Universidade estadual do Maranhão terá cota para índios e negros

 

A Universidade Estadual do Maranhão terá de reservar ao menos 10% de suas vagas de graduação para estudantes vindos de comunidades indígenas e outros 10% para estudantes negros que tenham cursado o ensino médio em escolas públicas.

A política de cotas na universidade estadual havia sido aprovada pela Assembleia Legislativa, mas foi vetada pela governadora Roseana Sarney (PMDB). Os deputados, no entanto, derrubaram o veto do Executivo.

A nova lei foi promulgada na semana passada pelo presidente da Assembleia, Marcelo Tavares (PSB), e publicada no “Diário Oficial” da última segunda-feira (22).O governo estadual tem agora 60 dias para regulamentar a lei.

A Uema não comentou a aprovação da lei. O processo seletivo para 2011 já foi iniciado a primeira fase das provas já aconteceu. Para o próximo ano foram oferecidas 3.624 vagas em nove campi em todo o Estado.

Para a secretária-adjunta da Igualdade Racial do Maranhão, Benigna Almeida, a criação das cotas é importante para garantir os direitos destes povos “que historicamente foram colocados à margem”. A secretária-adjunta disse que a pasta vai pressionar para que a lei seja implantada na prática.

Na semana passada, índios guajajara bloquearam uma rodovia federal para exigir do governo estadual melhorias no transporte e na alimentação escolar indígena. O governo do Estado informou que o veto da governadora seguiu parecer da Procuradoria Geral do Estado, que entendeu que a reserva de vagas é matéria de competência exclusiva do chefe do Executivo.

O projeto de lei foi apresentado pelo deputado Chico Gomes (DEM) e foi discutido com a Secretaria Estadual de Igualdade Racial.

 

Fonte: Imperatriznoticias

+ sobre o tema

Reflexões sobre uma identidade afro-descendente

Fonte: Espaço Acadêmico Por ROSÂNGELA ROSA PRAXEDES ...

Fala o Movimento negro: Reginaldo Bispo do MNU responde a Magnoli

Fonte: Maria Frô - Procaz, a intelectualidade branca, sua...

Santa Isabel: Celebraçao 20 de Novembro

Santa Isabel, 10 de Novembro de 2009.   ...

VÍDEO: Combate ao Racismo Institucional

Combate ao Racismo Institucional - Inserção 1...

para lembrar

PARÁ: Feira Cultural Preta do Estado do Pará realiza sua primeira edição

Fonte: Agência Pará de Notícias - Artesanato, estética,...

RECIFE: Negro discriminado no mercado

Fonte: Diário de Pernambuco - A Agência Condepe/Fidem e...

Consciência negra é consciência de classes e de luta

O mês e a semana da consciência negra, celebrada...

Abolição de fato!

por Edialeda Salgado Nascimento   Após tantos séculos de...
spot_imgspot_img

João Cândido e o silêncio da escola

João Cândido, o Almirante Negro, é um herói brasileiro. Nasceu no dia 24 de junho de 1880, Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul....

Levantamento mostra que menos de 10% dos monumentos no Rio retratam pessoas negras

A escravidão foi abolida há 135 anos, mas seus efeitos ainda podem ser notados em um simples passeio pela cidade. Ajudam a explicar, por...

Racismo ainda marca vida de brasileiros

Uma mãe é questionada por uma criança por ser branca e ter um filho negro. Por conta da cor da pele, um homem foi...
-+=