Ator Jonathan Azevedo é alvo de racismo: “Tenho até medo se ver em lugar público”

Ator Jonathan Azevedo é alvo de racismo. Postagem discriminatória viralizou depois da notícia de que o ator Jonathan Azevedo, chamado para uma ponta como o “Sabiá” na novela “A Força do Querer”, será contratado pela emissora para atuar até o final da trama.

Outros atores da novela saíram em sua defesa. Caso vem à tona na mesma semana em que a Miss Brasil 2017, uma mulher negra, também foi alvo de racismo nas redes

Do Revista Fórum

Ator Jonathan Azevedo é alvo de racismo

Reprodução Facebook

Ator Jonathan Azevedo é alvo de racismo

O racismo que muitos brasileiros exalam pelas redes fez mais uma vítima. Depois da Miss Brasil, foi a vez do ator Jonathan Azevedo ser alvo de discriminação por parte de uma internauta.

Nesta semana, a página “Parceiros do Vidigal”, que reúne internautas da comunidade carioca frequentada pelo ator, fez a denúncia de comentários racistas em torno da notícia de que Jonathan, que estava fazendo uma ponta como o “Sabiá”, na novela “A Força do Querer”, da Globo, será contratado pela emissora para atuar até o final da trama.

“Me desculpem mas papel de traficante cai muito bem para ele (…) Tenho até medo se eu ver (sic) em algum lugar público. Não faço questão de tirar selfie”, escreveu uma internauta preconceituosa em uma postagem que viralizou.

Com a repercussão, outros atores da mesma novela saíram em defesa de Jonathan. A atriz Hylka Maria, por exemplo, escreveu um texto.

Venho por meio deste post lhe dar a triste certeza de que realmente você jamais encontrará com o Jonathan para uma selfie. Não porque ele se recusaria. Mas pelo fato de você vibrar numa frequência energética tão baixa, que segundo a lei da física quântica, jamais seria possivel você esbarrar com um ser de luz como o meu amigo e parceiro Jonathan. E sabe Glaucia, isso não tem a ver com cor de pele, sexo, porque ele é ator, ou está no ar numa novela das 21h na Rede Globo, não… É porque grandiosidade de caráter, de essência e de alma a gente mede pelo que está dentro e não pela casca. Te desejo luz e despertar de consciência, Glaucia. Aliás, uma luz bem parecida com a qual o Jonathan ilumina o set, a vida dos amigos dele e a casa de todo mundo que o assiste durante a novela”, postou.

+ sobre o tema

A cara do preconceito

O velho ditado popular diz que "Rir é...

COP27 terminou sem muitos motivos para comemoração

A 27° Conferência das Partes, a COP27, que prometeu...

Roda da Fortuna

Não tenho medo de pedir desculpas Tenho medo é de...

para lembrar

‘Dicionário das Relações Étnico-Raciais Contemporâneas’ convida ao aprendizado

A dimensão étnico-racial vem ocupando lugar essencial para a...

Cotas raciais: um caminho para a deliberação pública democrática

Andreza Rodrigues Bezerra, Camila Gonçalves de Melo e Silva...
spot_imgspot_img

‘A escola precisa naturalizar a cultura negra’, diz autor de ‘O Avesso da Pele’ que estará no Festival LED

Autor de “O Avesso da pele” e um dos convidados do Festival LED, nos dias 21 e 22 deste mês, Jeferson Tenório lembra com...

Educação escolar de negros com deficiência é marcada por capacitismo e racismo

Apesar da acessibilidade ser um direito garantido por lei para as pessoas com deficiência, a falta de ambientes acessíveis foi um dos principais problemas...

Em ‘Sitiado em Lagos’, Abdias Nascimento faz a defesa do quilombismo

Acabo de ler "Sitiado em Lagos", obra do ativista negro brasileiro Abdias Nascimento, morto em 2011, no Rio de Janeiro. A obra, publicada agora pela...
-+=