A Descida do Monte Morgan: Manifestações livres sobre qualquer assunto

Por Leno F. Silva

Quando a minha querida amiga e inspiradora Ju Colombo me convidou para assistir ao espetáculo em que ela está atuando em São Paulo, aceitei de imediato, sem saber qual era o nome da peça. Para facilitar, o teatro era o Nair Bello que fica a cinco minutos de casa, a pé, no Shopping Frei Caneca.

Cauteloso, fui às 19 horas retirar os ingressos, mas a lista de convidados não estava disponível na bilheteria, e o funcionário garantiu a não necessidade de chegar com tanta antecedência porque os nomes passados pela produção teriam entrada garantida até às 21 horas do sábado.

Ao sair do Frei Caneca avistei outra amiga atriz, Lavínia Pannunzio, descendo a escada rolante em direção ao supermercado Master,
lugar que tem recebido minhas visitas quase diárias. Pensei comigo, tomara que a Ju e Lavínia estejam trabalhando juntas.

Reterei os ingressos e somente neste momento li o nome da peça: “A Descida do Monte Morgan”, de Arthur Miller. Ao receber o folheto
da montagem, a pergunta da capa me chamou a atenção: “É possível ser fiel a si mesmo e aos outros ao mesmo tempo?”. Como dizem os sábios, melhor do que ter uma resposta é saber fazer uma boa pergunta. Neste caso, para mim, fez todo o sentido.

Instigado pela questão existencial, deixei-me envolver pelo conjunto da obra: o texto atual, preciso e com a carga equilibrada de humor, tensão e drama; as certeiras interpretações dos atores; e o cuidado com a cenografia, a trilha sonora e a direção. Durante as quase duas
horas de apresentação desliguei-me da pergunta proposta e apenas saboreei o espetáculo.

No final, saí de lá com uma sensação muito boa. E como escreveu o diretor Luiz Villaça, vivi “uma experiência teatral” bacana e, como ele manifestou, também ficarei torcendo para que a peça tenha cutucado em cada espectador papos bons pós sessão. Por isso, provocado pela deliciosa encenação, recomendo que você também se permita viver logo essa experiência teatral. Por aqui, fico. Até a próxima.

Serviço:

A Descida do Monte Morgan

Texto de Arthur Miller

Elenco: Ary França, Lavínia Pannunzio, Lu Brites, Fábio Nassar, Paula
Ravache e Ju Colombo

Teatro Nair Bello, Shopping Frei Caneca, 3º Piso – Rua Frei Caneca, 569,
Consolação,São Paulo, SP, tel. 11 – 3472.2414.

+ sobre o tema

STF retoma julgamento sobre descriminalização do porte de drogas

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quinta-feira (20)...

STF começa a julgar nesta terça (18) supostos mandantes da morte de Marielle

O Supremo Tribunal Federal (STF) inicia, na tarde desta...

PL antiaborto viola padrões internacionais e ameaça vida, diz perita da ONU

O PL antiaborto viola padrões internacionais de direitos humanos...

Prefeitura de São José dos Campos retira obra sobre mulheres cientistas das escolas

A prefeitura de São José dos Campos (SP) recolheu...

para lembrar

Filme com Depardieu no papel de escritor mulato causa polêmica

A escolha de Gerard Depardieu, um ator branco, para...

Ardis da Imagem – por Cidinha da Silva

Bonita ela não era, mas fotografava bem. Ali morava...

Joaquim Barbosa suspende criação de novos tribunais federais

Um dos principais críticos da ampliação da estrutura...

Desconstrução do preconceito

Não resulta do Bolsa Família o voto nordestino pró-Dilma,...

A direita parlamentar parece ter perdido sua bússola moral

Com o objetivo de adular a extrema direita e constranger o governo, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, facilitou a aprovação de...

Janja defende direito ao aborto legal, diz que projeto é ‘absurdo’ e afirma que Congresso deve garantir acesso ao SUS

A primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, afirmou que do projeto de lei (PL) 1904, que quer colocar um teto de 22 semanas no acesso ao...

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a tramitação em regime de urgência do projeto de lei que equipara aborto acima de 22 semanas...
-+=