sexta-feira, agosto 12, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaAfro-brasileiros e suas lutas20 de novembro: Dia da consciência negra – Lays Regina

20 de novembro: Dia da consciência negra – Lays Regina

“Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra”. (Bob Marley)

Começo com essa frase do Bob Marley para falar da importância desse dia 20 de novembro como dia da consciência negra.

Procurar entender a importância desse dia nos remete a entender o que é consciência negra. Algumas definições o dicionário nos dá sobre consciência: “Percepção mais ou menos clara dos fenômenos que nos informam a respeito da nossa própria existência”. Logo entendemos que o dia da consciência negra, está ligado a existência. A vida que existe e que reconhece sua existência.

Penso que esse dia é importante não só para os negros reconhecerem ou tomarem “consciência” da sua identidade. Mas, para os não-negros, reconhecer e tomar consciência da existência do negro, como cidadão, digno de respeito, portador de direitos e deveres como qualquer outro cidadão. E que a cor da pele, não deve influenciar em nada no exercício de sua cidadania.

É até engraçado que no Brasil, onde a maior parte da população se declara negra (considerando pretos e pardos), seja preciso ter um dia específico para chamar atenção da população para consciência negra. Deve ter algo errado, que nos “obriga” a comemorar esse dia. Claro que historicamente tem todo um contexto à escolha desse dia, devido a luta da população negra por muitos anos, especialmente na pessoa de Zumbi dos palmares e tal. Mas, a sua essência está justamente em chamar atenção para inserção do negro na sociedade brasileira. Logo, podemos imaginar que ainda a população negra sofre desvantagem quando o assunto é o exercício da cidadania.

Claro que sim. Infelizmente esse problema das relações raciais no Brasil que influenciam na construção do ser social e no exercício da cidadania, está camuflado pelo mito da Democracia racial. Onde se acredita não haver desigualdade social devido à diferença étnico-racial. Quando na verdade, as estatísticas nos mostram o contrário. Como entender que a maioria da população é discriminada pela sua origem cultural? Como entender que o povo que ajudou a construir nosso país seja ainda discriminado por causa da cor da pele? Não é o Brasil um país de todos? Ao menos devia ser… O censo 2010 mostrou que ainda a desigualdade social está ainda associada a cor da pele. E isso precisa ser combatido com urgência!

Por isso a importância de no dia 20 de novembro se comemorar o dia da consciência negra. Para pensar sobre essas questões que permeiam nossa sociedade e faz dela menos igualitária. Para pensar sobre a “democracia racial” e torná-la realidade. Porque “enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra”.

Fonte: Lays Regina

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench