Ato virtual pelo impeachment reúne partidos e artistas

A Live pela democracia acontece na quinta-feira (18) e vai reunir líderes de seis partidos, movimentos sociais e artistas. Será às 18h30, pelas redes sociais do PSB, PDT, Rede, PV e Cidadania, partidos à frente do movimento Janelas pela Democracia – Impeachment.

Participam também os movimentos #EstamosJuntos e #Somos70%, a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a Frente Povo Sem Medo.

Presenças

Estarão presentes Ciro Gomes, Marina Silva, o líder da bancada do PSB na Câmara, deputado federal Alessandro Molon (PSB), o ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB), o ex-senador Cristovam Buarque (Cidadania), a cantora Tereza Cristina, o cantor Xangai , o ator Stepan Nercessian, o cineasta Zelito Viana, os senadores Randolfe Rodrigues (Rede) e Eliziane Gama (Cidadania), os jornalistas Juca Kfouri e Fernando Gabeira, os ex-ministros Sérgio Rezende e Manoel Dias, o sociólogo César Callegari, além de ativistas sociais e políticos.

Estão confirmados ainda o presidente da UNE, Iago Montalvão, o engenheiro Eduardo Moreira, do #Somos70%, e Edson “Índio”, da Frente Povo Sem Medo. Os presidentes nacionais dos cinco partidos estarão também no ato.

Frente ampla

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, defende a formação de uma “amplíssima frente” em defesa da democracia.

O presidente da República prega diariamente ideias antidemocráticas, apoia atos que pedem a intervenção militar no país, ataca o Supremo Tribunal Federal, o Congresso Nacional, a imprensa e cria um clima de instabilidade no Brasil”, afirma.

O Janelas pela Democracia – Impeachment quer consolidar o apoio aos mais de 35 requerimentos de impeachment do presidente Jair Bolsonaro que tramitam no Congresso Nacional.

+ sobre o tema

Mulheres em cargos de liderança ganham 78% do salário dos homens na mesma função

As mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança...

‘O 25 de abril começou em África’

No cinquentenário da Revolução dos Cravos, é importante destacar as...

Fome extrema aumenta, e mundo fracassa em erradicar crise até 2030

Com 281,6 milhões de pessoas sobrevivendo em uma situação...

para lembrar

A guerra como continuação da política

Infelizmente, há de se reconhecer que algo como o...

Novo governo ou governo novo?

Desde que se agravou a crise política no Brasil...

Tecnologia na área da saúde ajudou a combater a covid, mas vem mais por aí

Após quase dois anos de pandemia, a área da...

A ministra Eliana Calmon, a corregedora do CNJ: “Eu sou uma rebelde que fala”

A corte dos padrinhos A nova corregedora do...

Presidente de Portugal diz que país tem que ‘pagar custos’ de escravidão e crimes coloniais

O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, disse na terça-feira que Portugal foi responsável por crimes cometidos durante a escravidão transatlântica e a era...

O futuro de Brasília: ministra Vera Lúcia luta por uma capital mais inclusiva

Segunda mulher negra a ser empossada como ministra na história do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a advogada Vera Lúcia Santana Araújo, 64 anos, é...

Desigualdade ambiental em São Paulo: direito ao verde não é para todos

O novo Mapa da Desigualdade de São Paulo faz um levantamento da cobertura vegetal na maior metrópole do Brasil e revela os contrastes entre...
-+=