Tag: Etiópia

Abiy Ahmed, Prêmio NObel da Paz 2019 (Foto: Tiksa Negeri/Reuters)

Nobel da Paz 2019 sai para primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed

O prêmio Nobel da Paz de 2019 foi concedido nesta sexta-feira (11), ao primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed. A premiação surpreende pois não foi concedida aos três principais nomes indicados, o ex-presidente brasileiro Lula, o líder indígena Raoni e a jovem ambientalista Greta Thunberg. O prêmio foi atribuído a Abiy Ahmed pelos seus esforços para “alcançar a paz e a cooperação internacional”, com os acordos de paz com a Eritreia DO Brasil 247 Abiy Ahmed, Prêmio NObel da Paz 2019 (Foto: Tiksa Negeri/Reuters) Vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 2019, o mais importante do mundo, é o primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed. O prêmio é concedido, desde 1901, a homens, mulheres e organizações que trabalharam para o progresso da humanidade, conforme o desejo de seu criador, o inventor sueco Alfred Nobel. O prêmio foi atribuído Abiy Ahmed pelos seus esforços para “alcançar a paz e ...

Leia mais
"Pessoas plantaram mais de 353 milhões de árvores na Etiópia em um dia, segundo autoridades do país| Foto: Reprodução / Twitter / Prime Minister Ethiopia"

Etiópia planta 353 milhões de árvores em um dia. Como isso pode ajudar o planeta?

A Etiópia plantou mais de 353 milhões de árvores em 12 horas na segunda-feira (29), uma ação que as autoridades do país dizem ser um recorde mundial. Do Gazeta do Povo Pessoas plantaram mais de 353 milhões de árvores na Etiópia em um dia, segundo autoridades do país| Foto: Reprodução / Twitter / Prime Minister Ethiopia A campanha de reflorestamento, chamada "Green Legacy" (Legado Verde), é promovida pelo primeiro-ministro Abiy Ahmed e pretende plantar 4 bilhões de árvores até outubro para reduzir os efeitos da seca e as enchentes no país. Milhões de etíopes participaram da ação em diversas regiões do país. O ministro de Inovação e Tecnologia do país, Getahun Mekuria, disse pelo Twitter que 353.633.660 mudas de árvores foram plantadas em doze horas. O recorde anterior de árvores plantadas em um dia é da Índia, que plantou 66 milhões de árvores em 2017. Menos ...

Leia mais
israel

Israel admite erros na relação com sua comunidade etíope

Presidente Reuven Rivlin afirma que protestos violentos em Tel Aviv "expõem ferida aberta no coração da sociedade isralense". Cerca de 135 mil judeus etíopes vivem no país e reclamam de racismo e falta de oportunidades. no DW O presidente de Israel, Reuven Rivlin, afirmou nesta segunda-feira (04/05) que o país cometeu erros ao lidar com a comunidade de judeus de origem etíope, que se envolveu em protestos violentos em Tel Aviv no dia anterior. "Cometemos erros. Não olhamos, não ouvimos o suficiente", declarou Rivlin após milhares de judeus etíopes irem às ruas em protestos contra a disriminação e a violência policial. Os protestos "expuseram uma ferida aberta no coração da sociedade israelense", e o país precisa responder às reclamações, disse o presidente. Neste domingo, os manifestantes bloquearam uma via importante, atiraram pedras e garrafas contra policiais e viraram uma viatura policial. A multidão foi dispersada com gás lacrimogêneo e canhões ...

Leia mais

Conheça os dois únicos países africanos que não foram colonizados por europeus

Eles não pouparam ninguém: a Europa dominou quase o mundo inteiro nos vários séculos desde que começou a viajar para outros continentes. Nesse assunto, normalmente nos lembramos do continente africano, que foi completamente tomado e explorado pelos europeus no Imperialismo do fim do século 19. Ok, mas não foi bem assim. A África não foi totalmente dominada: dois países, Etiópia e Libéria, escaparam da colonização. Do csaolucas Os dois têm histórias muito curiosas: um deles conseguiu expulsar os colonos, e o outro tinha acabado de ser formado por imigrantes. Conheça suas curiosas histórias: Etiópia A Etiópia não foi uma das vítimas do neocolonialismo, mas não foi por falta de tentativas. Por volta de 1880, a Itália era um dos países mais atrasados da Europa ocidental: ainda muito agrário, pobre, recém-unificado. À época, em torno de 25 milhões de italianos já haviam migrado para vários outros países (Brasil, inclusive) em busca de uma ...

Leia mais

Mulheres de Quênia e Etiópia obtêm autonomia financeira e subvertem papéis de gênero por meio do atletismo

Nos dois países conhecidos pelo talento para as pistas, sucesso das mulheres no esporte confronta machismo e transforma as vidas das atletas e de suas famílias; jornalistas espanhóis lançam documentário que registra revolução social em curso Por Hugo Domínguez Do O pera mundi Fevereiro de 2014. Uma caravana de corredores cruza a linha de chegada da Meia Maratona de Barcelona. Quase 22 quilômetros depois, os participantes voltam caminhando para casa. Para a maioria deles, inclusive para os vencedores, as consequências da corrida não terão grande importância. No entanto, para um pequeno grupo de pessoas, terminar a prova entre os primeiros transforma a vida delas e a de muitos que as cercam. Esse é o caso das atletas com passaporte queniano ou etíope. A corrida de grande distância em seus países está conseguindo remover as constrições sociais dos papéis de gênero atribuídos a homens e mulheres. Na Etiópia e no Quênia, o machismo ...

Leia mais

Atletas etíopes vencem a São Silvestre 2014

Os corredores etíopes foram os campeões da Corrida Internacional de São Silvestre deste ano, tanto no masculino como no feminino, interrompendo a hegemonia queniana. do Agência Brasil  por  De Camila Maciel no BrasilPost Entre as mulheres, Ymer Ayalew, 27 anos, venceu com o tempo de 50 minutos e 43 segundos. Também da Etiópia, o corredor Dawit Admasu, 19 anos, ocupou o posto mais alto do pódio nesta manhã com a marca de 45 minutos e 4 segundos. Quase 30 mil corredores disputaram a prova, de 15 quilômetros. No feminino, atletas etíopes também conquistaram o segundo e o quarto lugar, com Netsanet Kebede, que repetiu o resultado do ano passado, e Feyse Boru, respectivamente. Duas corredoras do Quênia ficaram com o terceiro e quinto lugar: Prisca Jeptoo e Delvine Meringor. A melhor colocação do Brasil foi da catarinense Joziane Cardoso, 29 anos, com o tempo de 53 minutos e 18 segundos. A queniana Nancy Kipron, ...

Leia mais
iStockphoto

Africa: Riquezas e Glórias, a história que ninguém contou

Reinos Africanos iStockphoto África Antiga Africa: Riquezas e Glórias - A história que ninguém contou. A região da África Oriental, dos reinos da Núbia, Etiópia e posteriormente Burundi e Uganda, sofreram grande influência religiosa em seu processo de organização cultural e espacial. Conflitos religiosos entre mulçumanos e cristãos foram decisivos para a nova organização desses reinos, a exemplo do Antigo Egito, que teve que se consolidar como Estado mulçumano entre duas potências cristãs – Bizâncio e Dongola. O resultado desses conflitos foi à conquista de Dongola em 1323 pelos mulçumanos, e a tomada gradativa do controle da Núbia em 1504, o que daria um golpe de misericórdia nos reinos cristãos da região.Nos casos da Núbia e da Etiópia, além dos conflitos religiosos existentes, o comércio principalmente com o Egito, foi outra atividade que influenciou diretamente, servindo como estímulo para a criação destes Estados. Esta atividade comercial se ...

Leia mais

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist