38% concordam e 59% discordam da frase: ‘Mulheres ganham menos do que homens no mercado de trabalho por serem mulheres’

Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (27) foi feita em 24 e 25 de outubro e ouviu 9.173 eleitores em 341 municípios sobre temas como homossexualidade, posse de armas e os salários de negros e mulheres.

Do G1

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na tarde deste sábado (27) aponta que dois terços dos brasileiros discordam da afirmação de que negros ganham menos que brancos no mercado de trabalho pelo fato de serem negros.

A pesquisa ouviu 9.173 eleitores em 341 municípios entre os dias 24 e 25 de outubro. Ela também ouviu a opinião dos eleitores sobre a homossexualidade, a posse de armas e se eles concordam ou discordam que negros ganham menos do que brancos e homens no mercado de trabalho por causa de sua cor ou raça.

O salário das mulheres x o salário dos homens

Os eleitores tiveram que responder se concordam (total ou parcialmente), não concordam nem discordam ou discordam (total ou parcialmente) com a frase: “Mulheres ganham menos do que homens no mercado de trabalho por serem mulheres”.

Veja o resultado:

  • Concorda totalmente: 25%
  • Concorda em parte: 13%
  • Não concorda nem discorda: 1%
  • Discorda em parte: 13%
  • Discorda totalmente: 46%
  • Não sabe: 2%

A soma de eleitores que responderam que concordam em parte ou totalmente foi 38%. Já a soma dos que disseram que discordam totalmente ou em parte foi 59%.

Histórico

A mesma pergunta já havia sido feita em 2017. Na ocasião, a maioria dos entrevistados concordou com a afirmação de que as mulheres ganham menos do que os homens no mercado de trabalho por serem mulheres. Desde então, a posição dos eleitores se inverteu.

Veja a evolução das respostas:

Datafolha – 27 de outubro – Opinião sobre o salário das mulheres em comparação com o dos homens — Foto: Arte/G1

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 9.173 eleitores em 341 municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: 24 e 25 de outubro
  • Registro no TSE: BR-05743/2018
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratantes da pesquisa: TV Globo e “Folha de S.Paulo”
  • nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

+ sobre o tema

Jornal ‘O Exemplo’: A voz negra do Rio Grande do Sul

A história da imprensa gaúcha nos remete a um...

“Deveríamos criminalizar a pregação da ditadura”, diz filósofo

Em palestra proferida em São Paulo, o filósofo Renato...

Zika na saliva é insuficiente para dizer que pode haver contágio, diz ministério

O Ministério da Saúde informou no final da tarde...

para lembrar

Covid-19: cresce pressão por ação coordenada e lockdown nacional

É muito provável que março de 2021 se torne o...

552 vagas de aprendiz no curso de aprendizagem industrial – SABESP

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de...

SEPPIR é premiada em concurso de inovação na gestão pública federal

Projeto de Integração de Dados do Programa Brasil Quilombola...

“No Capão Redondo, ninguém sonha em ser médico”

  Para estudante brasileira de medicina em Cuba,...
spot_imgspot_img

Curso introdutório de roteiro para documentário abre inscrição

Geledés Instituto da Mulher Negra está promovendo formações totalmente online para jovens negres em todo o Brasil. Com um total de 6 formações independentes...

Desenrola para MEI e micro e pequenas empresas começa nesta segunda

Os bancos começam a oferecer, a partir desta segunda-feira (13), uma alternativa para renegociação de dívidas bancárias de Microempreendedores Individuais (MEI) e micro e...

“Geledés é uma entidade comprometida com a transformação social”, diz embaixador do Brasil no Quênia

Em parceria com a Embaixada do Brasil no Quênia, Geledés - Instituto da Mulher Negra promoveu nesta sexta-feira 10, o evento “Emancipação Econômica da...
-+=