Após agressão a mulheres, Dado Dolabella se declara “feminista”

Dolabella é uma figura bastante comentada quando o assunto é violência contra a mulher. Ele já foi acusado de agressão mais de uma vez pelas ex-namoradas Luana Piovani, Eliza Joenck e Viviane Sarahyba. Nesta semana, o ator provocou polêmica ao se declarar ‘feminista’ e  atribuir o comportamento agressivo à alimentação, que resolveu mudar recentemente ao se tornar vegetariano

no Revista Fórum

O ator Dado Dolabella é uma figura bastante comentada quando o assunto é violência contra a mulher. Ele já foi acusado de agressão mais de uma vez pelas ex-namoradas Luana Piovani, Eliza Joenck e Viviane Sarahyba. O caso de maior repercussão ocorreu em 2008, quando ele bateu em Piovani, à época sua noiva, em uma boate no Rio de Janeiro. Na ocasião, a camareira da atriz também foi atingida.

Questionado sobre isso nas redes sociais, o ator se declarou feminista, o que causou revolta entre muitas pessoas. Ele atribuiu o comportamento agressivo à alimentação, que resolveu mudar recentemente ao se tornar vegetariano. “O homem não pode ter paz se a violência faz parte da sua dieta”, argumentou.

Ele ainda tentou relativizar as agressões. “Tem mulher que quando quer agredir… Vai na alma. O que causa um estrago, às vezes, infinitamente maior que o físico”, escreveu. “Vai comentar sobre essa agressão à alma com a moça que teve mãos e pés decepados pelo ‘companheiro’”, rebateu uma internauta.

Entre as postagens de Dolabella, ele defende o parto humanizado e diz que as cesarianas são “um crime com a humanidade, principalmente com a mulher”.

Confira algumas declarações do ator:

dado-feminista-7Screen Shot 2015-09-01 at 10.24.26 AMdado-feminista5leia também: O machismo também mora nos detalhes

 

+ sobre o tema

Mostra que homenageia mulheres negras é prorrogada até junho

Exposição traz imagens do fotógrafo Kraw Penas de 10...

Por que algumas domésticas estão recusando patrões brasileiros nos EUA

Domésticas brasileiras que moram nos Estados Unidos têm evitado...

Arany Santana é anunciada como nova secretária da Cultura da Bahia

Ela substitui o professor Jorge Portugal, que pediu demissão...

para lembrar

Ministra de Direitos Humanos vai lançar o selo Brasil sem Homofobia

O Governo Federal, por meio da Secretaria de Direitos...

Discriminação contra LGBTs passa a ser crime em Tóquio, no Japão

Uma das principais potências econômicas do mundo, mas com...

8 de março 2010 – 100 anos de luta feminista

ARTICULAÇÃO DE MULHERES BRASILEIRAS Neste 8 de março, há cem...

Mãe Stella lança canal no YouTube

Mãe Stella de Oxóssi, 92 anos, imortal da Academia...
spot_imgspot_img

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...

Referência do feminismo negro, Patricia Hill Collins vem ao Brasil para conferência, curso e lançamento de livro

Referência do feminismo negro, a socióloga estadunidense Patricia Hill Collins participa, nesta quarta-feira (19), de um evento em Salvador, na Universidade do Estado da Bahia (Uneb)....
-+=