oléria e de KL Jay junto à sua filha, Hanifah. Nestes encontros, os artistas apresentam um repertório com foco nas diversas infâncias vividas e em horários mais atrativos para que as crianças participem também.

06.2023 – Esporte e Atividade fisica – A arte do Bambole (Foto: Alexandre Machado)

PARA TODAS AS IDADES, CONFIRA AS INDICAÇÕES

OFICINA

Confecção de Marcadores de Página
Com Bruna Bandeira

Criação de um marcador de página com sautorretrato ou o desenho de alguém que admira, para uma reflexão sobre autoestima, identidade e a prática da leitura.

Dia 8/6, quinta-feira, das 13h às 14h30. Local: Foyer do Teatro.

Livre

Grátis | Inscrições no local


CINEMA

Cine Meninada Especial Omodé – Sessão de Curtas de Animação

Curtas-metragens de animação com protagonismo de pessoas e narrativas negras diante e por trás das câmeras. Os filmes abordam diferentes temas que permeiam as infâncias das personagens.


Filmes
Òpárá de Òsùn: Quando Tudo Nasce
Dir.: Pâmela Peregrino. BRA | 2018 | 4 min.
Na paisagem semiárida do Sertão do Caatinga, surge a deusa da fertilidade. Òsùm oferece ajuda para o nascimento do filho da humanidade, e é na pureza de suas águas que a vida se transforma.
 
Ewé de Òsányìn: o Segredo das Folhas
Dir.: Pâmela Peregrino. BRA | 2021 | 21 min.
Uma criança nasce com folhas pelo corpo. Na escola, ela é discriminada e foge. Na Caatinga, encontra seres encantados de tradições indígenas e negras e caminha numa aventura de autoconhecimento, chegando a Òsányìn, o orisà das folhas.

Lé com Cré
Dir.: Cassandra Reis. BRA | 2018 | 5 min.
Curta documentário que mostra temas como o dinheiro, o medo e as coisas de menino e menina podem ser apresentados por crianças de acordo com suas próprias experiências.

Min e as Mãozinhas
Dir.: Paulo Henrique Rodrigues dos Santos. BRA | 2018 | 7 min.
O primeiro desenho animado inteiramente em Libras. O gato fala “gatês”, o elefante fala “elefantês”, e por aí vai. Com tantas línguas diferentes, é difícil um entender o outro, mas Min está pronta para ensinar Libras a todos, incluindo e aproximando esses mundos!
Dia 17/6, sábado, das 12h às 13h40. Local: Teatro.

Livre – Classificada oficialmente pelo Ministério da Justiça

Grátis | Sem retirada de ingressos.


Cine Meninada Especial Omodé – Sessão de Curtas de Ficção
Curtas-metragens de ficção com protagonismo de pessoas e narrativas negras diante e por trás das câmeras. Os filmes abordam diferentes temas que permeiam as infâncias das personagens.


Filmes

Lá do Alto
Dir.: Luciano Vidigal. BRA | 2016 | 8 min.
Um menino sonhador tenta convencer o pai a conhecer o alto de uma montanha, na favela do Vidigal (RJ), que ele acredita ficar perto do céu. Ele quer poder se comunicar com a avó, de quem ele sente saudades.

Dara – A Primeira Vez que Fui ao Céu
Dir.: Renato Candido. BRA | 2017 | 18 min.
Nos anos 1960, Dara é uma garota negra de 10 anos que mora com os avós em um sítio de Nova Soure, na Bahia. Na véspera de migrar para São Paulo, Dara deseja montar um balancinho no cajueiro do lugar, mas é hora de partir.
 
Olhos de Erê

Dir.: Luan Manzo. BRA | 2020 | 11 min.
O garoto Luan, que tinha apenas 6 anos na época das filmagens, dá descrições bastante detalhadas sobre o que acontecia em um terreiro de candomblé.

5 Fitas
Dir.: Heraldo de Deus e Vilma Carla Martins. BRA | 2020 | 16 min.
Todo ano acontece a festa para o Senhor do Bonfim, em Salvador. Fiéis e turistas amarram fitas e fazem pedidos. Após ouvir sobre a festa, dois irmãos se aventuram e aprendem sobre religiosidade e a importância da família.
Dia 24/6, sábado, das 12h às 13h40. Local: Teatro.

Livre – Classificada oficialmente pelo Ministério da Justiça

Grátis | Sem retirada de ingressos.


