Torço pelo Andrade amanhã

por: Edson Lopes Cardoso



O técnico Andrade do Flamengo afirmou que “está ajudando a abrir as portas para os negros no Brasil, inclusive para muitos ex-jogadores negros que brilharam no campo e poderiam ter contribuído mais ainda comandando equipes no Brasil” ( O Globo, 5/12/09, p. 47).

Tostão, em sua coluna na Folha de S. Paulo, já havia registrado na edição de 16/11/2009 (p. D3) que se o Flamengo for campeão será uma vitória contra “o preconceito de que os técnicos negros não teriam capacidade intelectual de comandar um grupo”.

A porta vislumbrada por Andrade abre-se com largueza para abarcar atividades outras, não relacionadas ao futebol. Seguramente, a repercussão de eventual conquista do campeonato brasileiro por um clube que mobiliza legiões de torcedores em todo o país alcança espaços diversificados e pode ajudar a reorientar representações próprias de uma cultura profundamente racista.

A expressão “poderiam ter contribuído” refere-se àquela “atrofia da vida” de que fala Gould e dá testemunho da distância que separa o Brasil real, atrofiado pelo racismo, de um país possível, livre de coerções castradoras de talentos e vocações.

Um técnico campeão é o sujeito reconhecido por suas aptidões intelectuais. No caso de Andrade, condenado a auxiliar, com humildade e discrição, houve uma reviravolta significativa. O técnico do Flamengo está consciente de que o seu êxito convida a problematizar todos os lugares destinados ao negro, e não apenas no futebol.

Uma vitória do Flamengo não vai nos fazer romper com padrões culturais do racismo. Mas abre brechas na percepção da massa de torcedores para que revejam criticamente a definição autoritária dos lugares inacessíveis ao negro, permitindo-lhes julgar e avaliar as dimensões estreitas, fechadas, subalternas do seu próprio cotidiano.

Meu time é o Bahia, que paga seus pecados na série B, mas amanhã vou torcer pelo Andrade e o Flamengo.

Fonte:Ìrohin

+ sobre o tema

Cartazes – Moçambique Music Awards

  A vida sem música seria menos barulhenta, menos poluída e menos interessante. Moçambique Music Awards. É...

O Reisado: Expressão da Cultura de Base Africana no Cariri Cearense

Cicera Nunes Doutora em Educação Brasileira - UFC Docente...

Cidade de Goiás recebe o II Encontro de Tambores’ no fim de semana

Evento debate manifestações da cultura afrodescendente. Dez anos do Título...

Noites das lágrimas em África uma conversa com o escritor Marcelo Aratum

Para falar da minha experiência é nada mais que...

para lembrar

Dia no atletismo tem fim de hegemonia e quebra de recorde

Entravam Olimpíadas, saíam Olimpíadas, era sempre a mesma coisa:...

Hamilton vai para a Mercedes em 2013 e cederá sua vaga na McLaren para Sérgio Pérez

  Movimentação deve significar a aposentadoria do heptacampeão...

Norte-africanos também têm traços de hibridação com Neandertais

Foram analisados 780 mil marcadores genéticosde sete populações do...

Como africanos usam a arte para gerar renda e cultivar tradições

O Nova África desvendou o artesanato africano e mostrou...
spot_imgspot_img

Mbappé comunica ao PSG que vai sair do clube ao fim do contrato

Mbappé comunicou à diretoria do Paris Saint-Germain que vai deixar o clube ao fim do contrato, o qual se encerra em junho. A informação foi dada...

Costa do Marfim venceu o CAN 2024

Já é conhecido o vencedor da 34ª edição do Campeonato Africano das Nações de futebol: a Costa do Marfim. Primeira parte: vantagem Nigéria A selecção nigeriana, que tinha...

Os palancas negras

Não foi o 7 x 1 que me frustrou, inclusive eu estava dormindo durante o jogo contra a Alemanha. Lembro que acordei várias vezes...
-+=