Campeã Olímpica Fabiana Claudino faz seu desfile de vitória hoje

A jovem atleta luziense Fabiana Claudino, da Seleção Brasileira de Volei e Campeã Olímpica dos jogos de Londres desembarca hoje quinta-feira, dia 16/08, ás 09h30, no Aeroporto Internacional de Confins e hoje também esta previsto um desfile em carro aberto da jovem pela cidade com previsão de inicio as 14h, partindo do portal da cidade, na Av. Brasília, com destino a Matriz de Santa Luzia.

Estamos todas e todos mineiros orgulhosas/os de ter uma representante nos jogos de Londres.
A estréia de Fabiana no time principal do Brasil aconteceu em 2002 (aos 18 anos), Na época, Fabiana também jogava pela Seleção Juvenil na qual Fabiana foi campeã mundial na Tailândia.

Em 2003 Fabiana disputou os Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo. Na ocasião o Brasil competiu com uma equipe juvenil.

Mais tarde disputou o Grand Prix no qual conquistou o primeiro lugar e as Olimpíadas de Atenas em 2004 ficando em quarto lugar. Em ambos campeonatos a meio-de-rede foi na condição de reserva em sua posição.

Após os Jogos Olímpicos de Atenas, Fabiana ganhou espaço e se tornou titular na Seleção Brasileira. Após ter ficado de fora do Grand Prix em 2005, a meio-de-rede conseguiu voltar ainda no mesmo ano para conquistar a Copa dos Campeões.

Em 2006 Fabiana conquistou o bicampeonato do Grand Prix e foi um dos destaques na conquista do vice no Campeonato Mundial.

O ano de 2007 foi um ano de decepcões para Fabiana e para a Seleção Brasileira que sofreu a derrota dos Jogos Pan-Americanos para Cuba na final, o amargo quinto lugar no Grand Prix e o vice-campeonato na Copa do Mundo. O único título conquistado foi o Campeonato Sul-Americano no Chile.

Em 2008 Fabiana faturou o tricampeonato do Grand Prix e sagrou-se campeã olímpica nos Jogos de Pequim. Além desses dois titúlos, conquistou a medalha de ouro na primeira edição do Final Four em Fortaleza sendo eleita a melhor bloqueadora do torneio.

Títulos – Seleção Brasileira

Campeã do Pan Americano de Guadalajara (2010).
Tetracampeã do Grand Prix (2004, 2006 , 2008 e 2009)
Campeã do Montreux Volley Masters 2009 – MVP
Campeã dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008
Campeã do Torneio de Voleibol Final Four 2008 – Melhor Bloqueadora
Campeã do Sul-Americano 2007
Melhor atacante do Campeonato Mundial 2006
Campeã do Montreux Volley Masters 2006
Campeã da Copa dos Campeões 2005
Campeã do Mundial Juvenil 2002

 

Fonte: Mulher Negra

+ sobre o tema

Toni Morrison

- Nascida em: 18 de fevereiro de 1931 (78 anos),...

Jay-Z recria Friends com negros e dá tapa na cara de séries embranquecidas

Há uma semana, o rapper Jay-Z lançou o provocativo...

Brasília: Espetáculo sobre o primeiro travesti do Brasil ‘Madame Satã’ chega a cidade

A partir da biografia de um dos personagens brasileiros...

Aparecida Petrowky e Rihanna. Separadas no nascimento?

Aparecida Petrowky e Rihanna. Separadas no nascimento? Aparecida Petrowky, 27...

para lembrar

“Papáveis” africanos disputam para suceder Bento XVI

Bento XVI apresentará sua renúncia oficial ao Pontificado...

Reportagem HQ: A Liturgia da Intolerância

Com uma fusão entre jornalismo e quadrinhos, a reportagem...

Mito da criação do mundo na tradição iorubá é tema de espetáculo de dança no Rio

Segunda temporada do 'Cosmogonia Africana' está em cartaz até...
spot_imgspot_img

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...
-+=