2ª Bienal Black Brazil Art abre inscrições

Enviado por / FonteEnviado ao Portal Geledés

Evento acontece de janeiro a março de 2022 em formato online

Estão abertas até o dia 30 de outubro as inscrições de trabalhos artísticos para a 2ª Bienal Black Brazil Art (2BienalBlack). Com o tema Cartografia e Hibridismo do Corpo Feminino: Representação Visual e Afetiva, o evento busca criações de artistas contemporâneos individuais e coletivos, inéditos ou recentes, que abordam narrativas com recortes do universo proposto. Informações no site blackbrazilart.com.br/2bienalblack.

Artistas brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil há mais de cinco anos  podem apresentar seus trabalhos, projetos de pesquisa ou curatorial. Cada participante, individual ou em coletivo, poderá inscrever até dois trabalhos em até duas categorias que concorrerão aos prêmios previstos no regulamento. Os valores das inscrições variam de R$ 45,00 para artista individual e R$ 85,00 para coletivo. 

Todas as categorias são admitidas (pintura, escultura, fotografia, instalação, têxtil, videoarte, etc.), porém, as obras digitais são recomendáveis. Os trabalhos selecionados irão compor a 2ª Bienal Black Brazil Art, e serão expostos numa galeria virtual de interação com os visitantes. Os artistas selecionados na categoria performance que não seja vídeo performance, deverão se apresentar ao vivo na plataforma Zoom.

“A Black Brazil Art acredita fortemente que o mundo da arte deve ser apoiado, incentivado e conectado além dos limites das barreiras geográficas”, explica a produtora executiva Patricia Brito. “Esta segunda edição nos cria estímulo para o pensamento de um mundo mais coeso, compartilhável e onde mulheres tenham direitos e oportunidades semelhantes aos homens”, conclui.

Em formato online, a 2BienalBlack vai conectar artistas de diversas partes do mundo e conta com um corpo de jurados do Brasil e do exterior. Também participam desta edição, artistas convidados do Brasil e do exterior.

Serviço:

Inscrições abertas para a 2ª Bienal Black Brazil Art.

Tema: Cartografia e Hibridismo do Corpo Feminino: Representação Visual e Afetiva

Regulamento: blackbrazilart.com.br/2bienalblack

Nossos canais de comunicação:

Site oficial: blackbrazilart.com.br | Facebook: /BlackBrazilArt

Instagram: @bienalblackbrazilart | Twitter: @blackbrasilart | YouTube: /BlackBrazilArt

Sobre a Bienal Black Brazil Art

Realizada de novembro de 2019 a março de 2020, com a temática Mulheres (in) Visíveis – a bienal percorreu as três capitais da região sul do Brasil em 12 espaços de artes, com o propósito de dar visibilidade para mulheres anônimas, principalmente as mulheres negras em galerias e museus. Ao todo foram apresentadas mais de 320 obras de mais de 160 artistas. Em 2020 promoveu o ciclo online Arte Sem Fronteiras.

Sobre Patrícia Brito

Curadora independente, museóloga, pesquisadora e gestora cultural, Patrícia Brito foi idealizadora e curadora geral da primeira Bienal Black Brazil Art e coordenou o preparatório Arte Sem Fronteiras (Bienal Black) e a Residência Artística Virtual Compartilhada com o Colectivo de Estudios Afrolatinoamericano da UDELAR. Nascida em Porto Alegre (RS), tem vários prêmios nacionais e internacionais – entre eles o Ford Foundation Art Residence Equity e o Prêmio Baobá – todos com a linguagem do recorte racial nas artes. Formada em história e museologia, é membro da Association of Art Museum Curators (AAMC) em Nova Iorque.

Créditos

Obra de arte: “Estou Aqui” de Susan Mendes (@susan_mendes);

Apoio jurados: Associação Brasileira de Críticos de Arte – ABCA, Itaú Cultural, Association of Art Museum Curators (AAMC), International Association of Women’s Museums (IAWM);

Parceria e colaboração: Colectivo de Estudios Afrolatinoamericanos da Udelar e Casa de la Cultura Afrouruguaia;

Curadoria: Patrícia Brito (RS), Priscila Costa (SC), Zaika dos Santos (MG).

** ESTE ARTIGO É DE AUTORIA DE COLABORADORES OU ARTICULISTAS DO PORTAL GELEDÉS E NÃO REPRESENTA IDEIAS OU OPINIÕES DO VEÍCULO. PORTAL GELEDÉS OFERECE ESPAÇO PARA VOZES DIVERSAS DA ESFERA PÚBLICA, GARANTINDO ASSIM A PLURALIDADE DO DEBATE NA SOCIEDADE. 

+ sobre o tema

Naomi Campbell é alvo de protesto em camisa por receber diamantes de ditador

A modelo britânica Naomi Campbell virou alvo de protesto...

Parangolé foi uma das atrações do Manaus Folia

Léo Santana mostrou seu “rebolation” em Manaus. O Parangolé,...

Naomi Campbell garante que aprendeu com os erros

Naomi Campbell mostrou que gosta de provocar polêmica ao...

Escolas de samba de SP fazem pré-lançamento de DVD do carnaval

Sete escolas de samba de São Paulo SP fizeram...

para lembrar

spot_imgspot_img

Por que Bob Marley é um ícone dos direitos humanos

Ao se apresentar em junho de 1980 na cidade alemã de Colônia, Bob Marley já estava abatido pela doença. Ainda assim, seu carisma fascinou...

‘Ah, se não Fosse o Ilê Aiyê’: bloco afro mais antigo do país celebra 50 anos de resistência e pioneirismo

Se o bloco afro mais antigo do país enfrentou resistência ao desfilar pelo circuito de Carnaval de Salvador (BA) pela primeira vez, em 1975,...

Camisa Verde e Branco abre hoje desfile do grupo especial em SP

A escola de Samba Camisa Verde e Branco abre hoje (9), às 23h15, a primeira noite de desfiles das escolas de samba do Grupo Especial...
-+=