JOGOS E BRINCADEIRAS

Espaço Afrobrincante
Com Brincando na Kebrada
Diferentes objetos carregados de ancestralidade africana convidam as crianças para brincar.
De 8 a 25/6. Quinta e domingos, das 10h às 17h30.
De 10 a 24/6. Sábados, das 10h às 18h30.

Local: Espaço de Brincar

Livre – Crianças de até 6 anos acompanhadas de pessoa responsável
Grátis | Sem retirada de ingressos.

Crianças


Brincadeiras Afrodiaspóricas
Com Brincando na Kebrada
Jogos e brincadeiras corporais de origem africana com o objetivo de garantir, ressignificar e valorizar culturas de matrizes africanas que formam a diversidade cultural brasileira.

Dias 9, 11 e 18/6. Sexta e domingos, das 14h às 17h30. Local: Ginásio
Livre – Indicado para crianças a partir de 3 anos

Grátis | Sem retirada de ingressos.

Jogos de Tabuleiro de Origem Africana
Com Tiago Dias e Luciano Cerqueira
Jogos de tabuleiro do continente africano, de várias épocas históricas e ligados às suas tradições, permitindo desenvolver a ludicidade e o raciocínio lógico, além de estimular o pensamento independente e a criatividade.

De 3/6 a 29/7. Sábados, das 15h às 17h. Local:  Foyer do Teatro

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.


A Arte do Bambolê
Com Pipa Luke
Apresentação e vivência da técnica e da arte do bambolear com protagonismo negro. Além de ser usado no circo e na ginástica rítmica, o bambolê trabalha a coordenação motora, o equilíbrio e a concentração.
De 8 a 11/6. Quinta, sexta e domingo, das 12h às 13h30. Local:  Praça de Convivência.

Livre – Indicado para crianças a partir de 4 anos

Grátis | Sem retirada de ingressos.

TEATRO

O Pequeno Herói Preto
Com Junior Dantas
O Pequeno Herói Preto usa os conhecimentos de seus antepassados e da natureza para transformar positivamente a vida das pessoas ao seu redor, apresentando nossa história, cultura e ancestralidade às crianças ainda na primeira infância. Em estilo de autoficção, a peça reforça a ideia de que todos temos poderes apresentando heróis e heroínas reais, que com gestos simples alteram para melhor o seu entorno, além de muitas referências do conceito e do olhar afrofuturista, conceito que interliga a cultura africana à ficção científica.

De 8 a 11/6, quinta a domingo, às 12h. 50 minutos. Local: Teatro. Duração: 45min.

Livre

Ingressos: R$25 (inteira), R$12,50 (Meia) e R$8 (Credencial Plena)

A Máquina do Mundo – Abeni e o Mistério que Veio do Espaço
Com Núcleo Atômico
Um pedaço de lixo espacial cai no riozinho do bairro e faz com que a menina Abeni, que também anda perdendo alguns parafusos, se questione por que ela e o planeta estão se desmontando. Curiosa e imaginativa, ela aprende como mulheres cientistas trabalham e nesta jornada de descobertas, cruza com as histórias de Jorge, seu pai e um grande contador de histórias; e de Nia, a dona do sebo, que descobriu as letras e o prazer de ensinar a própria mãe a ler.

Dias 18 e 25/6, domingos, às 12h. 60 minutos. Local: Teatro.

Dia 22/6*, quinta-feira, 10h – para grupos agendados.

Livre

Ingressos: R$25 (Inteira), R$12,50 (Meia) e R$8 (Credencial Plena)

*Agendamentos através do e-mail [email protected]


Abena
Com Cia Bando (MG)
História da disputa entre fogo e chuva pelo amor de uma princesa de origem africana. O espetáculo exalta a negrura, buscando enaltecer a autoestima de crianças, jovens e adultos negros, e discute temas como a intolerância.

 Dia 18/6, domingo, às 16h. 60 minutos. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.

Griôs: Tambores Princesas e Baobás
Com Cia 2×2
A aranha Anansi deseja possuir as mais belas histórias para contá-las à humanidade e desce à Terra para cumprir o desafio dado por Nyame, o Iluminado. Entre pendengas, kizumbas e mandingas, Anansi corre contra o tempo para completar a missão.

Dia 25/6, domingo, às 16h. 50 minutos. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.


DANÇA

A menina e o pássaro
Com Coletivo Emaranhado (ES)
Em Tão Belo, mundo imaginário de uma Menina, as idas e vindas do seu melhor amigo, um Pássaro, fazem com que todas as sensações captadas na localidade ganhem cor, vida e sentido.

