5ª MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS ABRE INSCRIÇÕES


ARACAJU E OUTRAS TRÊS CIDADES RECEBEM A MOSTRA PELA PRIMEIRA VEZ

 

Estão abertas até 2 de agosto as inscrições para a 5ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, evento dedicado a obras que abordam questões referentes aos direitos humanos produzidas recentemente nos países sul-americanos.

 

Uma realização da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, com produção da Cinemateca Brasileira e patrocínio da Petrobras, a Mostra acontecerá no período de 8 de novembro a 15 de dezembro de 2010.

 

O circuito de exibição, que em 2009 aconteceu em 16 capitais brasileiras, chega este ano a 20 cidades: Aracaju, Cuiabá, João Pessoa e São Luis, pela primeira vez, receberão a Mostra que se realizará também em Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Maceió, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Teresina.

 

O evento é apoiado pelo Ministério das Relações Exteriores, TV Brasil, Sesc São Paulo e Sociedade Amigos da Cinemateca.
Podem participar obras realizadas em países da América do Sul finalizadas a partir de 2007 cujo conteúdo contemple aspectos relacionados aos direitos humanos. Não há restrição quanto à duração, gênero ou suporte de captação/finalização. Regulamentos e ficha de inscrição podem ser acessados através do website www.cinedireitoshumanos.org.br. Cópias em DVD – acompanhadas de sinopse, foto, ficha técnica e contato – devem ser encaminhadas até 2 de agosto para o seguinte endereço:
5ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul

Cinemateca Brasileira – Largo Senador Raul Cardoso 207 / 04021-070 / São Paulo / SP

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3512.6102 ou pelo e-mail [email protected].

As obras mais votadas pelo público serão contempladas com o Prêmio Aquisição TV Brasil nas categorias longa, média e curta-metragem. Em 2009, foram contemplados o longa “Entre a Luz e a Sombra”, de Luciana Burlamaqui (Brasil), o média “Nunca Mais!!! Cochabamba, 11 de Janeiro de 2007” de Roberto Alem (Bolívia), e o curta “Além de Café, Petróleo e Diamantes”, de Marcelo Trotta (Brasil).

A programação da 5ª Mostra Cinema e

Direitos Humanos na América do Sul tem curadoria do cineasta e curador Francisco Cesar Filho. Desde 2008, os filmes contemporâneos passaram a ser selecionados não apenas por meio de convite da curadoria, como nas duas primeiras edições do evento, mas também via seleção pública por meio de convocatória.

Em suas quatro primeiras edições, a Mostra Cinema e

Direitos Humanos na América do Sul exibiu títulos realizados na Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, consolidando-se como espaço de reflexão no qual os direitos humanos encontram-se com a expressão cinematográfica. Ao exibir a produção contemporânea sul-americana, o evento promove o encontro de cineastas, militantes e ativistas com o público de diversas regiões do país.

 

 

Mais informações

www.direitoshumanos.gov.br / www.cinedireitoshumanos.org.br

 

 

Fonte: Faxaju

+ sobre o tema

Negros com hipertensão têm mais dificuldade em tratar a doença do que brancos, aponta Unicamp

Resultado alcançado nos EUA condiz com realidade brasileira, diz...

Sobre o racismo no Brasil: precisamos descolonizar a nossa mente, afirma professor

A polêmica em torno do Programa Mais Médicos...

A companheira de luta de Dom Paulo

Socióloga é uma das instituidoras do Fundo Brasil e...

para lembrar

Mulher trabalha 5,4 anos a mais do que homem, diz estudo do Ipea

A mulher trabalha 5,4 anos a mais do que...

Diário Oficial publica 24 projetos para prevenção à violência entre jovens negros

Fonte: Terra Notícias - O subsecretário de Ações Afirmativas da...

Médicos do SUS terão de justificar uso de episiotomia e outros procedimentos

Os médicos da rede púbica de saúde do Estado...

Suicídio de índios no MS do Sul é alvo de debate no Senado

Os senadores Vicentinho Alves (PR-TO) e Paulo Paim (PT-RS)...
spot_imgspot_img

Curso introdutório de roteiro para documentário abre inscrição

Geledés Instituto da Mulher Negra está promovendo formações totalmente online para jovens negres em todo o Brasil. Com um total de 6 formações independentes...

Desenrola para MEI e micro e pequenas empresas começa nesta segunda

Os bancos começam a oferecer, a partir desta segunda-feira (13), uma alternativa para renegociação de dívidas bancárias de Microempreendedores Individuais (MEI) e micro e...

“Geledés é uma entidade comprometida com a transformação social”, diz embaixador do Brasil no Quênia

Em parceria com a Embaixada do Brasil no Quênia, Geledés - Instituto da Mulher Negra promoveu nesta sexta-feira 10, o evento “Emancipação Econômica da...
-+=