Guest Post »

‘Ainda não sei o porquê disso’, afirma filho de idoso espancado por 3 jovens

Polícia Civil suspeita que agressores integram grupo neonazista do Paraná.
Um deles disse a um guarda municipal que ‘negro tinha que morrer mesmo’

O filho do guardador de carros de 71 anos,que foi espancado por três jovens na madrugada deste sábado (6), em Rio Claro (SP), ainda tenta entender o que motivou tamanha brutalidade.  “Eu ainda não sei o porquê disso. Ele está terrível e a gente fica até impressionado de ver”, disse o eletricista José Donizete Santana de Oliveira. Dois jovens foram presos e o terceiro ainda é procurado. Todos são suspeitos de integrar um grupo neonazista e um dos presos teria dito para um guarda municipal que ‘negros têm que morrer mesmo’. 

Benedito Oliveira, que continua internado no Pronto-Socorro de Rio Claro, teve traumatismo craniano e o estado de saúde é considerado estável. “Ainda é um pouco grave e ainda aguarda o resultado da tomografia. A cabeça foi a mais afetada e ele está bem machucado”, explicou Oliveira.

O idoso, que mora em Ipeúna, costuma ir a Rio Claro para complementar a renda guardando carros em eventos e festas no bairro Santa Cruz. “Ele é conhecido ali e nunca mexeu em nada. Esse foi o primeiro incidente”, afirmou o filho.

 

Jovens são suspeitos de espancar idoso em
Rio Claro (Foto: Rodrigo Sargaço / EPTV)

Racismo
Os dois presos, um rapaz de 20 e outro de 21, são do Paraná e estavam em Rio Claro a trabalho. Segundo a polícia, eles têm tatuagens de cunho racista e a polícia paranaense informou que eles são suspeitos de integrar um grupo neonazista. “Ele falou que não gostava de negro e que negro tinha que morrer mesmo”, disse o guarda municipal José Carlos Lopes de Barros.

Em depoimento, eles negaram que sejam do grupo e que apenas são amigos de pessoas ligadas ao movimento. Ambos vão responder por lesão corporal grave e lesão corporal leve, já que um homem de 57 anos também alegou ter sido agredido. O terceiro suspeito do crime ainda não foi localizado.

Os dois presos ainda não têm advogado e devem ser transferidos para a penitenciária de Itirapina.

guardador
O guardador de carros Benedito Oliveira permance
internado em Rio Claro (Foto: Reprodução/EPTV)

O caso
De acordo com a Guarda Civil Municipal, por volta das 2h30, guardas receberam a denúncia de que havia um senhor caído em uma calçada e que tinha sido vítima de agressão.

Moradores disseram que os autores foram dois jovens que fugiram. Eles foram encontrados perto do local e levados para a delegacia de plantão. Durante o caminho, eles disseram frases de intolerância como ‘paulistas são todos burros’,  ‘os pobres tinham que morrer’ e que ‘não gostavam de velhos’.

 

 

Acompanhe as matérias sobre RACISMO NO BRASIL

 

Imagem de skinhead agredindo morador de rua provoca indignação na web

 

Fonte: G1

Related posts