“Todas Podem Mixar”: DJ Miria cria projeto para ensinar mulheres a arte da mixagem

Pra quem ainda não conhece, essa é a maravilhosa DJ Miria Alves, que nasceu no Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo. Turismóloga de formação e DJ profissional desde 2010, também conhecida por lacrar nas pistas com uma mistura entre o Jazz, MPB e as batidas da Black Music e do Hip Hop.

Por Becca Vilaça , do RND

Em um mercado predominantemente masculino, DJ Miria Alves resolveu criar um projeto inovador direcionado as mulheres, a oficina TPM (Todas Podem Mixar). Uma espaço de aprendizado e acolhimento onde manas e monas podem aprender sobre a arte dos toca discos sem limitações.

TPM já está na sua segunda edição e a próxima data está prevista para acontecer no dia 08 de Março, no espaço Disjuntor, no bairro da Mooca, em São Paulo. A oficina propõe uma conscientização por meio da educação musical com base na cultura hip hop e na metodologia de aulas teóricas e práticas, com equipamentos profissionais.

Destinado a mulheres, visa incentivar o potencial das minas e monas no segmento da mixagem e orientá-las como se sobressair numa área de atuação predominantemente masculina.

“A TPM é um projeto que foi pensado para  mulheres, quero que elas participem da minha oficina e sintam-se à vontade para construírem e compartilharem comigo. Não é só uma aula de mixagem, é um espaço de acolhimento, formação, aperfeiçoamento e eu faço questão de contemplar as manas e as monas”, destaca DJ Miria Alves.

As inscrições da oficina já estão abertas e o investimento é de R$50,00. Além do certificado de conclusão, a TPM em parceria com a marca DOBE Case irá presentear as alunas com uma BAG mega estilizada. Sério que vocês vão perder?!

+ sobre o tema

O CESEEP repudia ataques à Maria Sylvia de Oliveira (OAB – Seccional de São Paulo)

Maria Sylvia de Oliveira, advogada, integrante da OAB-SP e membra...

Ajude uma preta a ser escritora – escritora faz vaquinha na internet para lançar livro

Priscila sempre gostou de escrever, mas foi aos 14...

Kiusam de Oliveira: o nome do movimento negro na literatura

Com quatro títulos lançados, escritora se consagra em lista...

para lembrar

Cicely Tyson é a primeira mulher negra a receber um Oscar honorário

Aos 93 anos, a atriz será homenageada durante o...

O aborto das escravas: um ato de resistência

“Enquanto o couro do chicote cortava a carne/ A...

Nasceu primeiro bebé da Europa gestado por duas mães em Maiorca

O primeiro bebé da Europa gestado por um casal...
spot_imgspot_img

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...

1ª Parada Negra LGBT de BH acontece no próximo sábado (25/5)

No próximo sábado (25/5), data que marca o Dia da África, acontece em Belo Horizonte, a 1ª edição da Parada Negra LGBT. O evento acontece...

Em ano olímpico, Rebeca Andrade ganha homenagem da Barbie e quer inspirar outros sonhos

Rebeca Andrade, 25, possui uma longa lista de conquistas. A ginasta é medalhista olímpica, vencedora de ouro e prata, bicampeã mundial, medalhas nos jogos Pan-Americanos...
-+=