quinta-feira, junho 4, 2020

    Tag: empresas

    blank

    Número de mulheres presas no Brasil cresce 700% em 16 anos

    Quantidade coloca o país na quinta posição no ranking mundial de mulheres presas. 60% está atrás das grades por tráfico de drogas Do  Gazeta do Povo Se em 2000 havia 5,6 mil mulheres presas no Brasil, em 2014 o número saltou para 37,4 mil e, em 2016, 44,7 mil. Houve, portanto, um crescimento de 698% em 16 anos. Os dados correspondem ao último mês de dezembro e foram enviados pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão do Ministério da Justiça, ao Supremo Tribunal Federal (STF). Informações sobre a população carcerária feminina foram solicitadas pelo ministro Ricardo Lewandowski ao analisar o Habeas Corpus (HC) 143.641, que pede pela concessão de prisão domiciliar a todas as mulheres grávidas ou que são mães de crianças com menos de 12 anos de idade e que se encontram presas preventivamente. O número coloca o país na quinta posição no ranking mundial de mulheres presas, atrás somente dos Estados ...

    Leia mais
    Foto: Marta Azevedo

    Foi-se o tempo

    A sociedade brasileira há de cobrar do setor privado a faxina que exige de instituições e figuras públicas Foto: Marta Azevedo Por Flavia Oliveira Do O Globo O adiantado estado de decomposição do sistema político brasileiro, escancarado em cadeia nacional nos últimos anos, se condena agentes públicos, não livra entes privados. Gigantes empresariais incluídos na lista dos 500 maiores do país estão envolvidos na Operação Lava Jato, escândalo de escala planetária que apequenou o Brasil — aqui e lá fora. As investigações do esquema de corrupção alcançaram a Petrobras, orgulho nacional; as maiores empreiteiras, Odebrecht à frente; a JBS, potência do agronegócio; estão nas bordas do setor financeiro. No Rio de Janeiro, envolveram construtoras, concessionárias, joalherias e, nos últimos dias, adentraram o setor de transportes, com a prisão de Jacob Barata Filho, empresário de ônibus, e Lélis Teixeira, número um da Fetranspor. A descoberta das fraudes feriu ...

    Leia mais
    blank

    CEOs devem influenciar e agir contra o racismo

    CEOs devem influenciar e agir contra o racismo Por Stela Campos Ao abrir o seu LinkedIn, o presidente da Bayer, Theo van der Loo, mostra orgulhoso a grande quantidade de perfis de profissionais afrodescendentes adicionados. "Eu mantenho meu banco de talentos atualizado porque se alguém disser que não conhece um negro qualificado para contratar eu mostro um PhD, ex-favelado, que estuda na Califórnia. Não tem desculpa", diz. Continue lendo artigo completo aqui: Valor

    Leia mais
    blank

    Permanência e mudanças: mulheres negras no trabalho

    Reivindicações de escravos do século XVIII guardam semelhanças com as dos trabalhadores atuais. O que está sendo feito para mudar isso? Por Cida Bento Do Carta Capital No livro Os Quilombos e a Rebelião negra, Clóvis Moura recuperou um trecho de um tratado proposto a Manoel da Silva Ferreira, senhor do Engenho Santana, em Ilhéus (BA), pelos seus escravos durante um levante realizado em 1789. Dizia o texto: "Em cada semana nos há de dar os dias de sesta feira e de sabado para trabalharmos para nos não tirando hum destes dias por cauza de dia Santo  ...Na planta de mandioca, os homens queremos que só tenhão tarefa de duas mãos e meia e as mulheres de duas mãos.  ...Ao actuais feitores não os queremos, faça eleição de outros com a nossa aprovação... Os marinheiros que andão na Lanxa alem de camisa de bacta que se lhes dá, hão deter Gibão (casaco ...

    Leia mais
    blank

    A questão racial nas empresas

    Executivos negros: Racismo e diversidade no mundo empresarial | Pedro Jaime | Edusp | 424 páginas | R$ 40,00   Por Ivo de Santana, do  Revista Pesquisa   O livro Executivos negros: Racismo e diversidade no mundo empresarial é uma adaptação da tese de doutorado de Pedro Jaime defendida em 2011 na Universidade de São Paulo e na Université Lumière Lyon 2, na França, simultaneamente. Como diz o título, trata da questão racial nas empresas, bem como da complexa prática da diversidade no universo corporativo, temática ainda pouco explorada na literatura acadêmica. Ao longo do tempo, estatísticas oficiais e publicações que trazem como referência a questão da mobilidade têm dado conta de quão reduzida é a presença dos negros no grupo de dirigentes e gerentes das organizações brasileiras. Trata-se de uma disfunção que ocorre, inclusive, no serviço público, o qual, em face dos critérios de ingresso presumidamente democráticos, exerce forte ...

    Leia mais
    Foto: Thinkstock

    “Não contrato negros”. Em rede social, Presidente da Bayer Brasil denuncia caso de racismo durante processo de seleção

    Racismo no mercado de trabalho não é novidade para ninguém. Agora um homem branco poderoso denunciando e levando seus seguidores a refletirem sobre como muitos profissionais negros, altamente competentes e gabaritados, são descartados durante processo seletivo só por pela cor da pele, aí já é algo raro, porém necessário. E foi isso que presidente da Bayer aqui no Brasil, Theo Van Der Loo fez em seu perfil no Linkedin, neste último domingo, 26 de março. Foto: Thinkstock   Por Silvia Nascimento Do Mundo Negro “NÃO ENTREVISTO NEGROS” Ontem, dia 24 de Março, ouvi uma história inaceitável e revoltante. Um conhecido meu, afro-descendente, com uma excelente formação e currículo, foi fazer uma entrevista. Quando o entrevistador viu sua origem étnica disse à pessoa de RH que ele não sabia deste detalhe e que não entrevistava negros! Eu disse ao meu amigo para fazer uma denúncia. Aí outra surpresa! ...

    Leia mais
    blank

    ‘Voto de cada brasileiro passa a ter o mesmo peso’

    Segundo João Ricardo Costa, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), decisão do Supremo Tribunal Federal de vetar o financiamento privado de campanhas “é a melhor notícia que o Judiciário poderia dar à sociedade brasileira para combater à corrupção no País”; para a entidade, que representa 15 mil juízes em todo o País, a medida resgata o valor das urnas: “O voto de cada brasileiro passa a ter o mesmo peso” Do Brasil 247 A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a maior entidade da categoria, saudou a decisão do Supremo Tribunal Federal de vetar o financiamento privado de campanhas. “É a melhor notícia que o Judiciário poderia dar à sociedade brasileira para combater à corrupção no País”, afirma o presidente da associação, João Ricardo Costa, em nota divulgada nesta quinta-feira. Segundo ele, a decisão resgata o valor das urnas. “O voto de cada brasileiro passa a ter o mesmo peso”, diz, em entrevista ...

    Leia mais
    blank

    Por 8 votos a 3, STF proíbe doações de empresas a políticos

    Depois de um ano e nove meses, o STF (Supremo Tribunal Federal) concluiu nesta quinta-feira (17) o julgamento da proibição das doações de empresas a candidatos e partidos políticos. No DCM Por 8 votos a três, o tribunal considerou as doações inconstitucionais. A ação que contestou as contribuições empresariais no financiamento político foi movida em 2013 pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), com o argumento de que o poder econômico desequilibra a disputa eleitoral. Segundo o ministro Ricardo Lewandowski, presidente da Corte, a proibição já vale para as eleições municipais de 2016, “salvo alteração legislativa significativa”. O julgamento começou em dezembro de 2013 e foi interrompido duas vezes. Em 2013, o ministro Teori Zavascki pediu vista e, em abril de 2014, o ministro Gilmar Mendes fez o mesmo. O julgamento só foi retomado nesta quarta-feira (16). Ontem, Mendes votou pela permissão das contribuições eleitorais das empresas. Também votou favoravelmente ...

    Leia mais
    blank

    Empresas pretendem contratar nº maior de mulheres após maternidade

    O Brasil está um ponto percentual acima da média dos países pesquisados. Pontos positivos são experiência, habilidades, confiabilidade e organização Do G1 Pesquisa feita pela Regus, empresa de soluções flexíveis de espaços de trabalho, revelou que 26% das companhias planejam contratar em 2015 um número ainda maior de mulheres que estão retornando ao mercado de trabalho após a maternidade. O Brasil está um ponto percentual acima da média, sendo que 27% dos entrevistados locais disseram ter intenção de avançar na contratação de profissionais com esse perfil. O estudo global contou com a opinião de mais de 44 mil executivos sêniores baseados em mais de 100 países. Segundo a pesquisa, profissionais desse perfil são especialmente valorizadas por terem experiência e habilidades variadas, além de transparecerem confiabilidade e conseguirem administrar bem o tempo. Além disso, são vistas como menos propensas a mudar de emprego, garantindo às empresas as vantagens da retenção. Pesquisa anterior ...

    Leia mais
    blank

    Empresa torna-se mais competitiva quando dá espaço para a diversidade

    A diversidade traz competitividade, mas nem todas as empresas ainda prestaram atenção nisso. Esse argumento é defendido por Beto de Jesus, secretário para América Latina e Caribe da ILGA (International Lesbian and Gay Association). Ele participou, junto com Alberto Brisola, diretor sênior do RH da Oracle Brasil, do Comitê Estratégico de Gestão de Pessoas, que aconteceu no dia 04/07, na Amcham-São Paulo. Do: amcham De acordo com Beto, quanto mais diversificada for a equipe, mais facilmente os problemas serão resolvidos no ambiente de trabalho. “É importante que a orientação sexual, a identidade de gênero e a etnia não sejam fatores impeditivos para entrar no mercado”, comenta. Além de uma seleção igualitária, é preciso criar condições para que o profissional possa trabalhar sem medo de ser vítima de preconceito ou linchamento. “O funcionário se sente valorizado quando o respeitamos pelo talento, pelo conhecimento que ele tem. É importante não discriminar pela questão ...

    Leia mais
    Igualdade-Racial

    O que falta para a equidade racial chegar às empresas?

    Hoje, 41% dos universitários brasileiros são negros. Há 20 anos, eram somente 18%. Mas o perfil das empresas tem se mantido estanque. Por Jorge Abrahão no Ethos Na última quinta-feira (20/11), quase 20% das cidades brasileiras comemoraram com feriado municipal o Dia de Zumbi dos Palmares e da Consciência Negra. Essa foi a data da morte do líder do Quilombo dos Palmares, de acordo com descoberta feita por historiadores que pesquisaram arquivos esquecidos em pequenos vilarejos localizados na região da Serra da Barriga, em os Estados de Alagoas e Pernambuco, onde também ficava o Quilombo dos Palmares. De acordo com os documentos encontrados, Zumbi foi morto no dia 20 de novembro de 1695. Em 1978, o Movimento Negro Unificado escolheu Zumbi como símbolo da luta pelo reconhecimento dos direitos e da cultura negra na sociedade brasileira. A partir de então, passou a realizar festas e grandes eventos por várias cidades brasileiras ...

    Leia mais
    blank

    Maternidade congelada

    A matéria publicada na revista Época, em 20 de outubro (p. 11), surpreendentemente, leva a questão da Reprodução Assistida a questionamentos antes inimagináveis sobre o aspecto da Bioética e do Biodireito. Por: Roberto Wider  Do: Jb Oferecer um prêmio financeiro às mulheres trabalhadoras jovens para não engravidarem em benefício das empresas, suscita além das questões dos valores humanos envolvidos, com a preservação da dignidade humana como valor maior, matérias objetivas, tais como: 1. Não seria uma forma de retroceder e amarrar a independência feminina, conquistada a duras penas, aos interesses econômicos das empresas? 2. Trabalhar com a opção da gravidez só ocorrer depois dos 40 anos, com a utilização dos óvulos congelados, significa que após esta idade, quando a trabalhadora terá certamente mais experiência e maturidade, ela seria dispensável? 3. Desconsiderar que a maternidade depois dos 40 anos pode elevar o risco de concepções menos saudáveis, além de que a gravidez ...

    Leia mais
    blank

    Presença de negros e mulheres nas empresas aumenta, mas salários ainda são pelo menos um terço menores

    Companhias promovem ações de inclusão para ampliar a participação de diversos grupos A diversidade de raças, que é uma característica do brasileiro, ainda é pouco vista no mercado de trabalho, mesmo com as cotas raciais (que existem há mais de uma década). O mesmo ocorre com a participação feminina nas empresas. As mulheres são maioria no Brasil, mas têm uma presença menor do que a dos homens nas corporações. O perfil social, racial e de gênero das 500 maiores empresas do Brasil e suas ações afirmativas, publicado pelo Ethos-Ibope, mostra que, entre 2003 e 2010, a participação de negros, nos quadros funcionais, aumentou de 23,4% para 31,1%. Nos cargos de supervisão, a evolução foi de 13,5% para 25,6%. No âmbito gerencial, a participação subiu de 8,8% para 13,2%. Entre os executivos, a proporção variou de 2,6% para 5,3%. Mas, no que tange aos salários, um homem negro ganha 30% menos ...

    Leia mais

    São Paulo diverso

    Por: Mauricio Pestana Desde a assinatura da Lei Áurea (1888), várias foram as tentativas de reduzir o fosso de desigualdades que 4 séculos de escravização criou entre negros e brancos no Brasil, maximizados, pós abolição, pela forma de ação do Estado Brasileiro que não investiu na promoção da igualdade racial. Já, o século 20 foi marcado por várias iniciativas, oriundas de organizações negras, na defesa de políticas públicas de igualdade racial e, mais recentemente nas políticas afirmativas com o objetivo de acelerar as estratégias para ampliar a igualdade. As ações afirmativas foram muito combatidas por setores conservadores da sociedade a partir de argumentos confusos, absurdos e, por vezes, aterrorizador, reduzindo o valor de uma iniciativa que trouxe, em sua essência, a importância do desenvolvimento econômico ancorado na justa distribuição de oportunidades para grupos que sofreram injustiças históricas. No mundo do trabalho, por exemplo, as desigualdades são enormes. Negros (pretos e ...

    Leia mais
    blank

    “Está tão ruim? Então, vende o negócio e muda de país!” diz Luiza Trajano

    “Está tão ruim? Então, vende o negócio e muda de país!”, diz Luiza Trajano Empresária mantém o viés otimista pelo Brasil, conta como a empresa precisou se reorganizar depois de quase dobrar de tamanho e diz ser garota-propaganda daquilo que dá certo Luiza Helena Trajano Inácio Rodrigues, presidente do conselho de administração da rede de lojas Magazine Luiza, é diferente da maioria dos empresários brasileiros. Não só pelo fato de ser mulher — é uma das poucas na posição —, mas pelo viés otimista que enxerga o Brasil. Enquanto boa parte da iniciativa privada adota tom mais ácido ao falar das ações do atual governo, essa paulista de Franca afirma que prefere ver o copo “meio cheio” em vez de “meio vazio”e diz não temer ser vista como garota-propaganda do Planalto. De tão identificada com a rede que comanda, Luiza é associada à marca. Na realidade, o nome vem da ...

    Leia mais
    A cor do dinheiro

    A cor do dinheiro

    Apesar do fosso econômico que separa os negros do restante da população, muitos deles já conseguiram romper as barreiras do preconceito e cresceram na cena empresarial. Na quarta-feira 14, a direção do jornal The New York Times reuniu a equipe para comunicar a nomeação do premiado jornalista Dean Baquet para o posto de editor-executivo. Trata-se de um dos cargos de maior prestígio em um dos cinco jornais mais influentes do planeta. Um detalhe, porém, chamou a atenção de todos. Baquet é o primeiro jornalista negro a assumir a função nos 163 anos da empresa. Se em um país que desde a década de 1970 adota políticas de ação afirmativa os afrodescendentes ainda são minoria nos centros de poder político-empresarial (apesar de o presidente Barack Obama ser negro), imagine o que acontece no Brasil, onde esse debate é recente e no qual, mesmo depois de 126 anos da abolição formal da ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist