Arroz, feijão e livros; cestas básicas estão incluindo literatura na Bahia

“Um livro como um abraço” é o mote de uma campanha realizada em Salvador. Além da tradicional cesta básica com alimentos e produtos de higiene, pessoas em situação de vulnerabilidade na capital baiana também estão recebendo literatura durante a pandemia do coronavírus.

“A gente resolveu propor a inclusão de literatura nas cestas básicas e disponibilizar também nas ruas esses livros, para que sejam uma alternativa de entretenimento. As pessoas estão nessa situação de empobrecimento que leva à fome de comida, mas que está também relacionada à ausência de outros ‘alimentos’. Os alimentos para o espírito, como livros, a educação, uma boa estrutura de redes e relações que lhe permitam ter condições dignas de vida”, afirma Trícia Calmon, coordenadora geral do Corra pro Abraço, um programa de redução de danos da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia, que desenvolveu o projeto de literatura.

Trícia diz que as pessoas que recebem os livros nas cestas básicas ou nas ruas têm tido reações de surpresa.

“Em um momento como esse, as pessoas esperam receber a comida apenas, e, de repente, recebem também um livro. Tem causado uma reflexão exatamente da maneira que a gente esperava. Porque o que queremos provocar também é um engajamento das pessoas na reivindicação desse direito a uma boa escola, a uma boa educação e a uma relação de seguridade que permita uma sobrevivência digna”, reforça.

Corra pro Abraço

Trícia Calmon explica que o Corra pro Abraço tem como principal objetivo aproximar os serviços públicos básicos das pessoas que sofrem por fatores de estigmatização, criminalização e pobreza extrema.

“O nosso público principal são pessoas que estão em territórios empobrecidos, em situação de rua, jovens de bairros de periferia, pessoas que passam por audiência de custódia, a partir de uma parceria nossa com Tribunal de Justiça”, detalha.

O programa é executado em parceria com a Comvida e a Cipó, duas organizações da sociedade civil da Bahia. Desde o final de março, mais de seis mil pessoas em situação de rua foram atendidas, com distribuição de kits-lanche e de higiene pessoal. Além disso, centenas de cestas básicas foram distribuídas para famílias de bairros da periferia de Salvador.

“A situação de fome e de sede nas ruas, principalmente nas primeiras semanas em que foram decretadas as medidas de isolamento social, era muito severa, de modo que reunimos todos os recursos do programa e de equipe para poder fazer o trabalho de campo”, conta Trícia.

Parcerias para doação de livros

Para incluir os livros nas doações, o programa Corra pro Abraço foi atrás da ajuda de parceiros. Entre as instituições que colaboraram estão a ong paulista É de lei, a Iniciativa Negra Por uma Nova Política Sobre Drogas (INNPD), além das Fundações Pedro Calmon e Rosa Luxemburgo, Fundação Cultural do Estado e Secretaria de Educação do Estado da Bahia.

Como colaborar?

Para doações de livros, alimentos e ítens de higiene basta entrar em contato com o programa Corra pro Abraço pelo email [email protected] ou pelo WhatsApp (71)98801-6308
Fonte: BdF Bahia

Edição: Elen Carvalho e Raquel Júnia

+ sobre o tema

‘Ofensivo’, ‘racista’ e ‘paranoico’: a visão de líderes indígenas sobre discurso de Bolsonaro na ONU

"Lamentável", "ofensivo", "racista" e "paranoico" foram alguns dos adjetivos...

Pobre Palmares!

  por Arísia Barros União,a terra de Zumbi, faz parcas e...

Em entrevista, Muniz Sodré fala de racismo e manipulação da mídia

Muniz Sodré é negro, baiano, fala russo, alemão, iorubá...

Lei 13.019: um novo capítulo na história da democracia brasileira

Nota pública da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais...

para lembrar

MEC suspende vestibular de 10 cursos de pedagogia em cinco estados e no DF

Eles tiveram notas baixas em avaliações do Ministério da...

Manifestantes fazem atos contra Bolsonaro e a favor da vacina: veja fotos dos protestos pelo Brasil

Atos começaram logo pela manhã deste sábado (29) em...

Câmara aprova projeto que exige curso superior para professor infantil

Regra vai agora para o Senado; hoje, só ensino...
spot_imgspot_img

Conceição Evaristo é eleita a nova imortal da Academia Mineira de Letras

A escritora Conceição Evaristo, 77, foi eleita nesta quinta (15) membro da Academia Mineira de Letras, na cadeira número 40, já ocupada por Afonso Pena Júnior e...

Conheça o livro ‘Um Defeito de Cor’, mais vendido online depois de enredo da Portela

Tema do enredo deste ano da Portela, o livro "Um Defeito de Cor", lançado em 2006 pela escritora mineira Ana Maria Gonçalves, alcançou, nas últimas...

Como a educação antirracista contribui para o entendimento do que é Racismo Ambiental

Nas duas cidades mais populosas do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro mês do ano ficou marcado pelas tragédias causadas pelas...
-+=