Torcedores de clube israelita são detidos por racismo

A Polícia deteve seis torcedores do Beitar Jerusalem, de Israel, por racismo e por incitarem a violência durante o jogo contra o Bnei Yehuda de Tel-Aviv, no último sábado (26 de janeiro).

“O último detido foi um jovem preso ontem e que será apresentado à corte nesta quinta, por fazer comentários racistas e incitar a violência”, informou o porta-voz da Polícia israelense, Miki Rosenfeld

 
No incidente, vários torcedores exibiram cartazes racistas, depois que o presidente do clube, Arkadi Gaidamak, anunciou a intenção de contratar dois jogadores muçulmanos, que assinarão contrato nesta sexta-feira (1 de fevereiro).

“Beitar pura para sempre”, dizia um cartaz, que provocou várias críticas de comentaristas esportivos e políticos. O Beitar, inclusive, contratou seguranças particulares para os dois jogadores, segundo a emissora de rádio israelense Kol Israel.

A Associação Israelense de Futebol multou a equipe em 50 mil shekels (R$ 26,8 mil) na quarta-feira (30) pelo racismo de parte de sua torcida, além de ter que atuar nos próximos cinco jogos com portões fechados. No domingo, o presidente de Israel, Shimon Peres, pediu à entidade que tomasse medidas rápidas para dar fim à xenofobia nos estádios.

“O racismo atingiu o povo judeu mais forte que em qualquer outra nação no mundo. As autoridades devem impedi-lo antes que domine o local. Estou convencido de que todo o país está comovido por este episódio e nunca o aceitará”, disse Peres em carta.

A ministra de Cultura e Esporte israelense, Limor Livnat, também condenou o fato ocorrido no estádio do Beitar e pediu a abertura de uma investigação. Já o presidente do Parlamento (Knesset), Reuven Rivlin, criticou: “os gritos a favor da pureza racial judia no Beitar são degradantes”.

 

 

Fonte: Foxsporte

+ sobre o tema

Itamaraty vai verificar se 113 candidatos a diplomatas são negros tal como disseram

Eles fizeram a autodeclaração durante a inscrição para o...

Prefeito francês acusado de racismo critica ministro de Sarkozy

Fonte: AFP - PARIS, França - Um prefeito francês,...

para lembrar

Qual é o papel do branco na luta antirracista?

Esta pergunta me tem sido feita com frequência nos...

Madu é presa após dar sinal de desembarque em ônibus que seria incendiado

A cantora, compositora e estudante de música, Marcella Eduarda...

Racismo uma chaga que se perpetua

A perversidade do racismo No momento em que o...

Camila Pitanga, Angelica e outros artistas se manifestam sobre morte da menina Ágatha

Famosos se mostram indignadas com situação, transmitem sentimentos à...
spot_imgspot_img

Caça aos livros

Está aberta a temporada de caça aos livros no Brasil! Mas atenção. A perseguição restringe-se à indicação pedagógica de certas obras capazes de promover o debate e a...

Debate racial ficou sensível, mas menos sofisticado, diz autor de ‘Ficção Americana’

De repente, pessoas brancas começam a ser degoladas brutalmente com arame farpado. O principal suspeito é um homem negro que sempre está na cena...

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...
-+=