UA denuncia execução indiscriminada de negros na Líbia

Rebeldes líbios estariam executando indiscriminadamente pessoas negras por “confundirem” imigrantes inocentes com mercenários a serviço do coronel Muamar Kadafi, denunciou nesta segunda-feira o presidente da União Africana (UA), Jean Ping. Ele mencionou a suspeita como um dos motivos pelos quais a entidade continental não reconhece as forças de oposição a Kadafi como governo interino da Líbia.

“O Conselho Nacional de Transição (CNT) parece confundir pessoas negras com mercenários”, declarou Ping. “Todos os negros são mercenários para o CNT. Isto significa que um terço da população da Líbia, que é negra, também é feito de mercenários”, denunciou. “Eles estão matando pessoas, trabalhadores comuns, maltratando-os”, prosseguiu.

Ping acrescentou: “Talvez haja negros entre grupos de saqueadores e forças fora de controle. Mas, em casos assim, o governo deveria fazer alguma coisa, denunciar a situação. Nós estamos à espera de algum sinal de que os trabalhadores africanos que lá estão devam ser retirados”.

Os comentários de Ping vêm à tona depois de grupos internacionais de defesa dos direitos humanos terem denunciado espancamentos e detenções indiscriminadas de imigrantes procedentes de países da África subsaariana.

Repórteres da Associated Press já haviam testemunhado episódios de maus-tratos cometidos por rebeldes contra detentos e supostos mercenários a serviço de Kadafi, mas as denúncias atuais são as primeiras envolvendo atrocidades cometidas pelas forças insurgentes.

Abdel-Hafiz Ghoga, porta-voz do CNT, nega que rebeldes estejam matando negros indiscriminadamente. “Essas acusações foram feitas nos primeiros dias da revolução. Isso nunca aconteceu”, disse ele. “Se aconteceu, foram as forças de Kadafi”, acusou.

Ping, enquanto isso, pediu um cessar-fogo imediato e defendeu a formação de um governo de coalizão capaz de refletir a diversidade da Líbia. As informações são da Associated Press

Fonte: Folha Vitória

+ sobre o tema

Edital: A Cidade Que Queremos

O Fundo Baobá em parceria com a Fundação OAK,...

Bolsa Família é antecipado para vítimas das chuvas no Nordeste

O Ministério do Desenvolvimento Social antecipou o pagamento...

‘Makers’, africanos que apostam na inovação

O movimento maker expande-se em todo o mundo, responde...

para lembrar

Milton Santos | 13 livros em PDF para download

Milton Santos (1926 – 2001) destacou-se por seus trabalhos...

Nzinga Mbandi, Mulher, Negra, Guerreira

Nzinga Mbandi (1583-1663) foi uma rainha dos reinos do...

Elza Soares vai surpreender em biografia: “Resolvi me desnudar”

Aos 80 anos, Elza Soares interpreta uma suposta aposentadoria...

Uma tarde em Gana: embaixadora abre as portas da residência oficial

A embaixadora de Gana no Brasil, Abena P.A. Busia,...
spot_imgspot_img

Grávida, Iza conta que pretende ter filha via parto normal: ‘Vai acontecer na hora dela’

Iza tem experienciado e aproveitado todas as emoções como mamãe de primeira viagem. No segundo trimestre da gestação de Nala, fruto da relação com Yuri Lima, a...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...
-+=