terça-feira, setembro 21, 2021
InícioQuestões de GêneroAos 50, Naomi Campbell é velha demais para ser mãe, mas não...

Aos 50, Naomi Campbell é velha demais para ser mãe, mas não para ser pai

Naomi Campbell, 50 anos, se tornou mãe nesta semana. Ela anunciou a novidade no seu Instagram e surpreendeu todo mundo que a acompanha. Um dos motivos da surpresa é a sua idade. Afinal, a maioria das mulheres de 50 anos se prepara para entrar na menopausa, mas as coisas mudaram. Hoje em dia a ciência permite que mulheres congelem seus óvulos, façam fertilização in vitro (com óvulos próprios ou doados) e até mesmo recorram a uma barriga solidária.

Naomi, que não revelou detalhes sobre o nascimento da filha, já havia manifestado desejo de ser mãe e dito que contava com a tecnologia. Então, a modelo ser mãe aos 50 anos não deveria ser motivo de tanta surpresa. Afinal, homens serem pais depois dos 50 é algo considerado completamente normal.

O que a ciência possibilita é o fim dessa “injustiça biológica”. Naturalmente, a fertilidade masculina não tem uma “data marcada” para acabar, assim como acontece com as mulheres. No caso feminino, a chance de engravidar naturalmente cai drasticamente depois dos 40. Imagina aos 50? Segundo especialistas, a chance de uma mulher engravidar naturalmente depois dos 45 anos é de menos de 1%.

Essa “data limite” faz com que a corrida para ter filhos vire um desespero e também com que muitas mulheres não tenham filhos porque “não deu tempo”. Naomi tem a ciência e o dinheiro a seu favor. Depois de mais de 30 anos de uma carreira gloriosa e de curtir a vida adoidado, ela decidiu ser mãe. E daí? Homens fazem isso há anos. E isso é simplesmente aceito e considerado normal.

Alguns exemplos: George Clooney foi pai pela primeira vez aos 56. Seus filhos gêmeos têm 3 anos e a idade do pai não foi o principal assunto quando os bebês nasceram. Mick Jagger teve seu oitavo filho aos 73. E daí?

É normal que pessoas independentes e que se dedicam muito à carreira adiem a maternidade ou a paternidade. Na década passada, passou a ser comum que mulheres tivessem filhos aos 40 anos ou mais. Agora, algumas decidirem ter aos 50 anos não faz tanta diferença assim.

O principal problema de ter filho tarde e que faz muita gente desistir da ideia, é o medo de não estar muito tempo presente na vida do filho. Sim, todos vamos morrer, lembra? A gente não é eterno e a tendência é que quem tem filhos aos 50 conviva menos com o filho do que quem tem filho aos 30? Outro temor é que o pique diminua com a idade. Não é todo mundo que está disposto a correr atrás de criança (que não sejam os netos) aos 60 anos.

Mas, isso é uma decisão pessoal. E, repito, os homens não sofrem as mesmas cobranças. E, quanto ao medo de morrer e não acompanhar o crescimento dos filhos? A longevidade das mulheres é maior que a dos homens.

Será que o fato de mulheres se tornarem mães aos 50 choca tanto porque ainda se espera que as mulheres cumpram todas as obrigações da maternidade? É possível. As exigências e cobranças sempre são maiores no caso das mães, e isso não muda com a idade. As mães sempre são cobradas e culpabilizadas, tenham elas 20, 30, 40 ou 50 anos.

RELATED ARTICLES