Urban Outfitters é acusada de racismo

Mais uma da Urban Outfitters! Depois de ser processada por danos morais e uso de imagens consideradas “obscenas” e “provocantes” da modelo Hailey Clauson de 16 anos, a marca agora está sendo acusada de racismo por utilizar o termo “navajo” em sua coleção.

Podem ser encontrados 23 produtos utilizando o nome “navajo” no site da marca atualmente, além de estampas e cores que fazem alusão à cultura indígena norte-americana.

De acordo com o jornal britânico The Telegraph, a palavra navajo é marca registrada da Nação Navajo e, portanto, não pode ser utilizada por marcas e empresas, já que seu uso sugere que os produtos foram produzidos pela própria comunidade. Um responsável da Nação Navajo escreveu uma carta à Urban Outfitters, pedindo que eles parem de comercializar os produtos.

Fonte: Virgula

+ sobre o tema

para lembrar

Marília Ruiz: Racismo não é coisa de jogo

Por Marília Ruiz, Comentarista do Yahoo! Brasil ...

Seminário Identificação e Abordagem do Racismo e do Sexismo Institucionais Brasilia, 10 e 11 de maio

Evento ocorre no âmbito do seminário "Identificação e Abordagem...
spot_imgspot_img

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...

‘Moro num país racista’, diz empresário que encerrou contrato de R$ 1 mi por ser chamado de ‘negão’

Nem o ambiente formal de uma reunião de negócios foi capaz de inibir uma fala ofensiva, de acordo com Juliano Pereira dos Santos, diretor...
-+=