Antropóloga norte-americana Sheila Walker visita Salvador

O Núcleo de Gênero do Coletivo de Entidades Negras (CEN), entidade nacional do movimento negro, em parceria com a Sepromi – Secretaria de Promoção da Igualdade e a SPM-Secretaria de Politicas para Mulheres, recebe em Salvador a antropóloga norte-americana Sheila S. Walker, diretora-executiva da Afrodiáspora, Inc., organização sem fins lucrativos que cria documentos e materiais didáticos sobre a Diáspora Africana Mundial.

Do Revista Quilombo

Walker foi diretora do Programa de Estudos da Diáspora Africana e professora de Antropologia no SpelmanCollege, uma universidade de mulheres afro-americanas em Atlanta (Georgia), e da Universidade de Texas, em Austin. Nesta última, a PhD foi diretora do Centro de Estudos Africanos e Africanos-Americanos.

Na capital baiana, a professora participará de eventos em comemoração ao Dia da Mulher Afro-LatinoAmericana e Caribenha, que marca o mês  com diversas manifestações afro-feministas. O encontro com Sheila Walker acontece no dia 04 de julho de 2017 às 14h, no Museu de Arte da Bahia (MAB), no Corredor da Vitória.

Coordenadora de Gênero do CEN, a pesquisadora Iraildes Andrade explica que, no encontro, Sheila Walker apresentará seu trabalho “Imagens empoderadoras de mulheres negras: da pré-história à diáspora africana de hoje”, com projeção de imagens para mostrar como a mulher pré-histórica mudou a maneira de compreender as origens do ser humano na África e de mulheres negras que influenciaram a história e cultura humana.

Ainda na visita a Salvador,  ela também visitará a Casa de Oxumaré, na Federação, a Feira de São Joaquim, na Calçada, e as sedes do CEN e do Olodum, no Pelourinho.

No final de semana, irá para Ilha de Mar Grande, bairro separado da capital pelas águas da Baía de Todos os Santos. Lá, Sheila Walker visitará o amigo Babalorixá Antônio Carlos, conhecido como Carlinhos do Acarajé, que mora em Miami e estará em obrigação religiosa no terreiro. Ela participará da festa de Ogum do templo.

 

+ sobre o tema

Alexandra Loras: ‘É preciso educar racistas com empatia e paixão’

Alexandra Loras nasceu na periferia de Paris. Filha de...

O debate e o embate sobre as cotas para parlamentares negros – Por: Fátima Oliveira

Em 30 de outubro passado, a Comissão de Constituição...

Casos de feminicídio aumentam 76% no estado de SP no primeiro trimestre

Levantamento é do G1 e da GloboNews, com base...

e se alguém o pano

Obra poética de Eliane Marques tem lançamento na Semana...

para lembrar

Nzinga, a rainha negra que combateu os traficantes portugueses

No século XVII, o lucrativo comércio de escravos praticado...

EUA podem deportar homossexual brasileiro casado com americano

Lei federal não reconhece casamento de Tim Coco e...

Ferramenta anticolonial poderosa: os 30 anos de interseccionalidade

Carla Akotirene, autora de Interseccionalidade, pela Coleção Feminismos Plurais,...

Considerações sobre o estupro coletivo no Rio de Janeiro

Eu li vários textos sobre o estupro coletivo no...
spot_imgspot_img

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...

Em reunião com a ministra das Mulheres, movimentos denunciam casos de estupros e violência em abrigos para atingidos pelas enchentes no RS

Movimentos feministas participaram de uma reunião emergencial com a ministra da Mulher, Cida Gonçalves, no final da tarde desta terça-feira (7), de forma online....

Documentário sobre Ruth de Souza reverencia todas as mulheres pretas

Num dia 8 feito hoje, Ruth de Souza estreava no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O ano era 1945. Num dia 12, feito...
-+=