1º fundo de investimento social para protagonismo de mulheres e LBT’s celebra 21 anos

Enviado por / FontePor Viva Maria, do EBC

Para celebrar os 21 anos, o Fundo Elas ganha novo nome, Elas+, e reúne artistas, intelectuais e representantes em live nesta segunda (30) às 19h no Youtube e no Facebook

No dia 30 de agosto, o ELAS – Fundo de Investimento Social, primeiro e único fundo brasileiro de investimento social para a promoção do protagonismo de mulheres e pessoas  (lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais) comemora 21 anos de existência. Para celebrar essa maioridade, o Fundo Elas ganha novo nome, Elas+, e convida diversas artistas, intelectuais e representantes da causa para se reunir na segunda (30) às 19h em uma live no Youtube e Facebook. A live terá mediação da cantora Ellen Oléria.

Entre as personalidades convidadas para a celebração estão, a cantora Luedji Luna, a filósofa Sueli Carneiro, uma das principais autoras do feminismo negro no Brasil; a Diretora Executiva do Instituto Clima e Sociedade, Ana Toni; a Doutora em Economia, Beatriz Azeredo,  a filósofa, escritora e presidenta do Conselho Deliberativo do ELAS+, Amalia Fischer, intelectual feminista, ativista dos direitos das mulheres, cofundadora e Coordenadora Geral do ELAS+, K.K. Verdade, especialista em direito LBT, direitos humanos das mulheres e participação política e Coordenadora Executiva do ELAS+, entre outras.

A apresentadora Mara Régia conversou com K.K. Verdade, Coordenadora Executiva do ELAS+, especialista em direito LBT, direitos humanos das mulheres e participação política sobre o papel e a importância dessa iniciativa. “O Fundo Elas tem lançado editais para apoiar grupos e organizações liderados por mulheres em todo o Brasil, que tem iniciativas fantásticas de transformação social, de melhoria das condições de vida, das condições de saúde, no enfrentamento a violência doméstica, o Elas está há 21 anos apoiando essas organizações”, reforça. 

Para conferir a live comemorativa, basta acessar os canais oficiais do ELAS+ do Youtube e Facebook na segunda-feira (30), às 19h. 

+ sobre o tema

Sementes do mal, por Sueli Carneiro

Há tempos vinha me perguntando a que se devia...

A madame é racista? ( sim ou não)

Lar e Cia empregos e o racismo explícito no...

Alexandra Loras: ‘É preciso educar racistas com empatia e paixão’

Alexandra Loras nasceu na periferia de Paris. Filha de...

para lembrar

Estudante de moda cria coleção de lingerie para mulheres mastectomizadas

A descoberta de uma nova beleza Ao receber o diagnóstico...

‘Ser pobre e negra são vivências impactantes’, afirma Conceição Evaristo

A escritora, poeta, romancista e ensaísta, vencedora do Prêmio...

Participantes e cúmplices da violência contra a mulher

A violência contra a mulher que continua presente em...

Assassinato de João Antônio Donati: Polícia investiga suspeita de homofobia em morte de jovem gay em Goiás

Enquanto a criminalização da homofobia virou moeda eleitoral, a...
spot_imgspot_img

Brasil registra um crime de estupro a cada seis minutos em 2023

O Brasil registrou um crime de estupro a cada seis minutos em 2023. Com um total de 83.988 casos de estupros e estupros de...

Mortalidade materna de mulheres pretas é o dobro de brancas e pardas, diz estudo

Mulheres pretas têm quase duas vezes mais risco de morrer durante o parto ou no puerpério que mulheres pardas e brancas, segundo um estudo da Unicamp (Universidade Estadual...

Plataforma Mães Negras debate impactos do peso na vida profissional

A Plataforma Mães Negras do Brasil, startup (empresa emergente) de impacto social, cujo objetivo é a promoção do desenvolvimento socioeconômico de mães negras, promove nesta quarta-feira...
-+=