Dia 30/6*, sexta, às 10h, para grupos agendados. Dias 2 e 9/7, domingos, às 12h. 50 minutos. Local: Teatro.

Livre

Ingressos – R$25 (Inteira), R$12,50 (Meia) e R$8 (Credencial Plena)

*Agendamentos através do e-mail [email protected]

VIVÊNCIAS

Ladeira das Crianças – TeatroFunk, com Grupo Rosas Periféricas

ESPETÁCULO No bonde da ladeira tem criança que sonha em ser DJ, menino curioso para saber o que há dentro do pote, menina de cabelo de nuvem; tem criança igual a todo mundo que foi criança um dia e morou na periferia. As histórias de crianças periféricas ganham a cena e revelam seus desejos e sonhos, embalados pelo ritmo do funk.

Dias 8 e 11/6, quinta e domingo, das 13h30 às 14h30. Local: Espaço de Tecnologias e Artes.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.

Kisânsi : Consciência Corporal para Mães, Bebês e Pais
Com Priscila Obaci
Dia 10/6, sábado, das 10h30 às 11h30. Local: Sala de oficinas 1.

Até 3 anos com pessoa responsável

Grátis | Inscrições com 30 minutos de antecedência.

Sonoras Musicais para Infância
Com Renato Gama

Jogos musicais que resgatam brincadeiras de rua como pega-pega, esconde-esconde, mãe da rua, lencinho branco, amarelinha e cirandas, com interação e partilha de memórias, tendo em vista a importância do brincar.

Dia 24/6, sábado, das 17h às 18h. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.

ESPORTE E ATIVIDADE FÍSICA

Ginásio Poliesportivo | 14h | Grátis


Breaking Show
Com Dinamite Crew

Por meio da cultura hip-hop, com seus elementos (breaking, MC e DJ), tendo o breaking como elemento central, o público é convidado a vivenciar técnicas dessa dança que agora também fará parte dos jogos olímpicos.

Dia 8/6, quinta, das 14h às 17h30. Local: Ginásio

Livro – Indicado para crianças a partir de 4 anos

Grátis | Sem retirada de ingressos.

Brincapoeirar
Com OBA – Organização Brasil Africania
Iniciação esportiva da capoeira de forma lúdica, contribuindo para a formação da identidade cultural por meio de atividades educativas.

Dia 25/6, domingo, das 14h às 17h30. Local: Ginásio.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos

Esporte e Atividade física

Brincapoeirar e construção de Berimbau, Com OBA – Organização Brasil Africania

AULA ABERTA Imersão e iniciação esportiva da capoeira de forma lúdica, contribuindo na formação da identidade cultural por meio de atividades educativas e construção de berimbau com vivência de toques Atividade para inscritos no Programa Sesc de Esportes.

Dias 21 e 22/6, quarta e quinta, das 7h30 às 8h30, 8h30 às 9h30 e 14h30 às 15h30. Local: Ginásio.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos

INTERVENÇÕES LITERÁRIAS

Histórias de Fulejos
Com Coletivo Catappum!
As Histórias de Fulejos trazem o coco, a ciranda, o carimbó, o baião e o forró, com muita música e interação com a plateia, revelando a diversidade cultural brasileira.

Dias 8 e 11/6, quinta e domingo, a partir das 11h30. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.


Infância Negra: um Encontro Literário
Com Miranda Martins e Nilma Lino Gomes
Duas gerações falam sobre suas infâncias e, de forma poética, tratam das sensibilidades e dúvidas sobre ser uma criança negra no Brasil.

Dia 8/6, quinta, às 11h. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.

CONTAÇÕES DE HISTÓRIA

Biblioteca | Grátis

Histórias da Mala de Ébano
Com Mariana Per
Na mala de ébano, Mariana carrega contos da tradição oral africana, das menores aldeias aos grandes impérios! São histórias que ela conheceu viajando nas palavras dos mestres que encontrou.

Dias 8, 17 e 24/6, quinta e sábados, às 14h30. 60 minutos. Local: Biblioteca.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.

Contos do príncipe
Com Junior Dantas (RJ)
Resgate de vários contos africanos pensado para toda a família. Para a cultura africana, as palavras têm poder e é por meio delas que um mestre contador de histórias valoriza a cultura de seu povo e ensina sobre os mais diversos assuntos.

Dia 10/6, sábado, às 15h. 60 minutos. Local: Biblioteca.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.


MÚSICA

Bloco Afro É di Santo
Um dos principais blocos afro da zona sul de São Paulo, o É di Santo chega de amarelo e branco ecoando ritmos afro-brasileiros, respeitando e agregando a seu cortejo a diversidade de crenças e sotaques de seu bairro, o M’Boi Mirim.
Dia 8/6, quinta, às 16h. 90 minutos Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.
 

Memórias de Carvalho
Com Ana Maria Carvalho e Bel Carvalho
Em show que convida o público a dançar e cantar junto, as irmãs compartilham saberes e brincadeiras da cultura popular maranhense e das vivências das infâncias pretas de Cururupu (MA).

Dia 10/6, sábado, às 16h. 60 minutos. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.


Clássicos do Samba
Com Resenha das Crianças
Grupo formado por crianças e adolescentes de 8 a 16 anos que descobriram que gostavam da mesma brincadeira, o Samba, e passaram a se encontrar no quintal de um deles, em São Paulo, para tocar e cantar sambas juntos.
Dia 17/6, sábado, às 17h. 60 minutos. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.

PARA O PÚBLICO ADULTO, SEM DEIXAR DE TRAZER AS CRIANÇAS!

BATE-PAPOS

Todos os bate-papos contarão com um espaço dedicado às crianças.

Valores Civilizatórios Afro-brasileiros e sua Importância na Infância
Com mestre Carlos Caçapava e Célia Cristo. Mediação: Jerusa Machado Gomes

O pensamento de Azoilda Trindade sobre os valores civilizatórios afro-brasileiros na formação da identidade e na educação das crianças.

Célia Cristo é Doutora em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da UNIRIO. Coordenadora da ReCEN (Rede Carioca Etnoeducadoras Negras).
Carlos Caçapava é percussionista, compositor, luthier de instrumentos musicais, professor de percussão e pesquisador de ritmos e instrumentos afro-brasileiros.
Jerusa Machado Gomes: mãe, educadora do Programa Curumim do Sesc Campo Limpo. Formada em Educação Física, Nutrição Esportiva e Infância, Educação e Desenvolvimento Social.

Dia 14/6, quarta, das 19h às 20h30. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.

Afetividades Negras e Infâncias
Com Renato Noguera e Lili Almeida. Mediação: Melina Barbosa.
O desenvolvimento da afetividade entre as crianças negras e as pessoas de seu convívio, visando acolhimento e a construção de espaços seguros.

Renato Noguera é Professor do Departamento de Educação e Sociedade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Lili Almeida é Chef de cozinha e comunicadora baiana. Criou o AFRIKANABAHIA.
Melina Barbosa:  bacharel em direito pela Universidade de São Paulo. Supervisora do Núcleo Socioeducativo no Sesc Pompeia.

Dia 21/6, quarta, das 19h às 20h30. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos

Olhar para as Infâncias Negras: Desafios do Cuidar
Com Tiganá Santana e Janaína Costa. Mediação: Antonio Carvalho Costa

As práticas de cuidado que valorizam a singularidade de cada criança, seu contexto e suas potencialidades, em uma sociedade que naturaliza o racismo e a violência.

Janaína Costa:  Mestra em História pela Pontificia Universidad Javeriana de Bogotá (2022). Desenvolve o podcast Quadro de Empregada. Ativista e produtora de conteúdo com o perfil Ela é só a babá, no Instagram.

Tiganá Santana:  compositor, cantor, instrumentista, poeta, produtor musical, diretor artístico, curador, pesquisador, professor e tradutor.

Antonio Carvalho é mestre em história e educador de atividades infantojuvenis do Sesc 24 de Maio.
Dia 29/6, quinta, das 19h às 20h30. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem necessidade de retirada de ingressos

VIVÊNCIAS

Escrita criativa para mães
Com Priscila Obaci
Estudo sobre o puerpério, com a transmutação de sentimentos por meio da escrita diante do caminhar para uma nova e profunda jornada: a de ser Mãe.
De 15 a 29/6, quintas, das 17h às 18h. Local: Espaço de Brincar.

Para mães com bebês de 1 a 12 meses.

Grátis | Inscrições no local. Vagas limitadas.

LITERATURA

Lançamento do Livro “Infâncias Negras: Vivências e Lutas por Uma Vida Justa”
Com Nilma Lino Gomes
O livro revela o desafio e a urgência teórico-política da construção de práticas pedagógicas e metodologias que possibilitem às crianças falarem de si e de sua relação com o outro, sendo protagonistas de suas próprias vidas.

Dia 8/6, quinta, às 13h. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.

MÚSICA

Ellen Oléria – Show “Para a Liberdade, a Força de Mãe, a Energia de Pai
Voltado para o universo infantil e as lembranças de criança da cantora, o repertório do show dialoga com três momentos: “liberdade”, com canções africanas e cantigas libertárias brasileiras; “força de mãe”, com cantos de energia feminina em músicas e poemas; e “energia de pai”, com canções e jogos cantados que se conectam com a energia masculina.

Dias 10 e 11/6, sábado e domingo, às 18h. 90 minutos. Local: Teatro.

Livre

Ingresso – R$40 (Inteira), R$20 (Meia) e R$12 (Credencial Plena)

DJ KL Jay e Hanifah
Apresentação que reúne a discotecagem do icônico DJ KL Jay, o canto e a performance da cantora e compositora Hanifah e uma descontraída conversa entre pai, filha e o público sobre as músicas que marcaram suas infâncias.

Dia 11/6, domingo, às 16h. 60 minutos. Local: Praça de convivência.

Livre

Grátis | Sem retirada de ingressos.

*

OMODÉ: FESTIVAL SESC DE ARTE E CULTURA NEGRA PARA A MOLECADA

De 8/6 a 30/8/2023 
Sesc Bom Retiro 
Rua Alameda Nothmann, 185. Campos Elíseos, CEP 01216-000. São Paulo – SP. 
Telefone: (11) 3332-3600

Programação completa https://www.sescsp.org.br/omode

MÁSCARA        

É recomendável o uso de máscara nos espaços fechados do Sesc.  Nos ambientes de acesso às clínicas odontológicas, ambulatórios e locais de exames dermatológicos, o uso continua obrigatório. 

ESTACIONAMENTO DO SESC BOM RETIRO - (Vagas Limitadas) 

O estacionamento do Sesc oferece espaço para pessoas com necessidades especiais, carros de baixa emissão, carros elétricos e bicicletas. A capacidade do estacionamento é limitada. Os valores são cobrados igualmente para carros e motos. Entrada: Alameda Cleveland, 529.        

Valores: R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2 por hora adicional (Credencial Plena). R$ 12 a primeira hora e R$ 3 por hora adicional (Outros). Valores para o público de espetáculos à noite R$ 7,50 (Credencial Plena). R$ 15 (Outros).        

Horários: Terça a sexta: 9h às 20h. Sábado: 10h às 20h. Domingo: 10h às 18h. IMPORTANTE: Em dias de espetáculos o estacionamento funciona até o término da apresentação.        

TRANSPORTE GRATUITO 

O Sesc Bom Retiro oferece transporte gratuito partindo da estação da Luz. O embarque e desembarque ocorre na saída CPTM/José Paulino/Praça da Luz. Horários: Ida > Sexta e sábado, 17h30 às 19h50. Domingos, 15h30 às 17h50.  Volta > Ao término do espetáculo de volta à Estação Luz.   

+ sobre o tema

“Porgy and Bess” no programa Conversa de Músico

Pela primeira vez na televisão brasileira será apresentada a...

A política do possível foi pro brejo

Os resultados pífios, algumas vezes  mesmo desmoralizadores, mostraram  em...

Nelson Mandela «está bem», garante ex-mulher

Nelson Mandela, que continua a fazer um tratamento intensivo...

A luta de um homem negro pela liberdade entre Caribe, Brasil, África e Europa

Foi a culminação de uma saga: João José, um...

para lembrar

Palmares e Embaixadas de Países Africanos Preparam IV Fesman

A Fundação Cultural Palmares (FCP) e o Comitê Cultural...

Casal Obama completa 23 anos de matrimônio

Casal Obama completa 23 anos de matrimônio. O casal Barack...

Reri Grist

"Durch Zärtlichkeit und Schmeicheln" - Mozart ...
spot_imgspot_img

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...

Iza anuncia que terá uma menina e o nome será Nala

O primeiro bebê de Iza e Yuri Lima já teve o sexo revelado: será uma menina. A cantora contou a novidade aos fãs na noite desta segunda-feira (13),...

Carnaval 2025: nove das 12 escolas do Grupo Especial vão levar enredos afro para a Avenida

Em 2025, a Marquês de Sapucaí, com suas luzes e cores, será palco de um verdadeiro aquilombamento, termo que hoje define o movimento de...
-+=