25 de julho Dia da Mulher Negra da América Latina e do Caribe

Saiba sobre a programação com a coordenadora do evento, Bruna Pereira

Da EBC

Segunda-feira (25) é o Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha. A data é uma oportunidade para dar visibilidade à luta das mulheres negras para além da desigualdade de gênero. Do dia 25 a 31 de julho, acontece no Museu Nacional, na Esplanada dos Ministérios, e no Cine Brasília, a 9ª edição do Festival Latinidades. O evento se consolidou como o maior festival de mulheres negras da América Latina, promovendo sob a temática afro diálogos e intercâmbio cultural entre estados brasileiros e outros países.

A nona edição tem como tema a comunicação, incitando olhares sobre o marketing, o jornalismo e as redes sociais. O evento ressalta a importância do fortalecimento das mídias negras, da produção intelectual de negras e negros em torno da produção de conteúdos. A partir deste tema, o Festival Latinidades destacará ainda o protagonismo de mulheres negras na comunicação.

Todos os anos, o Latinidades oferece música, dança, teatro, literatura, formação, capacitação, empreendedorismo, ações ambientais, responsabilidade social, economia criativa, comunicação e reflexão. A programação desta edição traz mesas de debates, oficinas, shows, mais de 15 lançamentos literários, batalha de poesia, feira, shows, exibição de filmes, entre outras ações.

Confira no player acima a conversa com a coordenadora, Bruna Pereira, que conta mais sobre a programação do Latinidades. Entre os convidados participantes nas mesas e debates estão intelectuais, jornalistas, produtores culturais, como Luciana Barreto (Repórter Brasil Tarde/TV Brasil), Valéria Almeida (Globo Repórter /TV Globo), Maíra Azevedo (Jornal A Tarde – BA), Hendi Pontiac (África do Sul), Djamila Ribeiro (Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo), Sueli Carneiro (Geledés Instituto da Mulher Negra), Eliane Dias (Boogie Naipe/Racionais MC’s), Jean Yves Bassangna (Camarões), Monique Evelle (Desabafo Social), entre outros nomes.

SERVIÇO
Festival Latinidades – 9ª edição
Dias: 25 a 31 de julho de 2016 (segunda-feira a domingo)
Local: Cine Brasília (25/7, 19h) – EQS 106/107 – Asa Sul, Brasília/DF
Museu Nacional – SCTS 2 – SHCS, Esplanada dos Ministérios, Brasília/DF
Entrada gratuita
http://www.afrolatinas.com.br/

Os domingos começam com muita informação e debates sobre sustentabilidade nas Rádios EBC. É o Natureza Viva, que, a partir da Nacional da Amazônia abre espaço nas ondas sonoras das rádios Nacional de Brasília, Nacional do Rio de Janeiro, Nacional do Alto Solimões e MEC AM Rio para discussões entre lideranças rurais da Amazônia, como ribeirinhos, pescadores, seringueiros, quebradeiras de coco babaçu, trabalhadores extrativistas, indígenas, associação de jovens e de mulheres, além de dicas para preservação do meio ambiente. Conheça um pouco mais sobre os biomas brasileiros nesta grande rede, todo domingo, às 08h – e no horário local da Nacional do Alto Solimões às 06h. A apresentação é de Mara Régia.

+ sobre o tema

Vereadora curitibana cria projeto para criminalizar ‘cantadas’ de rua

A vereadora de Curitiba, Maria Letícia Fagundes (PV-PR) decidiu...

Travesti foi assassinada por incentivar mulher a denunciar o marido

A Polícia Civil já identificou o homem que matou...

para lembrar

Como poder ser amada?

Como um trovão ela vem.Não sei como pode ter...

Maré se levanta contra preconceito aos LGBTs

No último 7 de setembro cerca de dez mil...

A perseguição à mulher autônoma

Uma modalidade, cruel e violenta, se transforma, infelizmente, no...

Explosão de casos de feminicídio leva a onda de protestos no México

Casos de feminicídio aumentaram 136% nos últimos cinco anos...
spot_imgspot_img

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...

Referência do feminismo negro, Patricia Hill Collins vem ao Brasil para conferência, curso e lançamento de livro

Referência do feminismo negro, a socióloga estadunidense Patricia Hill Collins participa, nesta quarta-feira (19), de um evento em Salvador, na Universidade do Estado da Bahia (Uneb)....
-+=