Guest Post »

5 momentos em que Pantera Negra representou todas as mulheres

Pantera Negra chegou para abalar a estrutura dos filmes de herói – além de fazer mais de R$218 milhões em sua estreia, ultrapassando Vingadores: Era de Ultron como melhor estreia, o filme é um show de representatividade e abordagem de temas importantes. Por isso, além de ter um elenco e equipe de produção principalmente negros, o longa também procurou dar espaço a heroínas como nenhum outro filme da Marvel havia dado.

Do Cinesia Geek 

Cinesia Geek separou os 5 momentos do filme do rei de Wakanda que fizeram jus a suas personagens femininas. Confira!

Atenção: este texto contém spoilers!

1 – Quando a pessoa mais inteligente de Wakanda é uma mulher

Reprodução/Marvel

O universo cinematográfico da Marvel está repleto de pessoas extremamente inteligentes: Bruce Benner e Tony Stark são os maiores exemplos, mas muitos outros personagens são apresentados com um intelecto além do comum. O triste, porém, é que nem a Viúva Negra nem a Feiticeira Escarlate, as duas personagens que podemos considerar mais importantes dos filmes da empresa, estão nessa lista.

É aí que entra, tcharam, Pantera Negra! Shuri, irmã de T’Challa e princesa de Wakanda, não é apenas a cientista mais inteligente de seu país – ela ainda é um prodígio, já que é apenas uma adolescente. A garota coordena toda a produção de tecnologia de seu país e é capaz de criar coisas incríveis, como o novo uniforme do herói apresentado no filme. Será que veremos um encontro dela com os outros “super gênios” da Marvel nos próximos filmes?

2 – Quando a General Okoye colocou seu dever em primeiro lugar

Reprodução/Marvel

Okoye, general das Dora Milaje, é um exemplo incrível de guerreira. Nos primeiros momentos, nos deparamos com uma personagem séria e obediente ao seu rei. Mas, ao longo de Pantera Negra, podemos perceber que ela tem uma personalidade forte, senso de humor e, antes de tudo, uma grande fidelidade à Wakanda.

Mesmo acreditando em T’Challa, Okoye se recusa a trair seu juramento e se juntar à rebelião contra Killmonger, que se tornara o rei do país. Porém, quando ela descobre que o protagonista estava vivo – e, portanto, o desafio que o destronou não havia terminado -, a general não teve dúvidas ao lutar contra o vilão junto com as Dora Milaje. E, para o bem de Wakanda, Okoye lutou até contra seu grande amor, W’Kaki, sem deixar as emoções interferirem com seu dever. Uma prova de que mulheres também são grandes soldados.

3 – Quando o filme abordou o sequestro de meninas na África

Reprodução/Marvel

Nas primeiras cenas do longa, vemos o Pantera ir atrás de Nakia em sua missão no continente africano. É logo ali que percebemos que o longa tenta mostrar, além do entretenimento, assuntos importante para as audiências – as cenas mostram um grupo de meninas, usando trajes tradicionais, sendo sequestradas por mercenários.

Nakia estava infiltrada entre essas meninas, e mesmo após o término abrupto de sua missão com a chegada de T’Challa, ela consegue proteger as meninas da luta e libertá-las. A cena pode fazer referência ao sequestro de 276 meninas pelo grupo terrorista Boko Haram em 2014. De qualquer forma, foi uma forma importante de mostrar ao público – em especial as gerações mais jovens – que muitas meninas sofrem com situações similares.

4 – Quando Nakia foi cogitada para se tornar a Pantera Negra

Reprodução/Marvel

Em um momento do filme, Nakia (personagem interpretada por Lupita Nyong’o), tem em mãos o néctar das flor que dá a alguém os poderes da Pantera Negra. A espiã está levando a Rainha Ramonda, Shuri e Everett Ross para a tribo das montanhas, onde pretende oferecer o poder a M’Baku (o Homem Gorila, interpretado por Winston Duke). Antes de chegarem lá, porém, a Rainha suplica a Nakia que ela própria tome o néctar e vire a Pantera Negra.

Nas cenas do mundo espiritual, já podemos perceber que, na história, houve Panteras mulheres – mas ver a possibilidade real de uma mulher se tornar uma foi realmente emocionante. É aí que percebemos que Nakia, e outras personagens femininas do filme, realmente foram criadas como de igual valor aos personagens masculinos. É uma pena que não podemos ver a espiã com esses poderes (apesar de fazer sentido, dentro do arco de T’Challa), mas ainda temos esperanças para o futuro!

5 – Quando todas as personagens femininas foram mais que um interesse romântico

Reprodução/Marvel

Ao final, nós temos, em Pantera Negra, algumas das personagens femininas mais profundas e importantes já mostradas nos filmes da Marvel. E, melhor!, temos mulheres e meninas de todos os tipos. No filme, vemos políticas, rainhas, princesas, guerreiras, espiãs, sacerdotisas, vilãs… Mulheres com histórias e objetivos diferentes, e cujas ações não giram exclusivamente em torno do comando de um personagem masculino (ou cujas roupas giram em torno do que vai agradar o público masculino). Mesmo Nakia, que é o interesse amoroso de T’Challa no longa, é muito mais do que isso.

Apesar do show de representatividade que foi Pantera Negra, porém, é sempre importante ressaltar que, além de termos grandes personagens femininas, também queremos grandes protagonistas femininas. Que a Marvel leve o sucesso do seu novo filme como lição de que escrever bons personagens, que podem ser de qualquer raça ou sexo, dá certo. Estamos ansiosas para ver todas essas mulheres incríveis nos próximos filmes da franquia!

 

Related posts