SUS fará teste de anemia falciforme em bebês

– CLIPPING – IROHIN –
09/05/2009 – Fonte: Folha de S. Paulo

– Identificação será realizada no exame do pezinho

Foto: Venilton Kuchler/Agência de Not

O SUS (Sistema Único de Saúde) passará a oferecer em todo o país a identificação de anemia falciforme no teste do pezinho. Esse tipo de anemia é uma das doenças hereditárias mais comuns no Brasil, predominante entre negros.

No dia 13 de maio, o Ministério da Saúde lançará o projeto Saúde da População Negra. Entre as ações, a mais destacada é a universalização do teste, que atualmente é oferecido gratuitamente em apenas 13 Estados. A anemia falciforme geralmente gera sintomas no recém-nascido. É uma alteração genética que muda a configuração das hemácias, que adquirem forma de foice e perdem eficiência de oxigenação. Causa dores e oclusão de vasos sanguíneos. O tratamento é feito com penicilina e vacinas.

O primeiro passo, segundo Edson Santos, ministro da Igualdade Racial, será a qualificação dos profissionais de saúde para esse atendimento especial. O exame consiste em uma segunda etapa do já difundido teste do pezinho. Com o reforço de uma gota a mais de sangue no teste, é possível identificar a doença genética.

Todo ano nascem no Brasil 3.500 crianças com anemia falciforme, de acordo com o Ministério da Saúde. Se não tiverem tratamento médico adequado, 25% delas não alcançam os cinco anos de vida.

A Bahia é o Estado com maior incidência, por sua grande população afrodescendente. De cada 650 crianças, uma nasce com a anemia.

Mas a Bahia também é um dos lugares onde se oferece o teste, desde 2001. A médica geneticista Helena Pimentel, consultora externa do Ministério da Saúde, foi uma das responsáveis pela implantação do exame no Estado. Pimentel conta que, depois que o exame virou um programa de saúde, a qualidade de vida de quem tem a doença aumentou, pois o conhecimento médico sobre anemia falciforme melhorou. Ela espera que, até o fim do ano, todos os Estados tenham aderido ao exame.

Materia original: SUS fará teste de anemia falciforme em bebês –  SOFIA FERNANDES DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

+ sobre o tema

Ex-missionário nomeado para Funai é acusado de manipular indígenas e dividir aldeias

Organização em que Lopes Dias trabalhou por 10 anos...

Uma nova migração no mercado financeiro

Em 2011, mais de 200 mil profissionais foram demitidos...

Como falar sobre Direitos Humanos?

por Edsonmarcon Em texto recém publicado neste...

Até o PSDB critica jovem reacionário de Alckmin

Ricardo Salles questionou a existência de crimes na...

para lembrar

Nota de Repúdio contra a Portaria Nº 68 que muda os procedimentos de demarcação

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) atendendo...

Suspeito de ebola não teve contato com doentes na Guiné, diz ministro

Raquel Morais Homem que veio da Guiné procurou unidade de...

Morte de criança indígena carbonizada no Maranhão ainda não está sendo investigada pela PF

Débora Zampier  Brasília - O assassinato de uma criança...

“Se Deus vier que venha armado”: entre a arte e a realidade

Primeiro longa-metragem do diretor Luis Dantas retrata violência que...
spot_imgspot_img

Raça e gênero são abordados em documentos da Conferência de Bonn

A participação de Geledés - Instituto da Mulher Negra na Conferência de Bonn de 2024 (SB 60), que se encerrou na última quinta-feira 13,...

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...

Nota pública do CONANDA contrária ao Projeto de Lei 1904/2024

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA, instância máxima de formulação, deliberação e controle das polícas públicas para a...
-+=