Brasil está entre os 25 países com maior taxa de assassinato de mulheres

El Salvador é o país com mais feminicídios; Cerca de 66 mil mulheres são mortas por ano no mundo, a maioria com arma de fogo

Quatorze países da América Latina e do Caribe estão entre os 25 Estados com maior taxa de assassinatos de mulheres, segundo um relatório da organização Small Arms Survey. O Brasil está entre eles.

El Salvador é o país com mais homicídios de mulheres. Entre as regiões com um índice de feminicídios de mais de seis por cada 100 mil mulheres – considerado muito alto – estão El Salvador, Jamaica, Guatemala, África do Sul, Rússia, Guiana, Honduras, Azerbaijão, Antilhas, Colômbia, Bolívia e Bahamas.

Brasil, Lituânia, Belarus, Venezuela, Letônia, Belize, Cazaquistão, Moldávia, Quirguistão, Ucrânia, Equador, República Dominicana e Estônia estão no grupo dos países com uma alta taxa de homicídios de mulheres, entre três e seis para cada 100 mil mulheres.

Segundo o estudo da Small Arms Survey, em torno de 66 mil mulheres são assassinadas a cada ano, 17% das quais são vítimas de homicídios intencionais. O relatório “Feminicídio: Um Problema Global” analisou os dados de assassinatos de mulheres em nível mundial de 2004 a 2009 e concluiu que a porcentagem de feminicídios é “significativamente maior nos territórios com altos níveis de homicídios”.

Em geral, as taxas de feminicídios são mais elevadas em países caracterizados por altos índices de violência, e nestes casos as mulheres “são atacadas na esfera pública e os assassinatos são perpetrados em um clima de indiferença e impunidade”.

Apesar de em geral existir uma relação entre o número total de homicídios e a porcentagem de mulheres assassinadas, no caso do Leste Europeu e da Rússia esta tendência não se cumpre, já que estas regiões apresentam taxas de feminicídio “desproporcionalmente altas” em relação aos homicídios em geral.

Um terço dos crimes contra as mulheres são cometidos com armas de fogo. Em países como Brasil, Colômbia, El Salvador, Guatemala e Honduras, 60% dos assassinos de mulheres utilizam armas de fogo, uma taxa que chega a 80% no caso de Ciudad Juárez (México).

Fonte: IG

+ sobre o tema

Taís Araujo vai interpretar Marielle Franco no especial “Falas Negras” da Globo

A Globo está desenvolvendo um especial para o Dia...

Surdo de convença’ por Mãe Stella

Surdo por conveniência Em uma determinada repartição pública de Salvador...

Assédio no volante: mulheres relatam casos de abuso sexual em autoescolas

Por  Helô D’Angelo e Heloisa Aun, na Revista Fórun    Flávia* odiava...

Americanos elegem primeiros deputados muçulmanos e indígenas

Primeiro governador abertamente gay foi outro marco; social-democrata Alexandria...

para lembrar

Elas são a prova: a Campus Party é lugar de mulher, sim!

Muita gente ainda acha que Campus Party é um...

As mães das propagandas de margarina são felizes?

Só há dois requisitos básicos para dominar toda a...
spot_imgspot_img

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Novas pesquisas mostram que meninas nos EUA estão tendo sua primeira menstruação mais cedo. A exposição ao ar tóxico é parcialmente responsável. Há várias décadas, cientistas ao redor do...

Leci Brandão recebe justa homenagem

A deputada estadual pelo PC do B, cantora e compositora Leci Brandão recebe nesta quarta (5) o Colar de Honra ao Mérito Legislativo do...
-+=