Guest Post »

17° Festa do Divino Espírito Santo

Evento, que ocorre ao longo do mês de maio, apresenta tradição maranhense do catolicismo popular conduzida por mulheres, as Caixeiras do Divino 

enviado por Carlos Eugênio Marcondes de Moura para o Portal Geledés

De 7 a 24 de maio de 2016 acontece a 17° Festa do Divino Espírito Santo. Realizada anualmente pelas Caixeiras da Família Menezes, em parceria com a Associação Cultural Cachuera!, ela hoje consta no calendário oficial de festas populares da cidade e é reconhecida por comunidades de cultura popular, pesquisadores, artistas e interessados em música, cultura e religiosidade.

Protagonizada por mulheres e crianças, com entrada franca e aberta ao público em geral, ela promove um intercâmbio cultural e religioso entre as cidades de São Paulo e São Luís do Maranhão, recriando em terras paulistanas a tradição que as caixeiras maranhenses cumprem em sua cidade natal. Demonstra, também, a força feminina na guarda e permanente transmissão oral do conhecimento vinculado à celebração do Divino.

As Caixeiras do Divino são responsáveis por conduzir os rituais desta manifestação do catolicismo popular. Presentes em todas as etapas dos festejos, elas cantam e tocam caixa (tambor) para homenagear o Divino. Cânticos tradicionais, aliados a versos improvisados, tornam bela e original a musicalidade deste evento.

De 9 a 19 de maio também acontece a oficina de Caixas do Divino para mulheres, ministrada pelas caixeiras da família Menezes.

Caixeiras, Cachuera! e a comunidade que participa da festa 

As Caixeiras do Divino da Família Menezes são Anunciação de Maria Reis de Menezes (Dindinha), Maria José Reis de Menezes (Zezé), Maria da Graça Reis de Menezes e Bartira Helena Reis de Menezes. Dindinha e Zezé, as caixeiras mais velhas, moram em São Luís do Maranhão; Graça e Bartira vivem em São Paulo.

Também participam da festa popular outros voluntários: festeiros, madrinhas, mestre-salas, músicos da ladainha, artesãos, cozinheiras, caixeiras convidadas e aprendizes, outros membros da família Menezes, frequentadores da Casa Fanti-Ashanti, de São Luís do Maranhão, a equipe da Associação Cachuera!, amigos, brincantes e crianças, que nesta festa têm participação especial compondo os Impérios.

A Associação Cultural Cachuera!, parceira das caixeiras neste evento, tem suas ações voltadas para o registro, pesquisa, reflexão e divulgação sobre a cultura popular tradicional brasileira e suas comunidades produtoras. A Festa do Divino Espírito Santo acontece desde sua primeira edição, em 2000, no Espaço Cachuera!, sede da Associação.

Apoio via financiamento coletivo 

As Caixeiras da Família Menezes e a Associação Cultural Cachuera! solicitam recursos através de uma página criada especialmente para este fim, com o intuito de cobrir parte dos custos desta festa popular – www.cachuera.org.br/festadodivino.

As doações podem ocorrer antes, durante ou depois da festa. O valor vai auxiliar em gastos como alimentação para todos os frequentadores dos festejos, compra de roupas para as crianças que integram os Impérios, confecção de lembrancinhas da festa e montagem do altar em homenagem ao Divino Espírito Santo.

É possível também efetuar um depósito em conta corrente exclusiva da festa:

Associação Cultural Cachuera!
Bradesco . Agência 136 . Conta corrente 159 650-0
CNPJ 02.910.189.0001-85

As Caixeiras da Família Menezes e a Associação Cultural Cachuera! convidam: 

Eventos pró-Divino

Toda a renda arrecadada será destinada à 17° Festa do Divino Espírito Santo

29/4 (sexta-feira) . Shows
20h . Dona Janaína, com Juçara Marçal, Mazé Cintra e Jonathan Silva
22h . Homenagem a Bola de Nieve, com Fabiana Cozza e Pepe Cisneros
Ingressos (por show): R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia entrada)

30/4 (sábado) . Oficina de culinária maranhense, com Graça Reis
10h às 15h . Os participantes aprenderão a fazer o cardápio do almoço: cuxá, acompanhado por torta de coco. A oficina finaliza com música tradicional de São Luís do Maranhão ao vivo
Valor: R$ 35,00
Inscrições e informações:  [email protected]

17° Festa do Divino Espírito Santo . 2016 

7/5 (sábado) . Abertura da Tribuna 
12h . Abertura da Tribuna
18h . Alvorada

9, 11 e 13/5 (seg/qua/sex) . Oficina de Caixas do Divino para mulheres 
20h às 22h . Ensino de toques e cânticos da Festa do Divino

15/5 (domingo) . Levantamento do mastro

11h . Saída em cortejo do Espaço Cachuera! para o ritual de buscamento do mastro na rua Manuel Gonçalves Foz, n° 3 – Perdizes (próximo ao Espaço Cachuera! – transversal à rua Bartira, sentido Av. Sumaré; logo após a rua Ministro Godói) – localização 
13h . Retorno ao Espaço Cachuera! e almoço
15h . Apresentação de grupos convidados
18h . Levantamento do mastro da 17° Festa do Divino Espírito Santo
19h . Tambor de Crioula com o Grupo Cupuaçu

16, 18 e 19/5 (seg/qua/qui) . Oficina de Caixas do Divino para mulheres
20h às 22h

21/5 (sábado) . Buscamento da Coroa
19h . Saída em cortejo de carros do Espaço Cachuera! para o Centro de Estudos Universais AUM – Rua Natingui, 442 – cj. 205 (Vila Madalena) – localização (sugestão: quem não estiver de carro, e/ou para quem for mais adequado: vá diretamente para o CEU AUM)
20h . Ritual de Buscamento da Coroa no CEU AUM

22/5 (domingo) . Festa do Divino
6h . Alvorada
9h . Missa na igreja da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos – Largo do Paissandu, s/n° (centro) – localização
11h . Cortejo em direção ao Espaço Cachuera! – saída ao lado do Parque da Água Branca, na Rua Ministro Godói
12h 30 . Ladainha
13h 30 . Almoço
18h . Alvorada ao pé do mastro
19h . Jantar para os participantes da festa
20h . Ladainha
22h . Encerramento

23/5 (segunda-feira) . Derrubamento do mastro 
20h . Marcha de Tambor de Crioula com o Grupo Cupuaçu
21h . Entrega dos cargos e posse dos novos impérios

24/5 (terça-feira) . Fechamento da Tribuna e Bambaê
19h 30 . Fechamento da Tribuna
21h . Bambaê de caixas

Entrada franca (exceto oficina de caixas e eventos com renda revertida para a festa)

Local: Espaço Cachuera! – Rua Monte Alegre, 1.094 . Perdizes . São Paulo – localização

Informações: (11) 3872 8113 . 3801 1708

**Pede-se que:
– Durante a festa, as pessoas venham com roupas claras
– Nas oficinas de caixa para mulheres, é necessário vir com saias longas e claras

Related posts