terça-feira, agosto 16, 2022
InícioQuestões de GêneroCarta da Diretoria de Mulheres da UNE à ministra Eleonora Menicucci

Carta da Diretoria de Mulheres da UNE à ministra Eleonora Menicucci

Através do fortalecimento da Secretaria de Políticas para as Mulheres e o permanente diálogo entre o ministério e o conjunto do movimento social, foi possível avançar em ações que aprofundaram mudanças necessárias para a vida das mulheres. A construção de políticas voltadas a promover a autonomia econômica e social, o combate à violência e o empoderamento das mulheres são centrais para que possamos ter um país sem pobreza e com equidade de gênero.

Enviado por Jurema Werneck

Saudamos a agora ex-ministra Iriny Lopes por todo seu empenho e comprometimento com a luta das mulheres durante a gestão na pasta. Dentre eles é importante destacar a realização vitoriosa da 3ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, a atualização e fortalecimento do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres e o enfrentamento à mídia sexista que violenta e expõe as mulheres como mercadoria. Desejamos sucesso e vitórias em suas novas tarefas.

A UNE saúda com muito apreço a Ministra Eleonora Menicucci, esta que foi militante do movimento estudantil – onde ocupou a vice-presidência da UEE MG e diretoria da UNE. É muito salutar termos uma ministra que carrega em sua história um legado de lutas e compromissos com a democracia no país e os direitos das mulheres. Acreditamos que à frente da SPM seja possível construir políticas que as mulheres brasileiras precisam e enfrentar setores conservadores, machistas e patriarcal, que impõe controle sobre o corpo e a vida das mulheres. Salientamos a necessidade de políticas e ações efetivas voltadas para o enfrentamento à mortalidade materna, que tem em suas estatísticas números alarmantes de mulheres jovens, negras, das periferias e do campo que morrem todos os dias em nosso país.

A UNE reafirma sua identidade feminista e se coloca à disposição para contribuir no avanço de debates centrais, como a legalização do aborto e garantias dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres, e faz pressão para que o quanto antes tenhamos à disposição as creches e bens públicos que desonerem as mulheres do trabalho reprodutivo e gratuito.

Saudamos toda equipe da SPM na figura da ministra Eleonora e desejamos muito sucesso e vitórias nas batalhas que temos pela frente.

Brasília, 10 de fevereiro de 2012.

Diretoria de Mulheres da União Nacional dos e das Estudantes

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench