sexta-feira, setembro 25, 2020

    Tag: congoleses

    Ativista congolês Mwazulu Diyabanza, em Paris Foto: ELLIOTT VERDIER / NYT

    Para protestar contra o colonialismo, ativista congolês retira artefatos de museus

    No início de uma tarde de junho, o ativista congolês Mwazulu Diyabanza visitou o Museu Quai Branly, que guarda tesouros das antigas colônias da França. Acompanhado de quatro pessoas, caminhou pelas coleções africanas do museu parisiense, admirando os tesouros expostos. Mas o que começou como uma visita comum logo se transformou numa demonstração ruidosa, quando Diyabanza começou a denunciar o roubo cultural da era colonial, enquanto um de seus colegas filmava o discurso e o transmitia ao vivo via Facebook. Com a ajuda de outro membro do grupo, ele pegou uma peça funerária de madeira do século 19, de uma região que agora está no Chade ou Sudão, e se dirigiu para a saída. Os guardas do museu o pararam antes que ele pudesse sair. No mês seguinte, na cidade de Marselha, no sul da França, Diyabanza pegou um artefato do Museu de Artes Africanas, Oceânicas e Nativas Americanas em ...

    Leia mais
    Prudence (à dir.) em barraca que vende tecidos africanos (Foto- Divulgação)

    ‘Mama África’: congolesa guia tour pela SP dos novos imigrantes africanos

    Quem costuma andar pelo centro de São Paulo deve ter notado a presença dos imigrantes africanos:  seja vendendo tecidos coloridos em barraquinhas, conversando dentro de certas galerias, à frente de salões de beleza especializados em cabelos crespos ou simplesmente passando na rua —alguns, com túnicas ou turbantes típicos—,  eles estão mudando a cara dessa região da cidade. Fazem parte do vasto mosaico da nova imigração em São Paulo, como descreveu meu colega Naief Haddad nesta reportagem com fotos de Bob Wolfenson. Flávia Mantovani no Babel Paulistana Prudence (à dir.) em barraca que vende tecidos africanos (Foto- Divulgação) Uma agência de turismo brasileira teve a boa ideia de convidar uma dessas imigrantes para mostrar alguns pontos dessa comunidade por aqui. A congolesa Prudence Kalambay é a guia do walking tour Mama África, da agência Passeios Baratos, que terá uma nova edição neste sábado (11). Acompanhei esse passeio ...

    Leia mais
    Conflito aconteceu entre grupos de pastores Pixabay

    Ao menos 161 morrem em supostos conflitos étnicos no nordeste do Congo

    Ao menos 161 pessoas foram mortas em uma província do nordeste da República Democrática do Congo na última semana, disseram autoridades locais nesta segunda-feira, uma aparente ressurgência de conflitos étnicos entre comunidades agrícolas e pastoris. Por Fiston Mahamba, do Extra    Conflito aconteceu entre grupos de pastores (Foto: Pixabay) Uma série de ataques na província de Ituri teve como alvo principalmente pastores hemas, que estão em conflito há tempos com agricultores lendus a propósito do direito de pastagem e da representação política, mas a identidade exata dos agressores não está clara. Um conflito aberto entre hemas e lendus entre 1999 e 2007 resultou em estimadas 50 mil mortes, um dos capítulos mais sangrentos de uma guerra civil no leste do Congo que deixou milhões de mortes causadas pelo confronto, pela fome e por doenças. Ataques retaliatórios entre os dois grupos no final de 2017 e no ...

    Leia mais
    Congoleses enfrentam violência, pobreza e desemprego para recomeçar no Brasil (FABIO TEIXEIRA/ BBC NEWS BRASIL)

    Fugindo da guerra, congoleses enfrentam violência, racismo e desemprego para recomeçar no Brasil

    Congoleses enfrentam violência, pobreza e desemprego para recomeçar no Brasil (FABIO TEIXEIRA/ BBC NEWS BRASIL) Se não tivessem desembarcado no Brasil cinco anos atrás, os irmãos congoleses Ali e Chadrac acreditam que já estariam mortos. Por Júlia Carneiro, Felipe Souza e Fabio Teixeira*, da BBC   Salão frequentado pela comunidade de congoleses na favela Cinco Bocas, onde moram dezenas de famílias de refugiados, em Brás de Pina, na zona norte do Rio (FABIO TEIXEIRA/ BBC NEWS BRASIL) "Poderíamos ter tido o mesmo destino que meu tio e meu primo", diz Ali, referindo-se aos parentes, pai e filho, que foram decapitados na guerra civil da República Democrática do Congo (RDC) no ano passado - vítimas de um conflito que já tirou cinco milhões de vidas ao longo de duas décadas. Em julho de 2013, enquanto multidões de católicos do mundo todo louvavam o papa Francisco na ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist