17 pessoas negras da História que você não viu na escola

Enviado por / FonteDo Catraca Livre

Na escola, provavelmente, você não ouviu falar sobre os guerreiros e guerreiras ou líderes quilombolas que desenharam a História do Brasil. Ao contrário da ênfase na trajetória dos imperadores Dom Pedro I e II, por exemplo, pouco se estuda dentro da sala de aula a influência negra de nosso país além da escravidão.

Pensando nisso, a plataforma educacional gratuita Quizlet convidou Stephanie Ribeiro, estudante de Arquitetura da PUC de Campinas (SP) e ativista feminista negra, para elaborar uma lista com 17 pessoas importantes da cultura negra do Brasil. No site interativo é possível aprender sobre cada uma delas de forma dinâmica.

“Quem é quem na história negra do Brasil” te leva a descobrir o quanto você conhece sobre as personalidades negras brasileiras. Clique aquipara acessar a plataforma e jogar. O conteúdo também traz os marcos da história negra (confira aqui). Abaixo, veja alguns dos nomes reunidos:

Abdias Nascimento

Abdias Nascimento em Nova York, 1997. (Foto: Cheste Higgins Jr/ ACERVO ABDIAS NASCIMENTO/ IPEAFRO)

Foi um poeta, ator, escritor, dramaturgo, artista plástico, professor universitário, político e ativista dos direitos civis e humanos das populações negras.

Antonieta de Barros

Antonieta de Barros foi a primeira deputada estadual negra do País. (Foto: ACERVO FAMILIAR)

Pioneira no combate a discriminação dos negros e das mulheres, foi a primeira deputada estadual negra do país. Atuou como professora, jornalista e escritora.

José do Patrocínio

José do Patrocínio. Foto: Wikimedia Commons

Foi um farmacêutico, jornalista, escritor, orador e ativista político brasileiro. Destacou-se como uma das figuras mais importantes dos movimentos Abolicionista e Republicano no país.

Carolina Maria de Jesus

Carolina Maria de Jesus, em São Paulo, 1961 (Foto: Imagem retirada do site Revista Cult)

Considerada uma das primeiras e mais importantes escritoras negras do Brasil.

Lima Barreto

(Foto: Imagem retirada do site O Globo)

Foi um jornalista e escritor que publicou romances, sátiras, contos, crônicas e uma vasta obra em periódicos, principalmente em revistas populares ilustradas e periódicos anarquistas do início do século XX.

Lélia Gonzalez

Lélia Gonzales (Foto: Acervo JG/Foto Januário Garcia)

Intelectual, política, professora e antropóloga brasileira.

Luisa Mahin

Ilustração de Luísa Mahin. (Ilustração: Thiago Krening/TVE/RS)

Uma ex-escrava africana, radicada no Brasil, mãe do abolicionista Luís Gama.

Luís Gama

(Ilustração: Angelo Agostini)

Foi um rábula, orador, jornalista e escritor brasileiro.

Tereza de Benguela

Esta ilustração do século 19 foi adotada por organizações do movimento negro para representá-la (Foto: Wikimedia Commons)

Foi uma líder quilombola que viveu no atual estado de Mato Grosso, durante o século XVIII. Foi esposa de José Piolho, que chefiava o Quilombo do Piolho (ou do Quariterê). Com a morte do marido Teresa se tornou a rainha do quilombo.

Zumbi dos Palmares

Zumbi dos Palmares (Foto: Wikimedia Commons)

Foi o último dos líderes do Quilombo dos Palmares, o maior dos quilombos do período colonial.

+ sobre o tema

Tia Ciata

A imagem que temos hoje de Tia Ciata surgiu...

Joaquim Barbosa

Joaquim Benedito Barbosa Gomes (Paracatu, Minas Gerais, 1954 - )...

Dos fazeres de Joel Rufino dos Santos. Três ou quatro obras em mote negro

Daruê, sabe esse livro aqui? – e mostro “O...

IPEAFRO: Vida e Obra de Abdias do Nascimento

Hoje, mais do que nunca, compreendo que nasci exilado...

para lembrar

spot_imgspot_img

Progressão escolar amplia desigualdade racial, diz estudo

No começo da escolarização básica, alunos negros e brancos partem de condições desiguais. No final dela, estão ainda mais distantes. É o que indica...

Perseverança: uma resposta de professoras negras

Externato Perseverança Fundado em 5 de março de 1860 É o estabelecimento de ensino mais antigo desta cidade. Até 1878 estava organizado com as proporções de...

“Eu sou o sonho das minhas ancestrais”: Quilombo (la) em Harvard

Sou Ana Paula, mulher negra, quilombola, Doutora em História e admitida para uma bolsa pós-doutorado no W.E.B Du Bois Research Institute em Harvard University....
-+=