quinta-feira, março 4, 2021

Tag: Pesquisa

Foto: EPA

Quatro mulheres negras à frente de pesquisas sobre a covid-19

A professora e pesquisadora da Universidade Federal Fluminense (UFF) Andrea Alice da Silva fez pós-doutorado na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, em 2019, e retornou ao Brasil em fevereiro deste ano. Pouco tempo depois, sua vida teve uma mudança radical. Com a chegada do novo coronavírus, ela mudou sua linha de pesquisa e passou a se dedicar a ajudar no diagnóstico da doença. “A covid atropelou tudo. As minhas linhas de pesquisas originais estão todas paralisadas”, conta. Uma das brasileiras à frente dos estudos sobre a covid-19 no país, ela faz parte do diminuto universo de 23% de docentes negras no ensino superior do país, segundo o mais recente Censo de Ensino Superior do Inep, de 2018. Brancas são maioria (76%). A principal linha de pesquisa da professora da UFF é a hepatite C, na qual investiga como novos tratamentos para a doença são conduzidos no Brasil, já que ...

Leia mais
blank

Leve uma Pesquisadora Brasileira para os EUA!

  Por Camilla Soueneta Do Kickante Meu nome é Camilla Soueneta. Tenho 28 anos e sou estudante de doutorado, no segundo ano, em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (USP). Sou de Uberlândia, Minas Gerais e hoje moro em São Paulo para cursar o doutorado. Tenho graduação, MBA e mestrado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Sou apaixonada por estudar o tema Educação em Contabilidade! Ainda na graduação, conheci o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros dentro da UFU, que me trouxe contribuições significativas para começar a entender gênero e raça. Após uma especialização em Docência no Ensino Superior que cursei na UFU, me envolvi profundamente com o tema Educação, que trabalhei no mestrado e trabalho hoje no meu doutorado. Durante a graduação, eu já havia percebido que tinha gosto pela vida acadêmica e, na busca de me formar enquanto futura professora, fui fazer o mestrado. Porém, senti ...

Leia mais
Imagem: Can Stock Photo

100 sites de pesquisa acadêmica que você deveria conhecer

Olá, pessoal! por Carolina Pignatari Do Canal do Ensino Can Stock Photo Quando você precisa de material acadêmico para fazer algum trabalho, você sabe onde procurar? Pois saiba que existem inúmeros sites com um infinito material sobre todo tipo de assunto. E para ajudar nesse momento que disponibilizamos nada menos que100 sites de pesquisa acadêmica que você deveria conhecer. São textos, documentos, resenhas, artigos, áudios, vídeos e tudo o que você precisa para fazer uma pesquisa acadêmica completa. E além de tudo, é ainda mais conhecimento ao alcance de um clique. Tá curioso? Então salve esses sites nos seus favoritos e mãos à obra! Todas as páginas são em inglês. 100 sites de pesquisa acadêmica Livros e Jornais Google Scholar: encontre todo tipo de material didático. Google Books: pesquise um índice de livros do mundo inteiro, com várias opções gratuitas. WorldCat: itens de 10 mil bibliotecas como livros, ...

Leia mais
Getty Images

Google cria site para ensinar alunos a fazer pesquisa

O Google lançou o site Search Education para ajudar professores que desejam ensinar a seus alunos estratégias de pesquisa online, buscando melhorar a qualidade dos trabalhos acadêmicos. No Canal do ensino Getty Images Na seção Lessons Plans, ou planos de aula, em português, os educadores tem acesso a vídeos e tutoriais conforme seu nível de intimidade com o buscador. As aulas dão dicas de como escolher os melhores termos de pesquisa, restringir a pesquisa para obter melhores resultados e avaliar se a fonte de informação é confiável. O único problema é que todos os tutoriais são em inglês. Para quem ainda não domina o idioma é possível recorrer a uma ajudinha do próprio Google para traduzi-los. Ao clicar no botão CC, na parte inferior do vídeo, é possível ativar o uso de legendas, depois é só clicar em traduzir legendas e selecionar o idioma desejado para que o ...

Leia mais
fapesp

Pela 1ª vez, Fapesp torna públicas fraudes científicas

Cinco casos de fraude científica - incluindo plágio e fabricação de dados - foram divulgados na terça-feira, 7, pela Fapesp, fundação pública que financia a pesquisa científica no Estado de São Paulo. Desde o lançamento do Código de Boas Práticas Científicas, em 2011, é a primeira vez que a instituição expõe conclusões de investigações. A divulgação das fraudes deve continuar, conforme forem apuradas. A medida é inédita no Brasil. Divulgação/Fapesp Os casos publicados envolvem os pesquisadores Andreimar Soares, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (USP), Cláudio Airoldi, do Instituto de Química (Unicamp), Flávio Vilela, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (USP), Javier Amadeo, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (USP), e Antonio José Balloni, do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer. A Fapesp estabelece que o sumário dos casos ficarão expostos publicamente de três meses a cinco anos, dependendo da ...

Leia mais
O Geledés é uma organização da sociedade civil que se posiciona em defesa de mulheres e negros por entender que esses dois segmentos sociais padecem de desvantagens e discriminações no acesso às oportunidades sociais em função do racismo e do sexismo vigentes na sociedade brasileira.

Geledés – O que fazemos

Geledés - Instituto da Mulher Negra foi criado em 30 de abril de 1988. O Geledés é uma organização da sociedade civil que se posiciona em defesa de mulheres e negros por entender que esses dois segmentos sociais padecem de desvantagens e discriminações no acesso às oportunidades sociais em função do racismo e do sexismo vigentes na sociedade brasileira. Posiciona-se também contra todas as demais formas de discriminação que limitam a realização da plena cidadania, tais como: a homofobia, a lesbofobia, os preconceitos regionais, de credo, opinião e de classe social. Dessa perspectiva, as áreas de atuação prioritárias da ação política e social de Geledés são a questão racial, as questões de gênero, as implicações desses temas com os direitos humanos, a educação, a saúde, a comunicação, o mercado de trabalho, a pesquisa e as políticas públicas. Em todos esses temas Geledés desenvolve projetos próprios ou em parceria com outras ...

Leia mais
blank

Geledés e a Pesquisa Acadêmica

Articula-se com centros de estudos e pesquisas para a produção de conhecimento no tema das relações raciais, gênero e de direitos humanos. Através do diálogo entre ativistas e acadêmicos, tem por finalidade a construção de uma base de conhecimento que possibilite identificar os obstáculos que ainda se impõem na superação das desigualdades. Participa dos seguintes projetos: Projeto de pesquisa Ensino religioso em escolas públicas: ameaças ao Estado laico e aos direitos reprodutivos Este é um projeto ligado o Grupo de Pesquisa "Discriminação, Preconceito e Estigma" da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), coordenado pela Profa. Dra. Roseli Fischamnn. É um projeto aprovado pelo CNPq no Edital MCT/CNPq/SPM-PR/MDA nº 57/2008 - Relações de Gênero, Mulheres e Feminismo / Edital nº 57/2008 - Categoria 1processo nº 402923/2008-1 com duração de 18 meses com início em 01/12/2008. O Geledés Instituto da Mulher Negra participa deste projeto, na condição de organização ...

Leia mais

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist