terça-feira, dezembro 1, 2020

    Tag: esquerda

    Wallerstein: “O mundo girou (de leve) à esquerda”…

    Parece espantoso no Brasil, mas a tendência internacional é de recuo dos conservadores. Qual o sentido e os limites desta novidade? Por Immanuel Wallerstein Do Racismo Ambiental A vitória arrasadora de Jeremy Corbin em 24 de setembro, na disputa pela liderança do Partido Trabalhista da Grã-Bretanha, foi espantosa e totalmente inesperada. Ele começou quase sem apoio suficiente para participar da disputa. Apresentou uma plataforma de esquerda sem concessões. E então, diante de três candidatos mais convencionais, obteve 59,5% dos votos, numa eleição que teve comparecimento extraordinário, de 76%. Imediatamente, os sabichões e a imprensa opinaram que sua liderança e plataforma asseguram vitória do Partido Conservador nas próximas eleições. Terão certeza? Ou o desempenho de Corbyn indica um ressurgimento da esquerda. E neste caso, isso é válido apenas para a Grã-Bretanha? Se o cenário político mundial está se movendo para a direita ou para a esquerda é tema favorito das discussões políticas. ...

    Leia mais

    Acusada de esfaquear boneco de Lula sofre linchamento virtual no Facebook

    A líder estudantil Manu Thomaziello, acusada de haver esfaqueado o boneco de Lula, está sofrendo um linchamento virtual em sua conta no Facebook. Do DCM Extremistas de direita descobriram sua conta, e estão insultando Manu, que pertence à União da Juventude Socialista (UJS), com seu clássico repertório misógino e preconceituoso. Alguns dos insultos: 1) Comunistinha vagabunda. Vai chupar a rola do Lula na cadeia; 2) Estamos de olho em você, sua puta; 3) Vadia safada, quem devia levar facada é você; Bandida. Nojenta. Tem que cortar os pulsos; 5) Da próxima vez, enfia a faca no seu rabo, dependente de mortadela. Depois de algum tempo entregue à sanha dos fanáticos, a militância petista foi acudir Manu. Uma amiga de Manu da UJS avisou os revoltados: “E se encherem de novo a gente fura de novo”. No momento em que esta nota é escrita, quase 20 horas da sexta, ela não ...

    Leia mais

    Reorganizar a esquerda passa por enfrentar o racismo e o patriarcado

    Dia desses tive a honra de dividir uma mesa de debate com o historiador e professor da Unicamp, Leandro Karnal. Dentre as diversas reflexões que trocamos junto a uma grande e qualificada platéia daquela universidade, uma delas me marcou. Ao responder uma questão acerca da conjuntura, Karnal disparou: “Ao afirmar que vivemos uma ‘onda conservadora’, partimos de um pressuposto otimista, afinal, ao considerar que hoje estamos diante de uma onda conservadora, supõe-se que antes ela não existia. Mas ela não existia?” Por Douglas Belchior, do Negro Belchior  Seria exagero dizer que o conservadorismo é uma característica da própria formação da sociedade brasileira? Somos uma sociedade mais conservadora hoje do que éramos anos atrás? Há mesmo essa tal polarização entre “esquerda” e “direita” do Brasil? O racismo, o machismo ou a homofobia são mais presentes e incidentes hoje que outrora? Há tempos movimentos sociais e especialmente aqueles que se organizam em torno ...

    Leia mais
    Dani Costa Russo/Divulgação

    O lugar das mulheres na esquerda

    Há um assunto incômodo que ainda precisa ser discutido entre os movimentos sociais e os militantes de esquerda: a ausência das mulheres como sujeitos das demandas sociais e debates que têm sido feitos no Brasil. Por  Jarid Arraes do Questões de Gênero  Questões como a guerra contra as drogas, a redução da maioridade penal, o genocídio da população negra, entre outros problemas da sociedade, são encarados como “assuntos de homem”; ou seja, o discurso é feito com demarcação masculina, citando homens como prejudicados pelas políticas equivocadas do Estado. Porém, quando a problemática gira em torno de questões pertinentes às mulheres, o debate se torna uma espécie de nicho, uma categoria que não interessa a mais ninguém, somente às mulheres. Enquanto é verdade que os homens negros são rotineiramente assassinados pela polícia e amontoados no cárcere, é preciso lembrar de que mulheres também são profundamente atingidas por essas questões – seja ...

    Leia mais

    Vitória dos ‘sem-partido’ na Espanha repercute no Brasil e no mundo

    Com discurso mais radical, novas prefeitas de Barcelona e Madri rompem bipartidarismo Do Jornal do Brasil O mundo assistiu neste domingo (24/05) à vitória de uma nova esquerda, com discurso mais radical, que vem crescendo na Espanha. Ada Colau e Manuela Carmena, eleitas respectivamente em Barcelona e Madri, agitaram o panorama político espanhol, dominado há décadas pelo bipartidarismo do conservador PP (do presidente Mariano Rajoy) e do socialista PSOE. A ativista Ada Colau, venceu a eleição municipal em Barcelona como líder da plataforma cidadã Barcelona em Comum. Mas uma foto antiga da prefeita eleita chamou a atenção, sendo compartilhada inúmeras vezes nas redes sociais. Como uma Sininho espanhola, Colau foi detida por policiais durante protestos em 2013. partidos políticos, esquerda, representação, sem-partido, Espanha Em Madri, a ex-juíza Manuela Carmena do Ahora Madrid ainda vai precisar do apoio do Partido Socialista (PSOE) para governar, o que deve acontecer. ...

    Leia mais

    Para ajudar a compreender a crise da esquerda

    Hipótese de Guy Standing sobre reconfiguração das classes sociais pode ser elemento importante na análise do novo conservadorismo brasileiro — e na busca da virada Por Rafael Evangelista Do Outras Palavras  A bancada sindical, que colabora decisivamente na defesa dos interesses dos trabalhadores assalariados, é muito menor na atual legislatura. São 46 deputados, número bem próximo ao de 1988, quando foram 44. Em 2002, ano da eleição de Lula, os sindicalistas foram 74. Caíram na eleição seguinte para 54, possivelmente sentindo o baque na imagem do PT após o mensalão. Em 2010 a bancada registrou seu maior número, 83 deputados. Pode-se atribuir isso ao propalado distanciamento do PT de suas bases. Também é possível afirmar que o partido mais identificado com o sindicalismo cometeu erros estratégicos, apostando em nomes errados na hora de construir seu quociente eleitoral. Porém, é preciso registrar que o PT vem perdendo força nas cidades operárias ...

    Leia mais

    Juca Ferreira: ‘Esquerda errou muito no poder’

    Ministro da Cultura, Juca Ferreira fez um ‘alerta’ sobre o crescimento da direita no Brasil: "A direita nunca foi tão forte no Brasil. Eles estão produzindo líderes que podem se tornar absolutamente perigosos. Eu seria hipócrita se não dissesse que a esquerda errou muito no poder. Não podemos parecer com a direita. Nós não temos direito de acesso à corrupção”, disse ele na 9ª Bienal da União Nacional dos Estudantes, na Lapa Do Brasil247 Em discurso para uma plateia de estudantes, o ministro da Cultura, Juca Ferreira, reconheceu que a "esquerda errou muito no poder". Ele fez um ‘alerta’ sobre o crescimento da direita no Brasil. "A direita nunca foi tão forte no Brasil. Eles estão produzindo líderes que podem se tornar absolutamente perigosos. Eu seria hipócrita se não dissesse que a esquerda errou muito no poder. Não podemos parecer com a direita. Nós não temos direito de acesso à corrupção”, ...

    Leia mais
    Página 2 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist