segunda-feira, julho 6, 2020

    Tag: povo

    blank

    A maioria dos brasileiros precisa virar povo, mesmo que não saiba

    "Sucessivas violações do governo Temer exigem mais articulação e união contra desmonte da democracia no país", diz o historiador e cientista político Roberto Bittencourt da Silva; "O golpismo, o entreguismo e o reacionarismo encarnados na abjeta figura do presidente Michel Temer (PMDB) impõem flagrantes e imensuráveis retrocessos culturais, políticos e econômicos ao Brasil", afirma Por Roberto Bitencourt da Silva, para Brasil 247 Amesquinhamento absoluto do ensino médio, decidido às portas fechadas entre oligarquias políticas, sem consulta e debate com a sociedade. Eliminação de históricos direitos trabalhistas e previdenciários. Alienação dos valiosos patrimônios das nossas Petrobras e Eletrobras. Violação de garantias constitucionais elementares para a saúde e a educação. Desinvestimentos na produção do conhecimento, em ciência e tecnologia. Incremento da desnacionalização do setor produtivo. Defesa de chacinas e outras intervenções ou ações, incompatíveis com qualquer noção minimamente relacionada a uma sociedade que se possa atribuir atenção com padrões de civilidade, justiça social, ...

    Leia mais
    blank

    As mordomias dos delinquentes e o sofrimento do povo desempregado

    É fantástico ver o contraste entre o povo desempregado e os punguistas deste povo, que fazem com que crianças morram em desastres aéreos, cães andem de avião pago pelo Estado, que frequentam Paris como proprietários, mesmo já citados há várias CPIs. Do Jornal do Brasil As conclusões são absolutamente óbvias. Alguns passam dias de férias nas cadeias, pagas pelo povo - a mordomia de um preso é dada pelo Estado, e o Estado é o povo. O povo se desemprega, não tem casa para morar, não tem água para beber nem comida para comer. E eles esbanjam de guardanapos e champanhe, e frequentam festas miliardárias de brasileiros que se escondem do Imposto de Renda e da Justiça casando seus filhos no exterior. Se empanturram de champanhe, caviar e foie gras, recebem condenação, passam à delação e andam de tornozeleiras. Na foto abaixo, a população de rua no Mergulhão, no Centro do Rio. Acima, à esquerda, ...

    Leia mais
    blank

    ‘A empregada tem carro e anda de avião. E eu estudei pra quê?’

    Se você, a exemplo dos professores que debocharam de passageiro “mal-vestido” no aeroporto, já se fez esta pergunta, parabéns: você não aprendeu nada Por Matheus Pichonelli Do Pensador Anonimo O condômino é, antes de tudo, um especialista no tempo. Quando se encontra com seus pares, desanda a falar do calor, da seca, da chuva, do ano que passou voando e da semana que parece não ter fim. À primeira vista, é um sujeito civilizado e cordato em sua batalha contra os segundos insuportáveis de uma viagem sem assunto no elevador. Mas tente levantar qualquer questão que não seja a temperatura e você entende o que moveu todas as guerras de todas as sociedades em todos os períodos históricos. Experimente. Reúna dois ou mais condôminos diante de uma mesma questão e faça o teste. Pode ser sobre um vazamento. Uma goteira. Uma reforma inesperada. Uma festa. E sua reunião de condomínio será ...

    Leia mais
    blank

    Kenarik Boujikian: O STF vai lavar as mãos diante do golpe de Cunha contra o povo e a Constituição? Ministros, coragem!

    Em 2003, na primeira edição do Brasil de Fato, Celso Furtado disse:  “Lula deve ter coragem se quiser conter a desagregação que ameaça o Brasil”. Do Viomundo Hoje, na minha maior e pura imaginação e com devoção e respeito ao professor,  diria que esta seria a mesma observação que ele faria aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Em períodos de  esgarçamento da democracia, o Poder Judiciário  é colocado em xeque face ao seu papel de guardião da democracia. No período da ditadura de 1964, até certo momento, o STF foi um alento diante das violações,  mas com o AI-5, foi castrado na sua atribuição de órgão que compõe o sistema dos três poderes, independentes e harmônicos. Ministros fizeram suas escolhas e por esta razão alguns foram cassados ou se afastaram. São ícones da nossa história, como o Ministro Evandro Lins e Silva. Hoje, como  nunca, é necessário que o STF seja ...

    Leia mais
    Foto: Flávio Florido

    O Brasil deveria comercializar o que tem de melhor: o seu povo

    Ouvi no rádio um moço – que falava muito bonito, diga-se de passagem – defendendo que o Brasil precisa deixar de lado antigos preconceitos e adotar uma economia sem amarras e impedimentos. Uma economia livre, em que qualquer um possa vender sua força de trabalho ou qualquer outra coisa que lhe pertença, do jeito que quiser, sem a tutela do Estado opressor. Foto: Flávio Florido Por Leonardo Sakamoto, do Blog do Sakamoto  E se qualquer parte se sentir prejudicada, que procure a Justiça, oras! Concordo plenamente. Vocês querem saber a verdadeira razão do Brasil não ir para frente? Não, não é a desigualdade social, a corrupção, a falta de solidariedade, a concentração de renda e de poder ou os fundamentalismos mil. O motivo é simples: o brasileiro não se vende direito. Agora que o Congresso Nacional, com o apoio ativo ou a omissão do Executivo, cavalga velozmente o desmantelamento da legislação trabalhista ...

    Leia mais
    Para os que querem abandonar o Brasil

    Povo: em busca de um conceito

    Há poucas palavras mais usadas por distintas retóricas do que esta de  “povo”. Seu sentido é tão flutuante  que as ciências sociais dão-lhe pouco apreço preferindo falar em sociedade ou em classes sociais. Mas como nos ensinava L. Wittgenstein “o significado de uma palavra depende de seu uso”.  Entre nós, quem  mais usa  positivamente a palavra “povo”são aqueles que se interessam pela sorte das classes subalternas: o “povo”. Por Leonardo Boff, no Jornal do Brasil  Vamos tentar fazer um esforço teórico para conferir um conteúdo analítico a “povo” para que seu uso sirva àqueles se sentem excluídos na sociedade e querem ser “povo”. O primeiro sentido filosófico-social  deita suas raízes no pensamento clássico da antiguidade. Já Cicero e depois Santo Agotinho e Tomás de Aquino, afirmavam que “povo não é qualquer reunião de homens de qualquer modo, mas é a reunião de uma multidão ao redor do consenso do direito e dos interesses comuns”. Cabe ao Estado ...

    Leia mais
    Xaolin da Rocinha critica em artigo vaias à Dilma

    Xaolin da Rocinha critica em artigo vaias à Dilma

    Antonio Xaolin, líder comunitário da Rocinha, escreveu artigo para o Favela 247 criticando as vaias recebidas pela presidenta Dilma Roussef no jogo de abertura da Copa. Segundo Xaolin, há uma disputa política fora dos gramados: "Tudo não passa de um processo arquitetado para impedir o avanço da democracia e a geração de benefícios públicos. A população negra, favelada e pobre começa a conquistar seus direitos incentivados por politicas públicas que beneficiam milhões de trabalhadores brasileiros (...)", e completa: "Tudo isso gera insatisfação numa classe que nunca dividiu o bolo (...) que o Estado oferecia". Por *Antonio Xaolin, para o Favela 247 Uma vaia inconcebível! Jogo do Brasil e Croácia. Arena Itaquera lotada de torcedores. O local e o cenário são de um ambiente de classe média burguesa saudável com plano de saúde em dia, formada em universidades públicas, mas que fez o ensino médio em escolas privadas, com estabilidade no emprego e que ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist