CEOs devem influenciar e agir contra o racismo

CEOs devem influenciar e agir contra o racismo

Por Stela Campos

Ao abrir o seu LinkedIn, o presidente da Bayer, Theo van der Loo, mostra orgulhoso a grande quantidade de perfis de profissionais afrodescendentes adicionados. “Eu mantenho meu banco de talentos atualizado porque se alguém disser que não conhece um negro qualificado para contratar eu mostro um PhD, ex-favelado, que estuda na Califórnia. Não tem desculpa”, diz.

Continue lendo artigo completo aqui: Valor

+ sobre o tema

PM é preso suspeito de atear fogo em jovem na Zona Sul de SP

Um policial militar de 33 anos foi preso na...

Rihanna teria desistido de se apresentar no Victoria’s Secret após modelo negra ser substituída

Segundo rumores, cantora não ficou satisfeita com substituição de...

Cara pessoa branca, você consegue não estar sempre no centro?

Participei de uma roda de conversa sobre mulheres negras...

para lembrar

‘Não podemos nos alinhar aos Datenas, Jabores e Pondés’

Um militante do MPL alerta para a tentativa da...

Mais um caso de racismo em rede social

No ultimo domingo as cantoras Pepe e Nenem...

OAB pede afastamento de policiais acusados de espancar e matar Luana Reis

Solicitação foi feita à Corregedoria da PM-SP. “Fizemos isso...

Un hombre es condenado a prisión por racismo contra indígenas brasileños

Un hombre ha sido condenado a prisión en Brasil...
spot_imgspot_img

Caça aos livros

Está aberta a temporada de caça aos livros no Brasil! Mas atenção. A perseguição restringe-se à indicação pedagógica de certas obras capazes de promover o debate e a...

Debate racial ficou sensível, mas menos sofisticado, diz autor de ‘Ficção Americana’

De repente, pessoas brancas começam a ser degoladas brutalmente com arame farpado. O principal suspeito é um homem negro que sempre está na cena...

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...
-+=