Guest Post »
Ubuntu: Coletivo baiano lança rede social de aprendizagem colaborativa

Ubuntu: Coletivo baiano lança rede social de aprendizagem colaborativa

A REDE SOCIAL SURGE PARA FACILITAR A COMUNICAÇÃO E COLABORAÇÃO DO DESABAFO SOCIAL E DE OUTROS COLETIVOS

Do Desabafo Social 

Aproveitando o Dia Internacional dos Direitos Humanos, 10 de dezembro, o Desabafo Social divulga a mais nova rede social: Ubuntu.  Ubuntu é uma expressão idiomática da língua Zulu que é traduzida para o português como “Eu sou porque nós somos”. Na crença de que somos mais quando estamos unidos (com uma unidade), o Desabafo propõe essa rede colaborativa com o intuito de conectar pessoas, ocupar espaços, estabelecer uma rede de relacionamento com foco nos direitos humanos, sobretudo na participação social e política

Durante um ano e meio a Diretora de Inspiração e Fundadora do Desabafo Social, Monique Evelle, rodou sozinha a cidade de Salvador falando sobre Direitos Humanos para quem quisesse ouvir. A situação mudou quando ouviu um conselho e resolveu transformar o projeto em uma rede. “Sabemos que a situação de muitos outros projetos é difícil. Falta comunicação, sinergia e meios para que possam crescer. O Ubuntu nasce para diminuir essas dificuldades criando espaços colaborativos”, explica Monique.

Além da rede social facilitar a organização e o desenvolvimento de iniciativas na área de Educação, Comunicação Relações Raciais, Direitos da Infância e da Juventude, Gênero e áreas afins, a rede é aberta para qualquer pessoa. O Ubuntu serve para conectar pessoas como qualquer outra rede social, porém com foco na colaboração e multiplicação de ideias. A rede social de aprendizagem colaborativa permite:

– Cocriação de conteúdo através da wiki

– Biblioteca Online a partir dos links úteis

– Divisão de tarefas

– Calendário

Acesse: Rede Social Ubuntu

Related posts