Guest Post »

Três mulheres vencem o prêmio Oceanos de literatura

Portuguesa Djaimilia Pereira de Almeida, autora de ‘Luanda, Lisboa, Paraíso’, ficou com o primeiro lugar

Por Bruno Molinero, Da Folha de S.Paulo

Foto em preto e branco de Djamilia Pereira de Almeida- mulher, usando óculos de grau e dando em leve sorriso de canto de boca.
Djamilia Pereira de Almeida, autora do livro ‘Luanda, Lisboa, Paraíso’ (Foto: Agência Ophelia/ Divulgação)

A escritora portuguesa Djaimilia Pereira de Almeida foi anunciada a vencedora do prêmio Oceanos deste ano, com o livro “Luanda, Lisboa, Paraíso”, publicado pela Companhia das Letras.

O prêmio de literatura em língua portuguesa paga ao vencedor R$ 120 mil e foi anunciado em cerimônia no Itaú Cultural, em São Paulo, na manhã desta quinta-feira (5).

Em seu segundo romance, Almeida narra a viagem de um pai com seu filho de Luanda para Lisboa, em direção à favela de Paraíso, para que esse pai passe por um tratamento médico em Portugal nos anos 1980.

Segundo o júri, “Djaimilia Pereira de Almeida compõe, através de linguagem viva, um relato sensível sobre as ilusões e desilusões do mundo pós-colonial”.

Nesta edição, o Oceanos passou a premiar três livros, e não mais quatro. Com isso, três mulheres foram anunciadas vencedoras.

Foto em preto e branco de Dulce Maria Cardosa- mulher, de cabelo curto e olhos claros
Dulce Maria Cardosa, autora de ‘Eliete’ (Foto: Agência Ophelia/ Divulgação)

Em segundo lugar ficou “Eliete” (Tinta da China), da portuguesa Dulce Maria Cardoso. Em terceiro, “Sorte” (Moinhos), da brasileira Nara Vidal. Elas receberam R$ 80 mil e R$ 50 mil, respectivamente.

Nara Vidal - mulher branca, de cabelo longo e loiro e cor dos olhos azul, usando camiseta preta e batom vermelho- sentada apoiando a mão diteira na cabeça
Nara Vidal, autora de ‘Sorte’ (Foto: Agência Ophelia/ Divulgação)

Criado em 2003, o prêmio era chamado Portugal Telecom até 2014. Na edição deste ano, 1.467 livros foram inscritos e analisados inicialmente por 72 jurados.

Entre os dez finalistas, estavam nove romances e um livro de contos —escritos por cinco autores brasileiros, quatro portugueses e um angolano. Além das vencedoras, concorriam nomes como Pepetela, Cristovão Tezza e Nei Lopes.

As ganhadoras foram eleitas por um corpo de jurados composto pelos portugueses Daniel Jonas e Manuel Frias Martins e pelas brasileiras Eliane Robert Moraes, Maria Esther Maciel e Veronica Stigger.

 

Related posts