segunda-feira, janeiro 25, 2021

Tag: autores negros

iStockphoto

Nós, brancos, precisamos estudar o Brasil a partir de autores negros 

Em um ano confuso, difícil e com grandes problemas mundiais vindo à tona, fora a crise sanitária, várias coisas fazem mais sentido. O mundo todo - e também a nossa classe média alta pra cima - descobriu admirado que existe desigualdade social. Como assim no dia dois da pandemia da Covid-19 já temos pessoas passando fome e sem emprego? Os olhos estavam fechados de propósito. E alguns ainda seguem assim, num ato contínuo de "desver" - desde a invasão dos portugueses no Brasil, aquele momento que tudo começou a dar errado em terras tropicais. Certamente naquela época outros planetas nos olharam e pensaram "essa galera não vai dar certo, vão ferrar com tudo aí nesse pedaço do mapa", e deu. O racismo existe sim, vice-presidente Mourão. Por mais que você e toda essa turma horrível que hoje ocupa Brasília diga que não, simplesmente para manter um plano genocida, o racismo ...

Leia mais
Frantz Fanon, Psiquiatra e militante escreveu uma das obras mais importantes sobre o racismo, traduzido em português como "Pele Negra, Máscaras Brancas" (Foto: Imagem retirada do site Brasil de Fato)

Exorcismo revolucionário

O que Pele negra, máscaras brancas, de Frantz Fanon (1925-61), nos convida a pensar e fazer? Uma maneira de começarmos um livro, assim como terminá-lo, é refazer as perguntas do autor. De um modo mais geral, Fanon faz um convite explícito para interrogarmos como a violência dos processos de colonização e do racismo faz que a humanidade das pessoas negras seja rasurada. Na busca pela nossa humanidade, o racismo impõe a nós, pessoas negras, que busquemos máscaras brancas. De acordo com Fanon, nessa relação de opressão e violência sistemática e cotidiana, as pessoas brancas também estão desumanizadas. Tema este que continua bastante atual no Brasil, ainda mais no momento em que vivemos momentos de lutas antirracistas e de questionamento dos privilégios da branquitude. O livro chega, assim, em boa hora por aqui, em uma nova edição caprichada da editora Ubu, com tradução de Sebastião Nascimento em colaboração com Raquel Camargo ...

Leia mais
Capa do livro, que vai ser lançado neste final de semana (foto: Funarte/Divulgação)

‘Dramaturgia negra’ reúne 16 obras teatrais de autores negros

A Funarte vai lançar o livro Dramaturgia negra neste fim de semana, no Rio de Janeiro, durante o Fórum de Performance Negra, e em São Paulo, como parte do Brasil Cena Aberta. Do Correio Braziliense Ao todo, são 16 textos, alguns de escritores premiados, que falam sobre periferia e antepassados dos dramaturgos na África, por exemplo, e misturam narrativas míticas e realistas. A ideia é mostra como é ser negro no Brasil atual. Quem não conseguir comprar a publicação pode encomendar pelo e-mail da Funarte ([email protected]) a partir de segunda-feira (10/6). As peças foram selecionadas e organizadas por Eugênio Lima e Julio Ludemir. Capa do livro, que vai ser lançado neste final de semana(foto: Funarte/Divulgação) Confira a lista de obras e dramaturgos Antimemórias de uma travessia interrompida — Aldri Anunciação Esperando Zumbi — Cristiane Sobral Ialodês — Dione Carlos Vaga carne — Grace Passô Farinha com açúcar ou sobre a sustança ...

Leia mais
Foto: Eli Burakian ’00

Kaya Thomas criou um app que te ajuda a encontrar livros de autores negros

A alfabetização da comunidade negra foi um dos gritos de mobilização o movimento pelos direitos civis nos anos 50 e 60 nos EUA. Uma das maneiras pelas quais o povo negro conseguiu resistir foi através das artes, e nossos autores e poetas são os melhores e mais brilhantes que esse universo tem para oferecer. Para apoiar a alfabetização e encorajar jovens e adultos negros a ler, Kaya Thomas criou um aplicativo gratuito para incentivar as pessoas a ler o trabalho de autoras e autores negros. We Read Too é um aplicativo de alfabetização cultural que exibe um diretório de mais de 600 livros de ficção infantil e juvenil escritos por autores não-brancos para leitores não-brancos, o que significa que, ao fazer o download, você não só está apoiando autores negros lendo seu material, mas você também estará apoiando uma jovem empreendedora negro no processo. O aplicativo permite que você navegue ...

Leia mais

E o lado negro da história?

Ausência de autores negros reflete baixa diversidade da TV brasileira e explica polêmicas como “O Sexo e as Negas” Por: DANIEL OLIVEIRA, no, O Tempo Há alguns meses, Joel Zito Araújo, como muitos de nós, adicionou um desconhecido no Facebook. Era um norte-americano que havia morado no Brasil e gostava dos posts sobre diversidade racial do cineasta, responsável pelo livro e o documentário “A Negação do Brasil”, maior estudo sobre a representação negra na TV brasileira. Os dois combinaram de se encontrar quando Araújo estivesse nos EUA, o que aconteceu na última quinta-feira, em Los Angeles. “Para minha surpresa, ele é diretor de um programa da Disney de recrutamento e desenvolvimento de talento entre minorias, como negros, latinos e asiáticos, para assegurar a diversidade de roteiristas, diretores e produtores dentro do estúdio”, conta o cineasta. O choque veio não somente de que o amigo trabalhasse com isso, mas de que em ...

Leia mais

Sinto falta de autores negros no Brasil, diz Ondjaki

Aos 37 anos, o escritor angolano Ondjaki tem 19 livros publicados e mais de dez prêmios literários. Mas é preciso cuidar do ego, ele diz. De passagem pela Bahia, o autor integrou uma das mesas da Flica (Festa Literária Internacional de Cachoeira), no último sábado, 1º, ao lado do também escritor Dênisson Padilha Filho. Depois de atender a uma longa fila de autógrafos, ele conversou com nossa reportagem sobre a origem de seu pseudônimo, as razões que o trouxeram a viver no Brasil em 2008 e sua opinião sobre a chamada literatura negra. O autor também falou de tristeza e pessimismo, marcas de sua personalidade, e confessou: sente saudade de casa. Confira trechos. Por: Daniela Castro Qual é a parte menos bacana da sua rotina de escritor? Sinceramente, é o vício que se criou ultimamente de as pessoas registrarem a imagem. Eu não me dou bem com fotografias. Às vezes as ...

Leia mais

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist