Veja todas as vacinas disponíveis no SUS de acordo com calendário do Ministério da Saúde

Imunizantes contra influenza, febre amarela, poliomielite, sarampo e diversas outras doenças são oferecidas pelo Sistema Único de Saúde; confira detalhes, como número de doses, composição e intervalo entre as doses.

Dia Nacional da Imunização é celebrado nesta sexta-feira (9) e tem como objetivo chamar a atenção para a importância das vacinas, que têm grande impacto tanto para o indivíduo quanto para a saúde coletiva, como destaca o Ministério da Saúde.

O esforço de aplicar vacinas em todo o país virou referência para o mundo com o Programa Nacional de Imunizações (PNI). O PNI foi formulado em 1973 e completa cinco décadas neste ano.

Mônica Levi, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, afirma que vacinas e água potável são as duas intervenções que mais trouxeram benefícios para a humanidade. “Isso é reconhecido em saúde pública mundialmente. As vacinas, sozinhas, foram responsáveis por um ganho de aproximadamente 30 anos na expectativa de vida da população.”

No entanto, na última década, as coberturas vacinais têm sofrido sucessivas quedas no país. No caso das crianças, só a BCG, que protege contra a tuberculose, atingiu a meta de vacinação em 2022. Hoje, o Brasil é considerado um país de alto risco para a volta da paralisia infantil – e ainda pode perder o controle da difteria e a eliminação da rubéola e do tétano neonatal.

Confira abaixo quais as vacinas disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) para cada grupo da população — de crianças a idosos.

  • HPV;
  • Hepatite;
  • Sarampo;
  • Caxumba;
  • Rubéola;
  • E outros 17 tipos de imunizantes são disponibilizados entre campanhas específicas e nacionais, como as da Covid-19 e da Influenza 

Veja lista completa aqui

+ sobre o tema

“Termo auto de resistência surgiu na ditadura para encobrir homicídios”.

Juliana Farias, pesquisadora da Justiça Global, falou nesta segunda-feira para...

Trabalhadores que contribuíram entre 1999 e 2013 têm direito à revisão de saldos do FGTS

Segundo especialista em Direito Tributário, Dr. Robson Amador, a...

Dennis de Oliveira: O plebiscito, os médicos e a contradição entre Casa Grande e Senzala

A presidenta Dilma Rousseff buscou retomar a iniciativa política...

Taxa de infecção por HIV nos EUA caiu 73% entre 1981 e 2019, aponta estudo

As novas infecções anuais pelo vírus HIV caíram 73%...

para lembrar

7 sinais de câncer de colo do útero que as mulheres precisam observar

O câncer cervical ou de colo do útero é...

Política de Extermínio

A política de confronto posta em prática pelo governo...

Ministérios assinam documento para atuação conjunta contra o racismo e sexismo no esporte

O protocolo de intenções, assinado na noite desta sexta-feira...

Homem morto após linchamento no Maranhão não tinha passagens pela polícia

Cleidenilson morava numa casa humilde no bairro João de...
spot_imgspot_img

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...

Nota pública do CONANDA contrária ao Projeto de Lei 1904/2024

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA, instância máxima de formulação, deliberação e controle das polícas públicas para a...

Marcelo Paixão, economista e painelista de Geledés, é entrevistado pelo Valor

Nesta segunda-feira, 10, o jornal Valor Econômico, em seu caderno especial G-20, publicou entrevista com Marcelo Paixão, economista e professor doutor da Universidade do...
-+=