Três estudantes de medicina são acusados de discriminação racial

A vítima, o auxiliar de produção Geraldo Garcia de 55 anos, contou que ia para o trabalho quando foi agredido. Testemunhas chamaram a polícia e os estudantes foram presos.
 Três estudantes de medicina foram presos hoje em Ribeirão Preto, no norte do estado, acusados de injúria e discriminação racial.

A vítima, o auxiliar de produção Geraldo Garcia de 55 anos, contou que ia para o trabalho quando um carro se aproximou. “Pegou um tapete enrolado e acertou bem forte e deu aquele estalo nas minhas costas. Maldade deles e quem faz isso tem que ser punido mesmo”, fala.

Geraldo estava numa bicicleta quando caiu e machucou a mão sem gravidade. Os rapazes foram presos logo após que testemunhas chamarem a polícia. O delegado Mauro Coraucci disse que a agressão foi seguida de ofensa e caracteriza também injúria e discriminação racial. “Ao desferir a pancada o chamaram de nego, o que já evidencia o racismo”.

 

Os estudantes vão passar o fim de semana na cadeia e na segunda-feira devem ser transferidos para o Centro de Detenção Provisória de Ribeirão Preto. O advogado deles disse que vai pedir a liberdade provisória.

 

Fonte: SPTV

+ sobre o tema

Adolescente denuncia mulher por agressão e injúria racial em Rio Preto

Um adolescente de 13 anos denunciou ter sofrido injúria...

Estudo mostra o impacto do fator racial materno no desenvolvimento infantil

O ganho de peso e o crescimento dos filhos está diretamente relacionado ao fator etnorracial...

para lembrar

Consul do Haiti :Todo lugar que tem africano lá tá f…

A diplomacia do preconceito, da intolerância e do racismo   E...

Racismo de John Mayer

John Mayer usou o Twitter para se desculpar...

‘Prefiro que a loira me atenda’, diz cliente a atendente negra em restaurante

Após ser atendida pela funcionária branca e de cabelos...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=